Mostre sua velharia tecnológica

Eu peguei essa transição. Tinha uma máquina de escrever portátil Olivetti:

E um 386 com co-processador automático e uma Epson matricial (que ainda existe, está na casa de um amigo no RJ)

Fiz muito trabalho no Word (era só Word num primeiro momento, dps veio o Office), em Courier New - minha monografia foi impressa numa dessas aí!

9 Curtidas

Espero que você tenha-os guardados. Clássicos cada vez mais raros.

1 Curtida

Ficaram no RJ, não deu pra trazer pro sul quando me mudei, já veio uma bilbioteca gigante, 4 estantes de ferro cheias, uns 750 Kg de carga… algo tinha de ficar pra trás… mas veio um toca-discos, um amplificador, 2 caixas de som das antigas e minha coleção de LPs… de relíquias estou bem abastecido

2 Curtidas

Mas, ainda são suas ou você se desfez?

O que ficou no RJ? Estão com um amigo, quem sabe alguma hora resgato… tem um mimeógrafo lá tbm!

1 Curtida

Falando em relíquia, esta máquina de escrever era do meu avô. Cheguei a fazer alguns trabalhos de escola nela. :grinning:


Ele era cientista e jornalista. No final ele já estava usando uma máquina eletrônica. Ele gostava de estar afinado com a modernidade. Uma pena que não chegou a conhecer os PCs nem os celulares. Tenho certeza de que ia curtir muito.

4 Curtidas

Que linda ! :heart_eyes:

1 Curtida

Virou objeto de decoração aqui em casa. Mas funciona perfeitamente. :grinning:

2 Curtidas

Essa é mais rara ainda, tem um valor de mercado muito alto atualmente e um valor histórico quase que incalculável.

1 Curtida

Esse modelo é layout inglês?

Consegui ampliar e vi que é um modelo brasileiro com “Ç”. Meus parabéns, guarde com carinho essa Remington.

3 Curtidas

Falando em máquina de escrever eletrônica, vocês já chegaram a usar um daqueles processadores de texto eletrônicos comuns no Japão e Coréia do Sul?
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image

Esses gadgets japoneses me fascinam desde os anos 90 quando era menino, o Japão e suas maravilhas tecnológicas parecia-me outro mundo.

4 Curtidas

Desses não, mas meu pai (e eu tbm) tive(mos) agendas eletrônicas Casio, bem legais
Acho que eu tive uma dessas, a do meu pai tinha tela maior:

2 Curtidas

@thespation, acho que caberia criar um novo tópico (“Mostre sua velharia tecnológica”, poderia ser), e mover uns posts aqui, não?

4 Curtidas

Tinha por sonho ter uma dessas também.

1 Curtida

Eu tava no meio de selecionar as postagens para criar esse tópico e o @thespation me ninjou.

3 Curtidas

Boa, @thespation! Mais tarde posto o que encontrar das minhas coisas - tem toca-discos funcionando, mas pra começar, a união entre o novo e o não tão novo assim - DVD rodando em Smart TV:


Deep Purple rolando! \m/

3 Curtidas

Ali dá pra ver o mesmo DVD rodando numa TV de tubo. Ao lado, o amplificador gradiente que tenho desde os anos 1980, idem o toca discos Pioneer, ambos funcionando

5 Curtidas

“Aparelho” de barbear, tá valendo?? :joy:

Nem é tão velho, comprei há poucos anos. Descobri que ainda se fabricam lâminas “gilette” na Índia, China, África do Sul e Zona Franca de Manaus.

Já tive um desses, ainda em “latão” (metal amarelo), que meu pai deve ter usado na década de 40, ou talvez antes.

Infelizmente, meu espaço nunca aumenta, e já joguei fora ─ assim como várias réguas de cálculo, rádio de válvulas e um sem-número de coisas obsoletas, como uma máquina de escrever Underwood typewriter e várias outras, inclusive uma Olivetti eletrônica, Apple II plus, impressora matricial Epson LX80, dezenas de disketes, discos ZIP etc.

3 Curtidas

Eu tenho um Gilette das antigas, era do meu pai. Quando achar, posto aqui! E tbm tenho uma régua de cálculo, está encaixotada, assim que me mudar pra casa definitiva, acho e coloco aqui tbm!!

1 Curtida