Mudança nos diretórios (LINUX)

Eu gostaria de saber se eu posso modificar a “raiz” do sistema sem problemas. Posso fazer isso?

Descreva exatamente o que pretende fazer, sua pergunta não foi muito objetiva.

1 Curtida

Eu gostaria de colocar as pastas /usr /tmp /boot numa pasta X, como exemplo. e a pasta /root na /home.

Até é possível, mas pra dar certo você vai precisar fazer muitas edições no fstab, se for só por capricho, não vale a pena o trabalho.

Olá!

Bom, você até pode mas, teria que se esforçar muito, para tornar suas alterações funcionais. Porque o kernel Linux foi desenvolvido com essa estrutura de diretórios:


Você terá que fazer mudanças no próprio kernel Linux, para conseguir isto. É algo demorado mas, nem de longe, impossível.

Tem um S.O. que fez isso o nome é GoboLinux, o principal objetivo deste S.O. é a restruturação da tradicional estrutura de arquivos do Linux.

Obs.: Fazer isto sem ter conhecimento de Engenharia de Software, programação com C, C++, compiladores tipo GCC e G++, ferramentas de debug tipo GDB. Torna isto praticamente impossível ou mais dificil que achar os ponto e virgula faltando em 10+ mil linhas de codigos sem ajuda de IDE, plugins e debug…

Espero ter lhe ajudado, até mais!

De acordo com o que ele descreveu, não precisa alterar nada no kernel, só precisa mudar o caminho de montagem das pastas.

Ainda é complexo, mas não chega nem perto do que você descreveu.

Entendo, mas, o GoboLinux utiliza links no sistema para tornar o sistema compátivel. (Havia deixado isto como um exemplo.)

Fazer isto da forma com é tradicionalmente feita programando (Não que o GoboLinux não tenha suas tecnologias feitas especificamente para ele). Quando estamos a fazer um sistema não é simples como criar links. O kernel é feito linha por linha, com todos seus software’s se baseando em uma estrutura de diretórios após feito, tornar o sistema compátivel com outra estrutura de diretórios não é tão simples.

Alterar os softwares, drivers, plugins, funções, ferramentas, que estão inclusas no kernel Linux. “É algo simples…” Se você programar um sistema tratando como diretórios base tipo ‘/usr/bin’ e depois tentar rodar em um diretório tipo ‘/system/programs/’ sem fazer alterações nesse sistema, e achar que vai rodar sem problema… Você estará pedindo pro sistema encontrar algo em um diretório que nem existe.

Posso ter exagerado na ultima observação, mas, é uma tarefa demorada, para muitos nem vale o trabalho, não quis falar para ele que é algo simples pelo fato de simplesmente não ser. Terá muitos softwares, que se ele tentar instalar não irá conseguir, ele terá que criar algo para tornar cada software compátivel com a nova estrutura de arquivos.

Enfim, espero ter lhe ajudado, até mais!

Edit.: Correção de ortográfia.

Eu falei na minha primeira resposta que era algo trabalhoso e se for só por capricho, não vale o rolê.

Mas torno à dizer, não há necessidade nenhuma de modificar o código fonte do kernel pra fazer o que ele descreveu, umas simples montagem das pastas em caminhos diferentes através do fstab já é mais do que suficiente.

Haveria necessidade de modificar o kernel pra fazer similar ao Gobolinux, mas não é o caso dessa postagem.

A parte do /root no /home é mais simples doq fstab e edit no kernel, é só criar um dirtorio /home/root e ir no /etc/passwd e mudar o diretorio principal para la

A questão é entender que tipo de arquivo deve ficar em cada pasta. Se colocarmos 10 pessoas pra pensar numa maneira, vai sair um sistema com 10 arranjos diferentes de pastas.

Agora mudar a estrutura é bem mais complicado, teria que mudar todo o sistema de gerenciamentos de pacotes e recompilar todos os programas com a nova estrutura (imagina que as libs ficassem juntos com os executáveis).

Imagina que cada distribuição tivesse os arquivos de configuração em uma pasta diferente? :scream:

De forma análoga imagina a bagunça que não viraria se os usuários colocassem seus arquivos na pasta “c:\windows” e que os programas fossem instalados la. O windows tem sua forma de organização também e dá para mudar o local dos arquivos pessoais. No linux convencionou-se que esse lugar seria o /home, então monta-se a partição neste local. Se quiser mudar a partição, apenas muda a entrada no arquivo fstab.

Agora imagina que houve um problema na inicialização do sistema com a partição de arquivos dos usuários. O administrador vai logar para resolver e :bomb:, não consegue carregar o perfil, não tem histórico. Por esse motivo a conta dele deve ficar na partição principal do sistema. Claro que se o /home está na partição principal, não tem problema. Porém é recomendável que os arquivos pessoais fiquem em outra partição tanto para facilitar o backup dos dados, tanto para evitar que os usuários entupam o disco com arquivos pessoais e prejudique o funcionamento do sistema.

Não há necessidade, já que quando você instala os pacotes, eles buscam os pontos de montagem, não os diretórios em si, ou seja, mudando os pontos de montagem como eu sugeri, já seria suficiente nesse caso.