Iniciante em C só que no MacOS: por que tão difícil fazer as coisas no MacOS?

Boa noite a todos!

Eu estou iniciando um curso de Ciência da Computação e sou semi-leigo em programação, digamos assim. Preciso utilizar C por conta do curso, porém pretendo aprender um pouco além do que o curso está oferecendo sobre C (tenho interesse em masterizar a linguagem em si). Porém minha ferramenta de trabalho é um MacBook Air 2017 e aqui começam os problemas.

No começo eu apanhei para conseguir descobrir o tortuoso caminho para conseguir um mero compilador de C e baixar a ferramenta de desenvolvimento da Apple manualmente depois do XCode não ter baixado por ele mesmo. Tudo isso tomou muito tempo desnecessário. Enfim eu consigo hoje rodar C hoje no XCode.

Só que eu queria aprender Linux também para um uso contínuo. Meu SSD tem apenas 128GB e eu queria me livrar do XCode que ocupa mais de 30 GB (seja lá porque não me permite baixar menos recursos).

Eu queria saber o que fazer. Eu queria mesmo era fazer um DualBoot - que no fim vai levar o mesmo espaço que o XCode sozinho - mas eu vi que é complicado feito o diabo para alguém que não manja direito sobre o que está fazendo (que nem eu). Tem que particionar um monte de coisa, uma para o SO da distro Linux, outra para swap, outro para sei lá o que, tem que instalar um negócio para seleção do SO quando inicializa em determinado lugar e eu fico perdido. Fico com medo de acabar detonando meu SSD e apagando tudo (e até dar um problema sério e ter que mandar arrumar o que eu fiz). Tentei rodar no pendrive, mas não consegui fazer um pendrive persistente, no máximo um bootável que está funcionando atualmente. Apesar dos tutoriais no YT, não achei nenhum que eu consiga entender todos os passos até chegar no persistente, sempre tem um “salto” em que eu acabo me perdendo.

Queria saber o que vocês recomendam, o que vocês acham. Usa o XCode mesmo ou faz uma partição Linux? Insiste no pendrive? Usa uma VM?

Pretendo começar com o Ubuntu. Aliás, se houver outra distro que vocês acham mais adequadas para um iniciante, ainda que seja opinião puramente pessoal, eu estou aceitando.

Se vocês puderem me dar uns conselhos, eu agradeço.

Obrigado

2 Curtidas

Solução no seu caso mais interessante seria instalar Linux em uma Maquina Virtual recomendo Virtual Box por ser mais pratico e tbm não sei se tem outros para MAC OS.

1 Curtida

Eu fiz faculdade de Sistemas de Informação, e no primeiro ano quando fazia curso de C, usei uma máquina virtual mesmo, funcionou muito bem para isso.

1 Curtida

Não sei quão prático é no mundo real (já que não uso macOS), mas tem o Homebrew e o MacPorts que trazem ports dessas ferramentas de desenvolvedor do Linux para o terminal do macOS, como wget, make, gcc, etc.


Se for pela rota do “Linux mesmo”, recomendo uma máquina virtual. Você tem um propósito bem específico de trabalho com o sistema do pinguim e provavelmente voltar imediatamente para o macOS depois do trabalho seria melhor do que ficar rebootando.

Fora que seu Mac é de depois de 2014, e ele tem o chip de segurança T2 da Apple que só deixa sistemas homologados pela Apple (Windows autorizado com Bootcamp e o próprio macOS) acessarem o SSD interno. Nem se quisesse seria possível dualboot sem mídia externa.

1 Curtida

Usa o Darwine (Winebottler) enquanto pode e instala o DevC++ é o jeito mais econômico

Respondendo o título:

Porque a dona Apple não quer que você use C, ela quer que você use objective C e Swift

1 Curtida

Eu instalaria o vim, gcc e git pelo homebrew e seria feliz :slight_smile:

1 Curtida

Poderia usar o Linux em VM mesmo

1 Curtida

Pessoal, muito obrigado pelas sugestões e informações. Vocês são muito solícitos e gentis. Adorei ter descoberto a comunidade aqui.

Eu não fazia ideia disso. Não achei muita informação sobre. Antes de conhecer aqui eu estava seguindo um tutorial e não consegui chegar ao fim, justamente por conta de não ter feito partição para swap e as demais. No tutorial o cara instalou uma distro do Linux que não precisava fazer todas essas partições. Depois disso formatei e desfiz a partição que havia reservado para o Ubuntu e voltei à estaca zero. Obrigado por essa informação, agora já descartei essa hipótese.

Eu vi que quase todos vocês apontaram a VM como solução. Agradeço muito pela sugestão. Eu cheguei a instalar aqui e consegui rodar. Queria saber apenas se é possível usar uma VM de forma continuada, como se fosse realmente um outro computador. Ela costuma dar problemas de forma frequente a ponto de ter que excluir e perder os dados dela?

Sou advogado e, portanto, minha rotina fora da programação é bem simples do ponto de vista do usuário: web e libreoffice writer é praticamente do que eu preciso.

Queria usar a VM na minha rotina de advocacia, para ter uma experiência Linux e ver como o sistema funciona, entender qual a proposta do Linux, conhecer seus recursos e o que tem a oferecer. Eu acho incríveis as iniciativas open source e queria aprender a usar e, quem sabe, num futuro migrar. Eu apoio demais esse tipo de proposta e estou animado com a ideia.

O que acham? Vocês acham que eu consigo usar a VM com Ubuntu para substituir um pouco o MacOS no meu dia-a-dia? Ubuntu é a mais interessante para esse começo?

Peço desculpas desde já por qualquer coisa, principalmente se eu violar alguma regra do fórum. Eu nunca vi um fórum com tantos recursos à disposição, então me perdoem se eu acabar errando alguma coisa aqui, estou entendendo ainda como essas ferramentas todas funcionam rs

1 Curtida