Muito software instalado deixa o Linux lento?

Importante: o espaço em disco é abundante.

Sou usuário avançado de Windows, a mais de década e nunca fui muito adiante para migrar, mas a estagnação do windows 10, bem como o rumo que a MS está tomando (é inveja de celulares…)… enfim, entre outros, faz eu desejar depois de macaco véio, testar coisa mais bonita e divertida.

Uma característica que aprendi com o windows: instale uma penca de coisa e ele vai pesar. É registro e dll para tudo que é canto, o Windows vooa de fabrica e com pouco software, mas vai usando e… no meu ponto de vista técnico: uso demais para muitos testes com muitos clientes. Meu sistema é formatado +/- 1x por ano devido a isso, normal, faz parte.
Uma forma que eu aprendi a minimizar isso é passar tudo que é software possível para a pasta “portable”. Uma quantidade gigante de softwares pequenos são auto contidos, portanto assim eu facilito entre-formatações e, justamente, limito e controlo a quantidade de lixo. Hoje são dezenas ou talvez mais de 100 aplicativos assim que tenho, que uso as vezes 1 ou 2 vezes por ano, mas estão ali e sei quando precisar. Tipo… só um exemplo tá? faz anos que não uso o e talvez nunca mais use, mas se eu precisar de algum software que faça algo em id3tag sei que está em /portable/audio, posso nem lembrar o nome exato que vou achar o software olhando a pasta. Achei. Era o tag rename.

Portanto, completando a historia. Venho para linux e sei que um monte dos softwares que uso (principalmente de video) posso instalar normalmente. Alguns não, mas wine carachato.exe está se apresentando bem confiável para esses.
Se eu sair instalando tudo que eu quero apenas para ter, tipo… quero algo que faça algo em internet, vou para algum local onde organizei meus software relacionado ali e ta ali. Não preciso catar o nome, reaprender outra interface. Enfim, digamos que acabei de instalar uns 40 ou mais softwares besta de quase não-uso. Nesse sistema operacional isso tende a trazer lentidão ou erros?

PS: Sei gerenciar o startup, eles vão ficar quietinhos e, até onde eu espero, abrir apenas quando eu os abrir.

2 Curtidas

na minha experiência, não
esses são todos os programas e bibliotecas instalados no meu pc:
https://paste.ubuntu.com/p/S3ttGBChrQ/
e tudo funciona normalmente

No Linux o seu sistema não vai ficar lento só por que você tem muita coisa instalada, a não ser que o HD esteja tipo 90% cheio, daí pode acontecer mas no geral não.

Uma coisa que pode ocorrer é você instalar muitos programas que são ativados (“enabled”) no systemd para ele rodar sempre que ligar o computador. Então se vc instalar muitos pacotes que tem essa funcionalidade de daemon, e na maioria das distros esses pacotes já são habilitados na instalação, pode ser que fique um pouco lento, mas daí é só dar uma olhada se precisa de todos os daemons, enfim, caso específico.

No Linux você pode usar pacotes Snap, Flatpak ou AppImage, são pacotes maiores do que os oficiais mas são auto contidos.
A maioria dos softwares disponíveis nos repos oficiais para linux vc deve instalar como raiz, é muito difícil instalar software oficiais por usuário, se não impossível, pois usam muitas bibliotecas avulsas…

Só isso? hehehe Legal, eu tenho uns 1500 pacotes, e uso Arch kkk

1 Curtida

Olá @aristofeles tudo beleza? Seja bem-vindo a nossa comunidade.

Via de regra, apenas instalar mais programas utilitários não vai deixar nenhuma distribuição lenta.

Os cuidados são bastante parecidos com o Windows neste caso: evite instalar programas que rodam em segundo plano, que iniciam com a sessão do usuário/sistema, cuidado com alterações na interface gráfica, porque algumas delas podem pesar dependendo do seu hardware.

:vulcan_salute:

2 Curtidas

Ótimo (e rápido!).
Obrigado ae, vou seguir com meu brinquedo então :slight_smile:

1 Curtida

As dicas são importantes.
O que observo em relação ao Windows, frente a outros sistemas operacionais, é que com o tempo ele se “degrada” muito mais que os outros, mesmo em “ambientes controlados” como uso empresarial, de forma que as formatações devem ser relativamente frequentes.

