Não forçam um pouco a barra com Linux?

Assunto polêmico!

Este primeiro parágrafo é o que eu tinha do colocado como tópico primeiramente, mas que depois ampliei para outras questões

Eu vejo muitos sites, canais no Youtube, que fazem de tudo para provar que “Linux tem jogo” e argumentam que esse não é um motivo para se usar Windows. Primeiro que acho que se a pessoa simplesmente gostar do Windows, ela deve usar, mesmo que não tenho um motivo em específico, mas vamos voltar ao linux… Tudo bem, eu entendo que hoje realmente tem muito jogo, mas muito jogo comparado com antes, mas sinceramente “não é vida” você ficar instalando Lutris, Wine, fazendo gambiarra pra jogo funcionar, onde muitas vezes vários jogos não funcionam, funcionam muito mal, ou exigem um PC com melhores confs do que teria um PC pra Windows. Parece que muitas vezes a comunidade vive para mostrar aos usuários de Windows que Linux pode ter jogo, fica parecendo um pouco de birra ao meu ver.

Edit: amplio isso para outras questões, sinceramente ao meu ver você pode gostar do GIMP (eu amo) invés do PS, gostar do Libre Office invés do MS, etc… mas tipo há programas que realmente no linux tem menos recursos oferecidos, poxa, é bom tal programa? É. Ainda mais por ser de graça, etc. Mas acho que devia ser reconhecido que tem menos coisa, até por que mesmo são de graça, tem menos investimento, diferente dos “grandes” programas que rodam no Windows, isso é algo claro, e não vejo problema nisso.

Edit2: Vejo algumas respostas batendo na mesma tecla, então pra deixar claro, o problema não é dizer que o “Linux tem jogos”, problema é tentar dizer que ele e o Windows fossem iguais quando se trata de quantidade de jogos.

Qual a opinião de vocês?

Eu uso dual boot, não gosto de Wine e parecidos, para mim sistema bom é o que resolve seu problema, por isso uso Linux no dia a dia e quando vou jogar se nao tiver versão nativa para Linux dou boot no Windows e jogo nele. Tenho licença original do Windows e tudo, e já fiz doação equivalente ao que paguei no Windows, achei justo.

5 Curtidas

Em relação a jogos, existem muitos jogos que ainda não funcionam no Linux, especialmente os multiplayers, que são justamente os mais populares. Na minha opinião a gambiarra necessária para fazer certos jogos funcionarem no Linux através do Proton, Wine ou Lutris não vale a pena, é justamente por esse motivo que tenho um console, maior oferta de jogos e facilidade de uso.

Quanto a aplicativos, creio que as alternativas atendem 99% do público. Na prática é muito difícil o usuário precisar de um recurso específico do Office ou dos programas da Adobe que não possam ser atendidos por uma aplicação similar, na maioria dos casos é má vontade do usuário de utilizar algo diferente.

4 Curtidas

Ao meu ver, apesar de ser chato ter que ficar trocando de OS. É fazendo assim você aproveita o melhor dos dois.
Eu tenho um notebook com linux, se tivesse um PC bom pra jogos, colocaria Windows para servir como “console”.

2 Curtidas

Exatamente, eu também prefiro algo dedicado somente para jogos.

Sobre os programas, para usuários comuns provavelmente as alternativas com certeza devem atender, já que tem gente que por exemplo usa o Vegas para somente cortar e juntar vídeo (e novamente, tudo bem ele usar o Vegas, mas obviamente uma alternativa como o Kdenlive supriria isso) ou vários programas com mil funções onde a pessoa só usa uma, a mesma que outros programas realizam. Mas a questão é, existem coisas que realmente só tem como fazer em software “x” pois este tem mais recursos, mas vejo muito usuário linux tentando vender gato por lebre dizendo que consegue atender tudo que o outro e etc…

Pessoalmente, nunca senti falta de nenhum aplicativo do Windows, todos os aplicativos do Linux me atendem muito bem. Pelo contrário, se eu tivesse que utilizar o Windows eu sentiria falta dos aplicativos do Linux.

1 Curtida

Em minha opinião nenhum sistema é perfeito, o que existe é um sistema adequado para cada uso e usuário, um não necessariamente exclui o outro (se se colocar as questões de filosofia tecnológica de lado]. Eu uso diferentes S.O.s em diferentes situações e em alguns caso eu nem enxergo distintos hierárquicas, mas, apenas de hábito e modus operandi.

