Linus Torvalds e algumas "VERDADES"

#1

“Eu absolutamente detesto as ‘mídias sociais’ modernas, como o Facebook, o Twitter e o Instagram. São uma doença e parecem encorajar o mau comportamento”, disse, em entrevista ao Linux Journal , ao ser perguntado o que “consertaria” na tecnologia atual”

“Quando você nem mesmo coloca seu nome no seu lixo, ou no lixo que você compartilha, isso não ajuda.” Para ele, os usuários não deveriam ser permitidos a compartilhar ou “curtir” coisas sem provar suas identidades em primeiro lugar"

fiquem com essas declarações do tio Linus, ele poder ser o que for mais eu acho que ele tem razão em muitas coisas que ele fala

seria muito bom se o @Diolinux @Dio fizesse um video sobre esse assunto seria bem interessante

(eu praticamente já abandonei quase todas redes sociais, por vários motivos, hj só uso twitter, mas já tó quase desistindo de usar não foi depois que o linus disse isso mas já faz bastante tempo que penso nisso)
e vocês???

1 Like

#2

Não sei de onde a mídia moderna tirou que o Twitter é uma rede social, o Twitter sempre foi uma plataforma de microblogging. Comparar o Twitter a uma rede social é simplesmente incorreto.

2 Likes

#3

concordo, mas o twitter anda numa esculhambação total lá pessoas se xingando por causa de politica e defendendo politicos tá um saco aquilo lá, já foi bom hj nem tanto

1 Like

#4

Sou da opinião de que se a timeline do Twitter, Reddit, Facebook, Instagram, ou o que seja, é ruim, a culpa é única e exclusivamente do usuário. O usuário é quem define quem segue e que conteúdos deseja ver na timeline, se uma determinada pessoa publica coisas que você não gosta de ver, simplesmente dê unfollow.

5 Likes

#5

é o que eu faço, em alguns casos

0 Likes

#6

Eu até concordo com essa ideia. De fato, rede social mais atrapalha que ajuda nossas vidas. A quantidade de pesquisas científicas que provam isso é muito grande. Outro dia saiu, no ElPaís, uma pesquisa com alguns voluntários que eram usuários do Facebook. TODOS tiveram melhoras SIGNIFICATIVAS no dia a dia após abandonar o facebook.

O problema não é só a rede social, é que ela cria um ambiente tóxico para as pessoas. Que envolve desde coleta de dados sensíveis, até propagandas infernais que ficam enchendo a sua paciência para você consumir, consumir e consumir.

Não quero demonizar completamente as redes sociais. Eu só usei na época do Orkut, que rede social não tinha o significado que tem hoje. Porém, essas novas nunca me interessaram, jamais tive uma conta no facebook, twitter e só tive experiência com o instagram e, mesmo assim, achei meio chatinho aquilo lá. Só tenho até hoje porque sigo um perfil que posta umas coisas históricas de futebol que, de fato, é muito bom.

Para concluir e não escrever um testamento, é URGENTE nós revermos o uso desse tipo de serviço. São ferramentas que podem nós trazer benefícios, porém, com o uso que elas tem ganho, estão ficando cada vez mais tóxicas para muitas pessoas. Chega a ser ridículo o comportamento de alguns no facebook e no instagram. Até certo ponto, eu colocaria o youtube nesse balaio também. Porque depois que surgiu esse negócio de youtuber, tem hora que é danado. Enfim…

2 Likes

#7

Já tive, hoje não tenho twitter e nem facebook, acho que isso nos torna menos produtivos no dia a dia. Uso só o instagram por causa das gatas que eu sigo hahaha Concordo com o Linus, principalmente nos comentários do youtube que só tem fake falando asneiras, acho que deveria ter só “curti” e “não curti” lá. Mas de fato, não faço questão nenhuma dessas tais “mídias sociais”, não acho que agregam algo de positivo na minha vida.

2 Likes

#8

mulheres no instagram só quer ser

0 Likes

#9

Estou abandonando aos poucos as redes sociais por chegar a mesma conclusão de que se trata de um ambiente tóxico para qualquer um, trabalhei muito tempo com publicidade e parte desse serviço envolvia está sempre estudando o algoritmo do google e de redes sociais (facebook, instagram, twitter… etc). E de fato poucas pessoas se dão conta dos prejuízos pra vida real do fenômeno que as redes sociais causam, me refiro as “bolhas sociais” em que qualquer um pode ou estará (com certeza) envolvido, mesmo que você faça ou não o “controle” do que se quer ver, quero dizer que de qualquer forma você está envolvido nessas bolhas ou estará construindo uma pra você, de uma forma ou de outra estará deixando de lado coisas como, interação e empatia com o outro, de lado; voltei a refleti sobre isso depois dessa entrevista do Linus e depois de ler o “desabafo” do Clem no site do Linux Mint, principalmente quando as pessoas questionavam o porque de ele manter e incentivar parcerias com o firefox e de incentivar o uso do DuckDuckGo.
Deixo com vocês o trecho onde um usuário questiona o Clem e a resposta dele (se quiserem usar o tradutor mesmo com a tradução tosca dá pra entender o conteúdo) é interessante a análise certeira que ele faz sobre o algoritmo do google, junte isso ao que o Linus coloca sobre “curtir” e “compartilhar” e de não ter seu nome no lixo que você produz na internet e você terá um pouco de clareza do porque que a web tem se tornado este ambiente tóxico:

DeVIL-I386

[April 1, 2019 at 6:12 pm]

I’ve been trying to work with Duckduckgo or Bing for a long time. But at the latest after two weeks I had enough from these search engines. There were just too many things that were (for whatever reason) not in the front search result. And I know how to use meaningful keywords for the search engine. What I mean by that, the partly bad search results of the alternative search engines were not due to the words I used for the search.

Clem

[April 2, 2019 at 10:09 am]

Devil,

You can’t beat personalized results. It’s called bubbling. Google doesn’t show you real results, it shows you what you want to find. When you type Egypt, you don’t see the top results for “Egypt”, you see YOUR top results for Egypt, these are different for everyone else. If I’m into politics I get political results, if I’m into holidays I’ll get resorts. This is your bubble, we all have our own. In our bubble, results are perfect because they’re fine-tuned (via our previous searches, but also our browsing history, our purchases, our microphones, our geolocation etc…) exactly for us. If I search for “python”, I get programming results, because that’s what I want and Google knows that. If I get snakes instead, I know I’m not tracked but I don’t get what I want.

The more we use these services the better they get. The more we use Google the better it gets at knowing us more than we know ourselves and thus at bubbling us and serving us exactly what we want. That kind of service is perfect for comfort and to find things we already know about or might be interested in and hiding away what we don’t know or aren’t likely to have an interest in. It makes the Web smaller for us but more easily reachable.

The more we use DuckDuckGo, StartPage etc… the better they get also. That kind of service won’t/can’t bubble us because they don’t collect information on us, and so it’s perfect to get a clear view of the Web.

As you can see both have pros and cons. It’s important to understand that Google isn’t just the best because they’re the best at doing it, they’re not providing the same service. When you’re comparing Google to DuckDuckGo based on how good they are providing personalized results you’re comparing pears to apples… DuckDuckGo doesn’t provide that service.

2 Likes