Já esteve pensativo neste sentido?

Estava assistindo este vídeo do Dio YouTube e decidi vir aqui escrever algo para vocês.

Sou de Portugal, trabalho em atendimento e tive 6 meses procurando para encontrar algo depois de ter sido recusado 2 vezes noutros sítios, finalmente uma loja me aceitou, uma loja que vende material de escritório. E recentemente, tenho ido meio que “contrariado”, tenho estado desmotivado, pensando nas oportunidades que poderiam estar por ai fora e eu não sabendo ou não sendo ideal para outro sitio qualquer, acordar desmotivado, para mim é o pior que existe, não acordar estando feliz sabendo que, se algo diferente tivesse acontecido, talvez eu estivesse mais feliz.
Em Portugal, não existe tanta coisa assim para trabalhar com Linux, quando algo aparece, é umas centenas de km distantes daqui. Onde trabalho, não me sinto útil, atendo apenas, nada mais eu faço, meu trabalho atual tem sido passar produtos pela máquina e apenas receber o dinheiro, dar o troco e sempre assim vai. Simplesmente atendo numa caixa.

Vocês tem estado pensativos com o vosso trabalho? Têm estado desmotivados com algo ultimamente? Podem falar aqui, adoraria ouvir a história de vocês.

Foi um desabafo. Abraço a todos.

8 Curtidas

Bom… No meu trabalho já me senti assim! Também trabalho com comércio e o meu conhecimento na área computacional foi quase todo autodidata (Sem desmerecer meus professores iniciais!).

Há um tempo atrás me sentia totalmente inútil e dispensável…
Recentemente, vendo o fato da obsolescência dos computadores do meu trabalho, instalei Linux no meu pc e passei a deixá-lo funcional e mais rápido e estável do que os outros computadores locais.
Não sou especialista em Linux e estou com algumas dificuldades de adaptação dos programas do comércio neste computador. Mas hoje aconteceu algo estranho… O programador (Que só programa em Windows) veio cogitar comigo a possibilidade de instalar Linux no servidor e o meu patrão a possibilidade de trocar o SO de todos os pcs para Linux.
Não quero dizer que sou melhor do que ninguém, até mesmo porque já estive na mesma situação que você, me sentindo “pouco útil”. Mas percebi que o que nos faz se sentir inúteis não é o nosso trabalho, mas sim o conhecimento que temos que não está sendo utilizado.

Crie alguma situação diferente no seu trabalho. Procure soluções “fora da caixa”.

Existe alguma forma diferente de você “atender numa caixa”? Alguma forma mais “útil” que potencialize as vendas ou os sorrisos das pessoas? Seu conhecimento quanto ao seu local de trabalho, como andas? Conheces todos os serviços de sua empresa ou sua motivação está lhe tapando os olhos apenas para um serviço mecânico e automático?

O se sentir inútil vem de nós mesmos! Aos olhos do patrão, quem é inútil logo é substituído ou dispensado… Se sentir inútil é um estado de espírito, mas o que podemos fazer para nos sentirmos úteis novamente?
Tente ser Pró-ativo para o seu bem e para não deixar seu conhecimento estagnar. Invente alguma coisa que melhore/facilite seu trabalho! Bote a cabeça e seu conhecimento em prática criando situações diferentes! Independente do que ou quem esteja ajudando, o principal beneficiado será você mesmo!

Abraços!

5 Curtidas

Muito obrigado pela sua mensagem Miura, obrigado pelas palavras !

Eu gostaria sim de procurar soluções, mas a empresa tem várias lojas e acabam todas por trabalhar igual, talvez aparecesse alguma oportunidade de solução da nossa loja, se um dia acontecer talvez eu consiga dar boa ideia ali…

3 Curtidas

@Ma-chan, acho que gostavas de conversar com ele noutro tópico privado off, ele é um português genuíno, apesar de ele escrever perfeitamente em português brasileiro, mas «vosso» o flagra e deduz que ele é português. (risos)

Irmãozinho te entendo, acredite, apesar da distância de um oceano entre nós, a uns 2 anos atrás cheguei na mais profunda tristeza por causa dessa sensação. Atuava na área de publicidade e me sentia infeliz (bastante) procurei ajuda profissional, fui diagnosticado com um caso em estado crônico, mas esse mesmo auxílio me fez enxergar e refletir sobre o quanto EU estava disposto a mudar aquela situação, digo isso pois também me pegava pensando o que me faria feliz profissionalmente, se o que gostaria de fazer estava a meu alcance onde moro (que é um fim de mundo), resultado, a 2 anos mudei de área de atuação, saí da publicidade e hoje estou na área de Desenvolvimento de Software, sou analista de negócio/requisito pois foi onde vi que poderia aproveitar boa parte do conhecimento que tinha de publicidade e que poderia aplicar em um determinado nicho de atuação da área desenvolvimento, não foi fácil, ainda mais com, esposa, filho e eu sendo o único mantenedor do meu lar. A coisa mudou tanto pra mim, que hoje tenho como objetivo (se possível) sair do meu país, essa área me possibilitou ter a concepção de que a “informação”, graças a web, não tem barreiras, não tem fronteiras, me redescobri até como pessoa e atualmente estudo para me tornar um promissor desenvolvedor front-end e quem sabe realizar esse sonho de atuar em outros lugares do mundo (já até pintou possibilidade, mas AINDA não atendo totalmente aos pré-requisitos). Espero ter prestado algum auxílio e um forte abraço!

2 Curtidas

@gusbemacbe
Perdi-me. Do que está falando?

@Ma-chan, perguntaste-me se eu era de Portugal, lembras-te? Pois querias encontrar um português. Ei-lo.

1 Curtida

Você certamente é de Portugal!
@gusbemacbe