Linux melhor que Windows para jogos!

Só eu acho que a estabilidade, liberdade, segurança, políticas de seguranças…em troca de ALGUMAS vezes -15% de desempenho…fazem Linux mais interessante para games?

10 Curtidas

Linux tem um potencial comercial não explorado, só agora o Linux se torno relevante para jogos, alguém precisa puxar o cordão inicial pra começar a puxar a industria, em bora eu ache que isso vai acontecer sozinho.

O Warframe já esta sendo trabalhado com Vulkan por causa do Switch, os próximos consoles poderão todos usarem Vulkan e logicamente uma empresa vai preferir trabalhar em uma só que já funciona bem que usar uma diferente para cada console. logo até mesmo os jogos de windows devem começar a vir com vulkan.

Linux tem um puta potencial para dar merda na mão de um usuário burro. ontem eu dei um remove nemo no meu linux mint e removi a unica interface gráfica, a sorte é que sabia como resolver.

diferença de desempenho de -15% só se for para jogos windows que não estiverem rodando o suficiente para ganhar um silver, como proprietário de um PC fraco pra jogar sei do que falo, Windows é pesado, isso é um fato, a microsoft sempre fez SO para hardware novo, quem estiver defasado chora e as pessoas aceitam. ninguém questiona o SO quando ver que o jogo leve esta travando com um Ryzen R5, ninguém questiona que você é obrigado a gastar todo o SSD caro para o SO em vez da aplicação.

Eu fico imaginando a MSI vendendo PC gamer com distro MSI Gamer com Kernel otimizado especificamente para o hardware, windows não pode conseguir isso, MAC já tem, Linux é de graça e a empresa pode vender um hardware com soft seguro e otimizado sem se preocupar com SO pesada roubando o brilho de seu produto e um update que funciona.

Estou entusiasmado pelo Linux por que vi que evoluiu e estou enxergando um futuro. quero apostar nessa SO.

5 Curtidas

nem todo linux, se for um ostree based não tem perigo…

3 Curtidas

Também aposto no Stadia da Google seria algo surreal pegar um PC abaixo dos requisitos de um jogo rodando pela WEB

1 Curtida

Só te digo uma coisa

“Com grandes poderes vem grandes responsabilidades”

1 Curtida

Para falar a verdade, uma das coisas que mais me chamou a atenção na linha de pensamento dele, foi algo que a gente já sabe há muito tempo, mas que talvez quem é do mundo Windows não valorize, que é a “simplicidade”, não necessariamente o conceito KISS, mas ele também.

Exemplifico com o Docker.

Um dos motivos do Docker ter ficado tão popular é que ele é capaz de poupar muito recurso de hardware e rodar apenas o que é necessário para o tal serviço.

Se uma pessoa quer apenas jogar, realmente ter um monte de coisas que o Windows traz consigo junto não é necessário. São softwares que ocupam espaço que poderia estar sendo aproveitado para outra coisa, são recursos consumindo o hardware que não precisam estar ali se a finalidade for apenas games.

Um sistema focado em sua atividade

Por exemplo, se você fosse otimizar o Windows apenas para jogar o seu game favorito, porquê você precisaria de softwares como o Paint, uma calculadora, um player de música, até o antivírus, etc. Pra fica mais explícito, porque você precisaria de algo além do sistema em si, do seu driver de vídeo e do seu jogo, acompanhado de alguns utilitários básicos como um navegador de internet e um navegador de arquivos, talvez o discord e o spotify e o OBS se você for fazer streaming?

Isso é, teoricamente possível no Linux, você poderia montar um sistema ultra-otimizado para jogar, usando um ambiente gráfico simples também, etc.

É claro que um computador pode ser usado para muito mais coisas e isso acarretaria na necessidade de outros componentes, mas nesse caso, estamos falando apenas de games.

Certamente eu não cobri todas as nuances possíveis, mas acho que deu pra passar a ideia. Some isso ao fato das atualizações dificilmente darem problemas e pronto, se funcionar o game que você quer com um bom desenho, você tem aqui uma ótima opção.

5 Curtidas

Um ponto relacionado a isso, é que usuário doméstico provavelmente não iria mexer neste tipo de coisa. Para gente que é habituado com Linux pode parecer estranho pensar, mas a maior parte das pessoas mal altera o papel de parede do sistema e coloca ícones na barra ou na área de trabalho no Windows.

Customizar mais a fundo a ponto de quebrar algo por conta própria é coisa de gente um pouco mais avançada.

6 Curtidas

Não é atoa que o YouTube tá cheio de “tutorial” ensinando a deixar o windows leve para jogos. Até a versão do Windows para rodar em PDV eu já vi indivíduo recomendando (erroneamente) para jogos. Isso sem contar a gama de versões piratas que circulam pôr aí se auto intitulando windows gamer edition.

2 Curtidas

Isso depende de quais Games o cara gosta/quer jogar, e de qual o Hardware do cara. Se o cara já roda o jogo no limite jogável no Windows, perder 15% faz TODA a diferença. No meu caso por ex, tem vários jogos que rodam no Linux e eu não posso jogar porquê no Linux fica abaixo de 30 FPS, algumas vezes abaixo de 20, 25…

Eu sei que isso não é culpa dos sistemas Linux, à final, a maioria dos jogos é desenvolvido pensando no Windows, ou algumas vezes são desenvolvidos pensando apenas nos consoles, depois portados para Windows, e então portados para Linux. Sendo assim seria culpa dos devs.