4 Curtidas

Uhum, exatamente. A problema é que apesar disso, tem pessoas que quando alguém fala que usa o Windows, pronto, é o fim do mundo.
Outra coisa que eu vejo, é que por muito tempo a galera do Windows tinha uma visão de superioridade em relação a Linux (e ainda tem), e hoje a comunidade Linux faz o mesmo com o povo que usa Windows, como se fossem os donos da verdade, ao invés de mostrarem que as coisas não são bem assim que existem pontos bons e ruins nos dois lados, elas tentam puxar a mesma superiorização para o lado delas. Isso até uma questão do ser humano em si eu acho, não somente sobre OS.

Lembrando que há casos e há casos, não quero generalizar nenhum e nem o outro.

3 Curtidas

Sim, Mac também tem isso…Todos os 3 grandes sistemas operacionais tem uma galera que exalta o seu S.O. e desdenha da “concorrência”, mas, acho que isso é um mal de boa parte da humanidade e não se restringe a tecnologia, infelizmente…

2 Curtidas

No geral eu vejo mais usuários da Microsoft falando mal de distros Linux do que o contrário… Mas isso existe sim, e existe nos dois lados. Sempre tem pessoas que querem se sentir superiores em algo. Simplesmente todos ganham usando todos os sistemas disponíveis… cada qual com a sua individualidade de coisas boas ou ruins. A questão é usar o que te agrada mais e supre sua necessidade, no meu caso que trabalho com usuários comuns… eu recomendo o melhor pro cliente de acordo com o uso dele… E isso vai do Windows, Linux ou até um Android x86 kkkk cabe a cada um individualmente entender gosto e opinião pessoal e não se limitar a algo também… Pelo que vi aqui nessa comunidade, de uma maneira geral, não vi ninguém falando mal de Windows… muitos usam RS… se for bom, usamos e pronto… recomendamos e pronto… E respeitamos a escolha de cada um, tudo fica bem assim kkk…

5 Curtidas

Minha visão é bem diferente, mas vamos do começo:

Na verdade não é bem isso, pelo menos os canais e sites que eu vejo, tentam quebrar o mito de que “Linux não roda jogo” e isso é muitas vezes o único ponto que impede a pessoa de usar Linux, não é " Jogo não é um motivo para se usar Windows" mas sim " Jogo não é um motivo para NÃO se usar Linux" e essa é uma premissa válida ao meu ver

Essa é a questão, esse conteúdo é pra quem não gosta do Windows mas não sai do sistema por jogos, alguns programas ou por não conhecer alternativas, lógico que algumas pessoas acabam por passar a não gostar mais do Windows por conta desses conteúdos mas isso é um efeito colateral, a Microsoft não tá ajudando muito com o Win10, o que mais se vê é gente que usa Windows, ama o Windows mas não gosta das ações da MS, o que fazer?

Concordo, o ideal é usar uma interface que automatize tudo, por exemplo PoL, Lutris, Steam… que tornam a instalação quase tão simples quanto o Windows

Mesmo no Windows isso acontece, o que funciona num PC pode simplesmente não funcionar em outro com as mesmas especificações… não entendo sua colocação, se puder explicar de forma mais clara…

Um dos maiores impeditivos das pessoas de migrarem é justamente não saberem que os sistemas Linux tem jogos, então é válido ao meu ver, novamente não é Jogo não é um motivo para se usar Windows" mas sim Jogo não é um motivo para NÃO se usar Linux"

Quando isso acontece, geralmente ninguém discute, o problema é quando a pessoa coloca o software nativo do Linux, outro dia teve um mano que disse que um programa X tinha mais recursos, era mais fácil de usar e que o Linux não tinha alternativa… quando na verdade o programa além de não fazer 1/10 de sua alternativa, era extremamente mal otimizado e a interface era praticamente igual a do programa, ou seja reconhecer como se é mentira? A pessoa nem ao menos testou o software e já o joga como inferior…

3 Curtidas

a argumentação é muito fraca, falar que lutris, wine e afins é gambiarra é muita ignorância, aliás, se você acha difícil instalar um jogo no linux e instala jogo piratão via torrent, não tem tanta moral pra falar de gambiarra, não estou dizendo que é seu caso, a defesa que a galera faz pro linux no desktop, é justamente porque a maioria vive enchendo o saco dizendo que linux não presta, que só quem usa é hacker, vai nessa linha, mas o uso é totalmente opcional, assim como seu ponto de vista, há quem force a barra do linux, há quem force a barra do windows.

1 Curtida

Foi como eu disse uma vez aqui, se você parar para pensar no "por quê vou querer emular um jogo que foi projetado para rodar nativamente no windows em outro sistema (linux) tendo o risco de: alguma coisa sair errada no percurso e não funcionar como deveria ou perda de performance ou ainda o jogo roda muito bem emulado graças ao DXVK porém o jogo sofreu uma atualização e não funciona mais?
Se você pensou nisso e mesmo assim prefere correr o risco você realmente ama o linux e seu amor prevalece
Eu prefiro continuar com o windows e meus jogos sem dores de cabeça e aproveitando o desempenho máximo que meu hardware oferece sem emulações e isso não me tira a torcida pelo sucesso do linux

3 Curtidas

Tá… vamos lá.


