Linux mint no notebook do governo

o erro que fala e que não tem driver de video instalador, que isso via fazer a cpu trabalhar mas, não e erro dizendo que ta com problema, agora o povo não ler as coisas mesmo, tão lento pela metade e?




ai e o erro que aparece, e o uso de memoria que ta.

Estou vendo imagens de uma CPU muito exigida. Nesse computador eu instalaria uma das opções mais leves disponíveis entre os sistemas de base Linux:

  • AntiX
  • Q4OS com interface Trinity
  • Bodhi Linux
  • SparkyLinux com LXDE
  • Debian ou Devuan com LXDE
  • Dog Linux (qualquer opção)
  • Arch ou distro derivada com LXDE
  • Void com LXDE

Claro, há sempre as opções extremas: SliTaz, Tiny Core, Slax, Porteus… Mas não é preciso chegar a tanto.

1 curtida

MX Linux também seria uma boa opção pelo suporte a drivers.

Quando você clica nesse botão virtual: “Inicie o Gerenciador de Driver” o que acontece? Ele busca o driver proprietário e não encontra?

De fato! Eu o usaria com Fluxbox. E na versão advanced hardware support, com kernel LTS recente, o 5.10.x.

O AntiX, “irmão” do MX, é bom de suporte a drivers, mas vem com kernel antigo.

1 curtida

Continuando a pesquisa, como já tinha lido antes, parece que o Arch tem uma “solução” específica para isso:
https://wiki.archlinux.org/title/Intel_GMA_3600

Ao que consta, conforme consultado aqui:
https://ubuntuforum-br.org/index.php?topic=102951.30

Existia uma versão da distro BluestarLinux chamada Bluestar Linux Desktop GMA3600 2014.03.10 que já vinha pré-configurada com esse driver, é uma versão antiga, não mais disponível para download, mas, imagino que esse suporte tenha sido legado nas versões atuais:
https://sourceforge.net/projects/bluestarlinux/files/

Consta que PixieLive (“adormecida” desde 2013) e Joli OS (descontinuada) também davam suporte:
http://pixielive.org/dotclear/index.php?post/2013/10/21/PixieLive4-Released
http://pixielive.org/PixieLive4.iso

Parece que se você usar uma distro baseada em Arch podes tentar isso:

2 curtidas

ele fala que nada foi encontrado

Por que então, não tentar, usar outra distro em modo live só para testar se tudo funcionaria bem? Foram sugeridas várias opções nesse tópico, o máximo que vai demandar é o seu tempo, mas, que se der certo será recompensado.

1 curtida

De fato, há coisas que o Arch e suas derivações resolvem muito bem.

@TiagoCardoso, parabéns! Excelente contribuição. Tópicos e comentários no Diolinux Plus aparecem frequentemente nas buscas de Google, DuckDuckGo etc., e sua pesquisa aqui elencada pode ajudar vários donos desse tipo de máquina.

1 curtida

Quando a Positivo tinha estoques dele ainda, tinha uma versão que saia de fábrica com Ubuntu 12.04:
https://www.revendedorpositivo.com.br/PositivoB2B/Assets/Produtos/Documentos/52064.pdf (isso até 2018 se me lembro bem)
Algo de errado no ubuntu? - GNU/Linux, BSD, Unix-like e software livre - Clube do Hardware
PC-tablet do governo de Pernambuco com ubuntu. - YouTube
Como Instalar - NTE Porto Alegre

Deepin antigo (15) também funcionava:

Ele também foi fabricado no Brasil sob licença pela MGB e pela Metasys.
A MGB, além de oferecê-lo com Windows 7, também quando fornecido ao governo mandava de fábrica com o extinto Mandriva 2010:

Já a Metasys, além de oferecer a versão com Windows 7, ofertava também a extinta distribuição Metasys MeeGo:



https://www.metasys.com.br/produtos/sistemas-operacionais-2/metasys-netbook-2/

Alguns desses sistemas operacionais você até encontra ainda para baixar, o problema é que além do desafio de instalá-los, por terem perdido o suporte, temos o claro problema da segurança, sem falar na usabilidade e ao que parece o suporte a certos componentes do hardware não foi legado, tendo se perdido em edições posteriores do kernel.
Mas, se for para ficar sem o completo uso da máquina, você poderia arriscar instalar uma versão antiga do Ubuntu e depois tentar atualizar.

Vídeo publicado em 21 de setembro:

1 curtida