Macintoshs agora serão ARM. Será o pontapé para uma nova era na computação?

Até que ponto quem usa Windows sairá prejudicado? A MS tem o Windows 10 pra ARM, já tendo inclusive dispositivo Surface rodando ele. Se você se refere ao dual boot, isso não tem jeito, vai demorar um tempo até ser possível.

1 Curtida

O Windows não tem um ecossistema com bom histórico de portabilidade funcional. O Windows NT, desde o princípio, foi feito para ser portável, mas nunca decolou. Quem viveu os anos 1990, se recorda de versões do NT para MIPS, PowerPC e DEC Alpha. Nenhuma deu certo e a quantidade de aplicativos disponíveis era ínfima, risível mesmo, a maioria das coisas rodava por emulação. No Windows para ARM, o mesmo problema da emulação continua existindo, porém, assim como no passado, não é uma camada de emulação de alto desempenho, como o Rosetta 2 da Apple, é uma emulação muito menos eficiente e, com isso, há perda considerável de desempenho. Eu considero a situação das versões não-x86 do Windows pior do que foi a transição do 68K para o PowerPC, com o agravamento de que a Microsoft não aprendeu com os anos 1990.

Considerando ainda que a arquitetura facilita o trancamento, eu não contaria com nenhuma facilitação em termos de firmware para bootar o Windows. E ainda não sabemos como serão as soluções de virtualização, pois a Apple falou apenas em Linux, não Windows. Vale ainda salientar que o Windows para ARM é licenciado diretamente para OEMs apenas, ou seja, não é um produto de prateleira.

1 Curtida

Eu tive um MacBook Pro e atualmente uso um MacBook Air para assinatura de apps e toda a idiossincrasia detestável da store. E concordo contigo…

Não vou dizer que todo mundo faz como o @daniloancilotto disse, ou que todos que fazem isso, estejam no mesmo nível de relação platônica com da marca, mas exagerado ou não, a distorção é real e não é exclusividade da Apple, mas na verdade do mercado de produtos de glamour. O preço dos produtos distorce a percepção das pessoas, e algo que apenas funciona ou incrementa performance/eficiência, vira algo revolucionário na cabeça das pessoas.

Todas as empresas grandes desse mercado em algum momento revolucionaram esse mercado, A Apple fez coisas incríveis também, principalmente coisas que revolucionaram o mercado de tecnologias web e de telefonia, mas seus produtos e suas pequenas escolhas de design e arquitetura, na minha opinião, não.

Acredito que é uma questão de tempo para a Qualcomm e outras semelhantes fabricarem Chips para fabricantes de notebook quando o Windows 10 for ARM estiver maduro o suficiente. Arrisco dizer que até a Intel e AMD entrariam nessa também.

1 Curtida

Se eu não me engano já estão fabricando, me lembro já ter visto um Windows ARM rodando num daqueles convertíveis com Snapdragon.

E considerando que a AMD mesmo tem Opterons ARM para servidores, indicando que eles já tem a licença, é certeza que eles (e a Intel) vão entrar quando o mercado aparecer, ainda mais que o grande público já conhece eles pelos adesivos em laptops tradicionais. É uma largada na frente em termos de marketing.

1 Curtida

Por enquanto, as coisas serão difíceis para quem roda alguns joguinhos no Mac. Os jogos mais complexos dificilmente serão convertidos para ARM: https://www.elderscrollsonline.com/en-us/news/post/59187

1 Curtida

Pra isso existe o Crossover + Rosetta 2:


se não me engano, os snapdragon 800 e um tal de s6 são os processadores que o windows pode rodar em cima

1 Curtida

O problema dessa direção é o famoso “você não terá nada e estará feliz por isso” que é, você não possuirá nenhum dispositivo seu, vc alugará o seu telefone, carro e qualquer outra coisa e ficará feliz pq vc pagando aluguel se for roubado vc pega outro. O problema é que com isso vc sacrifica liberdade (um conceito que tem sido discutido por baixo de toda discussão política atualmente, tem haver com liberdade X Facilidade)