Sob esta perspectiva, não só o Linux, como nenhum sistema, vai chegar nem perto desta característica. Óbvio que pode ter uma ou outra influência que atrapalhe o tempo de boot e carregamento conforme as configurações. Se você pegar um Arch sem interface gráfica vai bootar monstruosamente rápido. Mas aí não resolve, não tem aplicações básicas.

Mas para o Linux sofrer no boot, só mesmo se houve substancial número de aplicações a mais que uma versão windows.

Isso é um pensamento muito comum, mas na realidade o que impacta mais no desempenho da máquina é quantos softwares/serviços estão rodando em segundo plano e não necessariamente o que está “parado”.

Depende de como você instalou

Fragmentação do sistema de arquivos ext4 eh bem pouca, fora isso o ext4 eh muito mais rápido que ntfs

Se ele iniciar algum processo com o sistema, vai pesar igualzinho no Windows.

@aristofeles O tempo que usei do Windows vista e 7 ele ficava lento, eu acredito que não era culpa minha, mas mas acontecia.
No LinuxOS não tem esse problema, o que vai deixar o seu sistema Linux lento é a limitação do seu hardware e a qualidade dos binários dos software.
Pode ate encher o HD, o kernel Linux e os filesystem do kernel Linux tem proteção contra fragmentação, mas se o HD encher no talo vai fragmentar um pouquinho.
Coloca swap ai, swap é o tal do arquivo de paginação do Windows, mas chama aqui de Swap.
Não sei se você sabe o que é arquivo de paginação do Windows é isso aqui:

No Linux chamamos de Swap veja o link a seguir:
https://wiki.archlinux.org/index.php/Swap_(Português)
Acho que só a MS que chama diferente, tem que verificar se isso é verdade.

Diferente do Windows você não é obrigado a ter Swap para o bom funcionamento do sistema, ela é totalmente opcional.

Instale quantos programas quiser.
Meu sistema Lubuntu tem 2234 pacotes de software instalado.

Não precisa reinstalar o sistema de tempos em tempos, reinstale se quiser.

Em resposta ao @aguamole e os demais. Para quem ta sem o que ler.

Em windows entendo bem, tanto em server quando cliente, gerenciando redes de pequenas e medias empresas. É trabalho. E isso na verdade que me atrapalha, sei demais como fazer muita coisa nesse sistema então tudo que estou vendo no linux é “errado” - tipo… cara, posso fazer tudo em power shell, mas PREFIRO fazer tudo em GUI salvo não tem opção ou script… agora aqui no linux já percebo que inverteu! (devagar, mas achando tri!!!)
Ocorre justamente isso, me especializei em uma coisa de informatica. O pouco que me aventuro para fora é Microtik ou PFSense, visto que as horas trabalhando são limitadas portanto basta um monte de windows, um firewall e um office 365 para mais de 90% dos escritórios.

Lembro que eu amava informática, customizar temas do XP e catar betas do Longhorn em IRC, Winbeta! isso que era vida!.. hoje eu detesto tudo, não apenas pela ■■■■■ que virou o windows 10 (e nao estou falando de privacidade, cago para isso. Também não vou dizer que o 7 é melhor que não é. Mas o 10 é uma coisa mal acabada)… mas sei lá, falta o charme, a vontade de aprender algo legal. Virou trabalho e apenas e resolvi apimentar um pouco.
Pareço um guri novamente :slight_smile:

@josebarbosa como os outros, valeu, era bem o que eu “queria ler”.

2 Curtidas

Sistemas abertos são um mundo novo.
Eu fico impressionado que tenha gente que pense num fluxo de trabalho com Office 365.

A imagem não está muito clara: mas aqui é um exemplo que fiquei chocado nesta semana, quando o presidente do Santos FC mostrou que o fluxo de caixa deles é controlado por uma planilha:

Ou seja, se um clube de futebol, com um budget de centenas de milhões ainda usa Excel para o básico de finanças, é muito trabalho a ser realizado.

1 Curtida

Então, você tera que ler muito, esquece tudo na mão, vai ter me ler para aprender a usar o básico, eu só sei o básico do Linux.
Os meninos do fórum pode te ajudar na mudança mais aqui é tudo na base da digitação, vai ter que ler.

O PowerShell da Microsoft tem para o Linux nativo, instala ele ai na sua maquina e divirta-se.

É isso mesmo, direto da documentação da Microsoft.
Qual pergunta você tem agora?