Realmente Linux RODA jogos, isto é fato, mas não apresenta a mesma gama que o Windows, para mim não há sentido em uma pessoa sair de um OS que “roda tudo” para partir para outro onde suas opções são limitadas.

Duas pessoas usam windows, geralmente o que vai definir o que elas vão poder jogar ou não são os requisitos dos seus respectivos computadores, já no Linux é o jogo ter sido portado para plataforma. O que eu quero dizer é que quem usa Windows vê um jogo, gosta e quando procura pelo jogo a única preocupação é o quê? Se o PC roda o jogo ou não. Já no Linux, você tem que torcer para que o jogo seja nativa para Linux, ou que exista alguma coisa para fazer o jogo funcionar, além da preocupação dos requisitos do jogo…

Eu entendi o que você quis dizer, mas não entendi como isso era uma resposta ao meu comentário. Sorry ;-;

Eu me refiro ao desempenho de jogos NO Windows e jogos DO Windows que eu rodo no Linux, ainda mais se eu não tiver um PC que as configurações sejam mais elevadas que as do jogo. Ex: eu tenho dificuldade para rodar um jogo no Windows porém ainda assim consigo, na hora que eu for tentar usar alguma ferramenta como o Wine para poder jogar o mesmo jogo no Linux, eu que já tinha problemas com desempenho terei problemas maiores ainda. (experiência pessoal). Ou até mesmo alguns jogos ficam mal “emulados” com bugs que não existiriam se eu jogasse no Windows.

Novamente, concordo com que Linux TENHA jogos, porém não tanto e as vezes não tão bem quanto o Windows.

Realmente, aí já é questão de preconceito da pessoa.

Eu não tô colocando aqui a questão da pirataria (daria assunto pra manga esse aí), vamos focar nos jogos e programas originais, se tem muito mais opção e facilidade em se instalar jogos no Windows do quê no Linux.

Sim, concordo, como disse anteriormente cada quem “puxa pro seu lado”.

1 Curtida

Com os gostos pessoais eu n tenho nada com isso, o problema é quando a pessoa taxa um sistema que não gosta de ruim.

Como se no Windows não tivesse que fazer o mesmo as vezes (muitas vezes com crack).

Eu sinceramente não ligo, se há possibilidade de também ser um ambiente para jogos, porque não?

Menos? O software livre tem cada vez + projetos em andamento…

1 Curtida

Uma coisa que vejo com esses videos, é como já disseram: “Provar que o linux tem sim a capacidade de rodar jogos” pra quebrar o mito, e É um pedido para os desenvolvedores de ’ :wave: Ei tem um mercado disponível aqui! Desenvolvam pra nós!’.
E já que do universo opensource, o linux não tem muita propaganda, eles fazem a sua parte para dois (Linux e OpenSource) além do mercado disponível. Além de mostrarem “os detonados” de como fazer um jogo de uma plataforma não nativa se tornar útil pra quem quiser com seu Linux.

3 Curtidas

Como já disse, aqui não vamos entrar no lance da pirataria, são jogos e programas originais.

Espero que tenha entendido certo sua pergunta. Ao meu ver não há necessidade de você ficar mostrando algo como isso, não tem problema, cada um faz o que quer é claro, mas não acho que isso seja algo legal. E meu problema não é com o dizer de que “Linux tem jogos” mas sim como alguns falam que “Linux é igual ao Windows em relação a jogos”.

Sim, e fico feliz por isso (foi um dos motivos para abraçar o mundo Linux) mas em questão de financiamento eles naturalmente tem menos investimento pois grande parte sobrevive por doações. A lógico é clara, maior investimento (programas pagos) geralmente tende a criar programas mais bem desenvolvidos.

Cara, me desculpe, mas essa ter “melhores confs do que teria um PC pra Windows.” não bate, tenho um notebook com celeron de 2 geração, tenho jogos na minha Steam, jogos exclusivos do Windows e alguns deles simplesmente rodam muito bem(acho que melhor que no windows), é claro que o Linux não é santo milagreiro que vai deixar o seu pc “topperzera” mas dá um gás. Sobre Wine, Lutris e afins, po cara, hoje em dia tá muito fácil, na Steam com alguns jogos é só escolher, baixar e jogar, do mesmo jeito com o Lutris.

2 Curtidas

É verdade, é um bom ponto de vista a ser analisado.

1 Curtida