Mint 19.1 vs Ubuntu 19.04

O Mint parou no tempo. Espero que eles “acordem” na próxima versão.

2 Curtidas

O Mint é baseado no Ubuntu, então as versões futuras poderá vir com as novas funcionalidades que o Ubuntu implementar (pelo menos teoricamente é assim :thinking: ).

Tem coisas no Mint que eu gostaria de ver no Ubuntu, como por exemplo o software de gerenciamento de atualizações do Mint.

Em minha opinião o Mint deveria mudar o design da loja de aplicativos, além de usar tema e ícones mais bonitos. :slight_smile:

3 Curtidas

Acho que o problema do Mint é cansaço visual: ícones, cores, tema GTK… DE não, o Cinnamon hj é tido como um dos melhores se não o melhor ambiente em GTK. E a central de software tem que beber de uma fonte alá Deepin pra ser de fato bonita e moderna.

4 Curtidas

Eu deixei de acompanhar o Mint desde que eles deixaram a versão com KDE, mas entendo os motivos pelos quais descontinuaram a versão dando maior foco as aplicações e ambientes GTK visto que investiram na padronização da distro independente da interface utilizada (XFCE, Cinnamon, Mate).

3 Curtidas

Acho que o Mint vem mantendo sua consistência de sempre, porém, também acho que dar passos mais audaciosos em algumas coisas não faria mal. O Mint continua seu processo de sempre, as atualizações e mudanças sempre vem depois do Ubuntu lançar a sua versão, geralmente um mês ou dois depois.

Uma das coisas que eu acho até legal no Mint, mas que pode tanto agradar quanto desagradar, é que eles tem a filosofia de só colocar no sistema o que eles tem certeza que funciona e está estável como tecnologia, este é um dos motivos dele ser geralmente tão estável inclusive.

Vamos ver o que virá, também gostaria de ver várias mudanças, mas não podemos esquecer que é um sistema que vem de graça pra gente, então a cobrança, que deve existir, deve ser feita de forma diferente.

8 Curtidas

Até mesmo o Ubuntu deixou de ser uma distro inovadora, atualmente a distro que mais vem inovando é o Fedora, é onde você irá encontrar todas as novidades do mundo Linux. Uma das últimas novidades é o Flicker-free boot, que torna o processo de boot bem mais agradável.

5 Curtidas

Fedora que poderia ser o “novo Ubuntu” e assumir o papel de S.O concorrente dos famigerados Windows e OSX, porque por detrás existe nada menos que uma Red Hat… Mas ainda vejo o Fedora como um beta-test pro Red Hat Enterprise Linux .

1 Curtida

Pela minha experiência até agora, o Fedora tem se mostrado bem mais estável que o Arch Linux e menos problemático que o Ubuntu, é um ótimo meio termo para quem quer um mix de estabilidade e pacotes recentes.

2 Curtidas

O Renato do FastOS bem que diz que o Fedora não é tão hardcore como o Arch, vc tem pacotes recentes mas não imediatamente como outras distros… só que eu ainda não vejo o Fedora querendo, apesar de ser possível, atrair users do Mint, Ubuntu e etc; um pouco do marketing da Red Hat já seria mais que o suficiente pra levar a galera ao Fedora.

2 Curtidas

Depende do pacote, o kernel costuma ser atualizado rapidamente, bem como alguns programas, o Gimp foi atualizado três dias depois do lançamento, se não me engano. O Fedora também é muito bom em questão de segurança, graças a atualizações rápidas e o uso do SELinux.

3 Curtidas

Pergunta o q o Mint poderia inovar e melhor? Na minha opinião tem coisa que o linux resolveu e outras coisas o Windows resolveu

1 Curtida

Completando minha mensagem no inicio do tópico. Digo em relação a rapidez, leveza e visual. Usando o Ubuntu 19.04 agora, notei isso. Na minha opinião, essas são as qualidade que uma distribuição que quer ganhar usuários vindos do Windows tem que ter, e o Ubuntu, nesta nova versão, está muito melhor que o Mint. Espero que o pessoal do desse S.O. de uma melhorada no sistema.

Se eu não me engano, as versões do Mint só são baseadas nas LTS do Ubuntu, né isso?

1 Curtida

já instalei kubuntu e pop OS, em bora sejam bonitos não consigo ficar tão a vontade quanto no Mint, no mint já me sinto em casa, o Gnome sem as indicações de extensões do Dio não rola.

2 Curtidas

Alguém tem que fazer e muita coisa é feita no Fedora mesmo, muitos desenvolvedores do Fedora são empregados pela Redhat, mas não considero como um beta pois as coisas no Fedora funcionam bem melhor que em algumas distros ditas “estáveis” que testei, note que utilizo fora a estável o Rawhide que teoricamente teria inúmeros bugs, mas não é isso que acontece, hoje a tenho com kernel 5.2 e alguns pacotes do GNOME 3.33.

3 Curtidas

O Linux Mint se mantém como sempre foi. Nunca foi um sistema de vanguarda, para inovar muitas coisas. O que me agrada nele é justamente a estabilidade de ter uma base sólida do Ubuntu LTS (haters podem hatear, mas a base é sólida) e manter aplicações que facilitam a vida do usuário, independente da experiência dele com sistemas Linux.
Uma proposta bem diferente de outros sistemas em que você pega a base (modo texto) e vai personalizando tudo desde o início.

Para mim, o Mint pode continuar no mesmo caminho que tá ótimo, concentrando-se em melhorias no compositor do Cinnamon, por exemplo.

5 Curtidas