2 Curtidas

Antes de Ver os vídeos mostrando performance, eu confesso que torci que fosse uma porcaria, não por causa do ARM, mas por causa da Apple. Eu sinceramente odeio a maneira cultista que eles agem como se apenas eles existissem de ecossistema de computadores. Mas vendo que funcionou prevejo cada dia mais eu importando um Pine Phone para usar kkkk

Entrou num campo meio controverso.
Não creio que “liberdade” tenha a ver com o que você pode “TER” ou não. Se pensar mais a fundo, verá que terá mais “liberdade” alugando do que adquirindo algo.
O conceito de “propriedade” ainda é muito arraigado na cultura humana, e isso criou o mundo como o conhecemos hoje.
Sem querer filosofar, mas você não seria muito mais “livre” se não tivesse posses? a posse traz consigo o medo da perda, não? e o medo de perder faz com que nos protejamos e nos separemos entre grades e muros, né? e isso tudo é o que causa o conflito no mundo, não?
Pense nisso :wink:

1 Curtida

Bom, eu penso o contrário, se eu alugar não tenho liberdade já que a ferramenta não é minha. Eu acredito que propriedade só existe de coisas limitadas, como por exemplo: Terras e minerais. Agora a intelectual, ele é infinita, não tem escassez. (É diferente de não existir software secreto, isso pode mesmo em um mundo sem propriedade intelectual.) Filosofando um pouco mais já que entrei no assunto, eu acho q a humanidade se agarra a propriedade pelo fato de ela mesma no passado ser considerada por outros humanos como propriedade dele (Vide escravidão) mas também pq somos donos do nosso próprios corpos. Mas essa discussão deveria ir para o cafézinho kkkk

Até a Apple limar o Rosetta 2, né? O histórico não favorece a manutenção indefinida dessa camada de compatibilidade. A Apple do passado manteve a emulação 68K no Mac OS 9.x e era possível executar o Mac OS 9 dentro do Mac OS X por um tempo, mas depois que o Classic morre, a postura dessa velha Apple morre junto. Eu não acredito no Rosetta 2 como algo a ser mantido.

Apenas reitero que ele só roda por ser comercializado diretamente para o fabricante, sem possibilidade de aquisição pelo usuário final (ou seja, é vendido em regime OEM apenas) e que a camada de emulação x86 é tão ruim quanto sempre foram todas as camadas de emulação do NT.

1 Curtida

Linux também já sinaliza uma adesão.

1 Curtida

Devo confessar que subestimava os chips ARM, achava que eles eram fracos comparados aos x86. Mas pelo visto, me enganei feio. Agora tudo faz meio que sentido, não só a Apple com seu M1, mas com a Nvidia comprando a ARM (e finalmente entrar no ramo de processadores que ela sempre sonhou), Microsoft também partindo pra ARM, pelo visto esse é o caminho para estudos, tem bastante potencial. Acho que vou comprar um Raspberry Pi, brincar com Linux e quem sabe, portar apps open source para ARM. É uma rota interessante de estudo.

1 Curtida

Tambem teve o Windows CE e o Windows Mobile, que tinham versões para ARM, MIPS, sh-3, sh-4, XSCALE e x86 (versão bem rara por sinal). Mas acho que ele não se encaixa muito bem na discussão.

Não sei se é uma idéia meio louca, mas acho que talvez utilizando uma máquina virtual via RDP, integrada ao sistema, talvez seria um dos meios de manter a compatibilidade

Tambem tem a questão de jogos e programas antigos para Macs PPC e x86, que já não funcionam nos novos Macs que são x86_64, imagine agora com os Macs ARMs?

Só serão prejudicados mesmo na hora em que o suporte a x86 e x86_64 acabar mesmo, mas esse não será um problema somente do Windows, todas as grandes distros (Linux e os *BSDs) do mercado, uma hora ou outra vão deixar o suporte ao x86 de lado. Mas claro, estamos em um universo open source, e concerteza haverá uma distro com foco em processadores x86 e x86_64.

Um PowerPC seria mais fácil de ser emulado num ARM, porque os dois são RISC e isso modifica a maneira como as instruções, registradores e espaços de alocação funcionam. O Fabio Akita tem um vídeo muito bom a respeito do novo M1 que aborda vários conceitos interessantes de arquitetura de microprocessadores.

2 Curtidas