Menor participação percentual do Linux na Steam!

“Em dezembro de 2019, a Pesquisa Steam mostra que o mercado de jogos Linux caiu 0,14%, para 0,67%. Isso representa uma queda bem significativa. No entanto, lembre-se de que é em termos percentuais e não o número absoluto de jogadores. Contudo, esta redução não deixa de ser uma surpresa, já que o mercado de jogos do Steam Linux tem sido bastante estável nos últimos meses. Tudo graças em grande parte ao Steam Play, que permite que muitos jogos do Windows sejam executados normalmente no Linux.”

Na verdade isso é de se espera, as pessoas querem algo que funcione de uma maneira mais fácil e estável e se um sistema não cumpre isso é normal ele sofrer quedas você sempre vai opta pela melhor opção se você tiver a oportunidade. Eu sei que Linux teve várias melhoras mas como muitos aqui no grupo já disse o Windows ainda é muito superior nessa parte e a maioria aqui faz um dual boot apenas pra joga, na verdade eu já esperava uma queda e até maior.
No meu caso eu só jogo Terraria eu faço parte da porcentagem que usa o Linux na Steam pois não tenho problema com o jogo, pelo menos não tenho nenhum que impossibilite de joga ou que piore a minha experiência kkj xD

1 Curtida

Mas agora, justamente com o Steam Play e a maior facilidade em jogar jogos que antes eram restritos ao Windows, por mais nicho que fosse, o natural era que a plataforma crescesse em número e percentual.

Sim eu mesmo usei e muito o Steam Play mas a maioria dos jogos ainda não estão 100% e mesmo com o proton ainda acaba tendo alguns problemas infelizmente :frowning:
Principalmente os jogos multiplayer que é o que a maioria das pessoas gosta, eu no caso eu sempre verifico o jogo que eu quero joga no ProtonDB antes de compra ou baixa.

Cada caso é um caso, e muitos tem abandonado o dual-boot por ter este ou aquele jogo em específico funcionando relativamente bem no Linux. E olhando que nem todos os jogadores são “gamers” na definição da palavra, olhando o público de jogadores casuais e não competitivos é de se espantar com uma queda percentual relativamente grande numa plataforma já de nicho.

E atualmente o maior problema não é a incompatibilidade ou performance, e sim o bloqueio das ferramentas por softwares de anti-cheat, tal como a polêmica recente com a EA no Battlefield.

Sim, foi o caso que eu citei dos jogos multiplayer que é um problema e até o Dio já chego a comenta isso várias vezes em vídeos e em live.
O caso da incompatibilidade e desempenho depende do Hardware e drive da pessoa, mas no meu caso eu cheguei a joga csgo no meu notebook que tem um i5 terceira geração, 8GB de ram e uma placa integrada e no Windows eu joguei com uns 60~80 de FPS já no Linux eu perdi uns 20~30 de fps o que reduziu meu FPS pra uma média de 30~50 de FPS e no meu caso isso afeta e muito, mas como você disse esse não é o maior problema pois a perda de FPS em alguns jogos é minima mas se a pessoa não tiver um PC que rode com um bom desempenho o jogo pode fica não jogável que é o meu caso no CS GO.

1 Curtida

No seu caso eu entendo perfeitamente, quem está num hardware mais modesto ou quer ter uma margenzinha de segurança as vezes tem que optar pelo Windows, e no seu caso, gráficos integrados, o desempenho entre as plataformas tende a ser ainda mais discrepante. Mas pra jogos que rodam muito bem, acima dos 100, 120FPS, mesmo que perca 20-30% de performance, sendo eu exagerado, o desempenho acima dos 60FPS é facilmente mantido. E pelo que tenho visto, alguns jogos via Proton tem mais desempenho que os portes feitos pro Linux.

1 Curtida