Mas não estou falando sobre culpa, estou falando sobre os 15% de desempenho, que quando o cara tem um Hardware de entrada, que roda os jogos no limite, mas ainda sendo bem jogáveis no Windows, perder 15% faz com que ele não possa usar Linux para aquele jogo.

Já se o cara tem um Hardware no mínimo intermediário (digamos uma GTX 9XX pra cima), aí o cenário já é completamente diferente.

1 Curtida

Realmente isso entra em uma discussão mais complexa…hardwares de entrada/medianos…hardware com /sem suporte adequado pra x/y plataforma…ports bom/mal otimizados etc…

3 Curtidas

Esse vídeo também é bastante interessante

2 Curtidas

Eu vi em um grupo de linux, onde uma pessoa pediu orientação sobre jogos no linux e algumas pessoas falando para fazer dualboot.

Essa é umas das coisas que eu mais tenho raiva no Windows. Além de ser um sistema pesado, a Microsoft empurra inúmeros aplicativos que o usuário doméstico nunca irá usar. Até hoje eu não entendo a necessidade da atualização que trouxe o Paint 3D. Onde no universo uma pessoa que usa o computador para editar um documento, escrever um artigo ou criar uma planilha vai precisar de um protótipo de modelador 3D? Isso considerando que o usuário utilize o computador para trabalhar, porque se for para uso pessoal, a maioria das pessoas utiliza basicamente o navegador. E, além dos inúmeros programas desnecessários da Microsoft, as fabricantes ainda colocam alguns na conta também.

Entretanto, o pior problema não é os aplicativos instalados, mas os processos em segundo plano. Chega a ser constrangedor abrir o Gerenciador de Tarefas e ver a quantidade de coisa que está rodando, muitas vezes consumindo recursos que poderiam ser destinados ao processo em primeiro plano. Digo isso porque eu costumo jogar no Windows e sofro jogando online, pois existem processos do próprio sistema que consomem praticamente toda a rede, deixa o jogo com uma latência altíssima e são extremamente difíceis de serem encerrados.

Por outro lado, eu uso o Debian no dia a dia e o Windows para jogar os jogos incompatíveis, mas eu sinto um diferença enorme de desempenho, até mesmo na hora de ligar, porque o Debian inicia e está pronto para usar, faço atualizações com pouca frequência e elas consistentem em apertar um botão, sem problema com demora para ligar ou desligar. Já no Windows, o sistema liga arrastado, inciando vários processos em segundo plano, baixando atualizações e demorando a desligar devido à atualização.

Mas voltando aos programas pré-instalados, eles são duplamente inúteis, pois os usuários domésticos não irão precisar deles e quem precisa não tem suas necessidades supridas por um aplicativo tão simples. A exemplo do próprio Paint 3D, que a maioria das pessoas não usa por ser desnecessário e por não saberem do que se trata, mas que quem trabalha com modelagem também não vai usar por ser simples demais. Era melhor deixar que quem tivesse curiosidade sobre isso, fosse lá e instalasse, não fazer que todo mundo necessite ter ele no computador. Sem contar que programas úteis, como leitores PDF, geralmente não vem instalados, sendo que é uma software que a maioria dos usuários precisa.

2 Curtidas

Entrei no universo dos jogos através dos consoles, migrei para o PC e depois voltei para os consoles. Um console pode ser tecnicamente inferior a um PC, mas na minha opinião a experiência de uso é muito superior, tudo apenas funciona, você não precisa se preocupar com nada além de aproveitar seus jogos.

4 Curtidas

No PC o que eu mais vejo é reclamação de jogo de console com o port mal feito para PC, para jogar esses jogos de forma “porca” no PC também prefiro jogar no console, é como você disse é o método que realmente funciona algumas vezes.

Rapaz, eu também compartilho da mesma opinião. Me arrependi de ter montado um PC só para jogar, gastei 3700 reais nessa brincadeira. Com esse mesmo dinheiro, eu poderia ter montado um PC mais inferior para uso pessoal e trabalho e ter comprado um console para jogar, penso que estaria bem mais feliz hoje.

1 Curtida

Vish…se entrar no console vs PC daí vira bagunça …rsr

1 Curtida

Os caras trouxe discussão de console x PC, estou tentando entender os problemas que o windows traz para o desemprenho da maquina tem alguma coisa a ver pra justificar.

Eu estava falando sobre isso há uns dias atrás num grupo de PC Gamer, onde os caras só entendem de Windows né, tipo, muitos gamers gostam de personalizar o PC todo, colocar LEDs, casemod, e o caramba a quatro, aí o cara faz isso tudo no hardware, mas o software é literalmente o mesmo que o ze droginha usa num PC da xuxa… Seria muito mais foda se a personalização for não só no hardware quanto no software também né, ai junta essa questão visual com as outras inúmeras possibilidades, como otimizar o sistema como o Dio falou, como a possibilidade das empresas customizarem, comp o Serejo falou e pronto, não tem como ficar melhor, sinceramente Windows só sobrevive por causa do marketing…

1 Curtida

A maioria só monta o hardware mesmo e fica reclamando do leg do jogo sem entender por que esta travando (serviço da plataforma de proteção de software) quando você craqueia o windows a primeira coisa que você vai ter é esse serviço comendo seu processador, soma isso com o office e vc perde 50% de desempenho, eu tenho que desativar toda vez que faço o update.

Falar de Linux só vai despertar o interesse de quem sabe o que esta acontecendo com o hardware e não só fica perguntando por que ta travando, só vai despertar interesse geral quando os influenciadores se renderem em vez de lançar uma matéria idiota falando que Linux não tem atualização.

1 Curtida