Instalar o KDE Plasma do Manjaro no Ubuntu

Gente, eu testei hj o KDE Plasma que vem por padrão no Manjaro KDE, gostei muito dele porém não quero ter que formatar meu computador de novo, sem contar que eu já estou acostumado com o ubuntu, meus arquivos estão aqui, alguns comandos de terminal que eu uso muito são diferentes então não quero ter que formatar, tem como instalar o KDE do Manjaro no Ubuntu? e outra pergunta, o KDE é mais leve que o GNOME? e ainda uma terceira pergunta, há algum perigo de instalar o KDE no Ubuntu

@Rodrigo_Chile

Cansado de falar que tem chance de dar zebra e ainda insistirem. That’s the spirit :upside_down_face:
Mais sensato instalar o KDE neo ou o Kubuntu

Sim. Plasma consome bem menos memória que o Gnome.

Única diferença é no lugar do apt, usar pacman ou ficar com o pamac GUI para tudo, por sinal, recomendo a leitura: Pacman (Português)/Rosetta (Português) - ArchWiki

Tu pode colocar o tema sem problemas em qualquer distro com Plasma.

Mano, é isso, eu sou muito pé atrás nesses ngç o medo de eu isntalar um sistema como o manjaro por exemplo, tô de olho nele já faz um tempo, e eu n gostar dps, vou ter que formatar dnv, dá um trabalhão, por isso que eu quero um jeito de instalar o KDE no ubuntu, qualquer coisa, só remover o KDE

Não é bem assim, cara. Se ele atrelar alguma dependência crítica com a distro, tu tá lascado. Mas é contigo. Fé

Ou simplesmente não usar ele ;-;

Comparado com Windows, instalar uma distro Linux qq não pode ser qualificada como “trabalhão”. E não existe “instalar o KDE Plasma do Manjaro”, propriamente falando. Se quer deixar igual, veja como o Manjaro customiza (nome do tema global, do GTK, de ícones e da seta do mouse) e reproduza na distro com Plasma de sua preferência. Ah, se quer o Plasma na última versão, na base Ubuntu, é instalar o Neon. E pronto. Não quero ser rude, mas ser “novato” não é lá uma boa desculpa para não querer experimentar “por medo de não gostar”. Fosse assim, não teríamos encontrado opções para além do Windows, não é?

Por fim, aprenda a instalar com a home separada. Se fizer isso, fazer os backups dos seus arquivos pessoais torna-se mais uma precaução que uma necessidade, e reinstalar o sistema passa a ser trabalhoso apenas na medida de reinstalar os seus programas prediletos - no meu caso, eu demoro menos de um dia pra fazer isso em cada sistema que uso. E uso 3, Windows e duas distros Linux, Manjaro e Reborn.

Resumo: só se aprende a nadar perdendo o medo da água

1 curtida

O Manjaro não é um sistema difícil. Eu fiquei muito tempo na base Debian - usei diversos sistemas, como Ubuntu, ElementaryOS, Pop!_OS e o próprio Debian - e não tive dificuldade na adaptação. O Pamac GUI é uma coisa maravilhosa. Deixa tudo bem simples. Não tenha medo dele só por ter base Arch.

Um dos flavours do Ubuntu, caso queira permanecer usando a mesma base, é justamente o Kubuntu (Ubuntu com KDE). Por sinal, achei o Kubuntu bem menos bugado que o Ubuntu.

Estou usando Arch com Kde e está muito bom. Gosto muito do Manjaro, você pode usar o Manjaro ou ir para o Kubuntu. Teste os dois por uns dias e depois nos diga o que achou.

1 curtida

Este tópico foi fechado automaticamente 3 dias depois da última resposta. Novas respostas não são mais permitidas.