Governo BR abrindo cofre público pra Microsoft e desperdiçando dinheiro do contribuinte

Isso é verdade, infelizmente.

Eu que imaginei que isso tentar influenciar os outros com os gostos pessoais fosse comportamento de qualquer ser humano, desde a cor da casa até ideologia. Mas hoje descobri que é coisa de quem usa Linux.

1 Curtida

Hoje ouvi uma diferente. A Microsoft seria uma das únicas que estariam prontas pro LGPD e sendo assim muitas empresas não tem pra onde correr. Esse papo veio no Discord da comunidade MVP. Se é verdade ou papo de fanboy da M$ eu não sei.

Mais especificamente a parte da criptografia, segundo eles a M$ criptografa os dados pessoais tem muito tempo e se num processo ou governo pedem os dados ela entrega criptografado inviabilizando o uso. Ao contrário das demais.

Como disse, é o papo que corre por lá. Não conheço o suficiente sobre o assunto pra atestar.

1 Curtida

Com os bilhões da MS, não é nenhum pouco difícil separar 1 grupo de profissionais e qualificá-los para tratar do assunto.

O contexto em questão é de sistema operacional, não tem nenhum sentindo abrir o escopo da discussão. Um fato é, tem pessoas que gostam de empurrar Linux e Open source a todo custo, achando que é mais viável ou algo do tipo, como existe no mundo Windows.

2 Curtidas

Sempre alguém irá reclamar, não importa o sistema que está ou o programa utilizado.

Quem já trabalhou em gerencia de empresa grande, sabe a dificuldade de migrar o sistema inteiro para Linux, fora a capacitação dos empregados. Eu mesmo já sugeri mudar o sistema de uma média empresa todo para Linux e não só o servidor de backup, mas não era viável por vários motivos, a empresa continuou normalmente.

Tenho 1 camarada que afirma que “como é de graça, sempre será melhor para os governos”.

Já ouvi também: Na esfera pública essa questão é mais simples: contratar uma empresa, ou internamente elaborar o treinamento e compartilhar geral.

Bela teoria não é? Só que está longe de ser realidade.

Bora citá-los então.

Eu não ia comentar aqui mas como a prosa tomou um rumo, lá vai:
Não seria importante se preocupar com criar tecnologia (e o open source e free software vai nesse sentido)? E não basta ter tecnologia, tem que ter onde aplicar, gerar pessoal especializado em treinar os servidores públicos, pesquisar soluções. Não se trata de transformar o Estado em laboratório, mas… bom, todo mundo é já meio que laboratório da Google, da MS e do tio Zúqui, então que seja a partir das universidades e centros de pesquisa. Ciência que visa especialmente o lucro avança pro lado que a grana aponta…

Um camarada, ouvir dizer é totalmente diferente do que ocorre. Para uma pessoa Linux pode ser a solução dos problemas, para demais, talvez não. Não é porquê é de graça que é melhor, existem funcionalidades que apenas com programas pagos irão conseguir ou coisa do tipo.

Citar todos aqui não irá fazer diferença, sua ideologia de empurrar Open Source não irá mudar. Tem o Google por ai, deixo para citar quando estou em um escritório e pedem uma nova solução ou então uma outra visão.

Discutir na internet dizendo que X ou Y é melhor por apenas gosto não vai mudar nada, temos que entender que querendo ou não a Microsoft, Office, Windows e a Google com seu suite vão ter vantagens que Open source não tem. A comunidade não é uma empresa, as distros Linux/LibreOffice não fazem o mesmo marketing como o Windows/Office, por isso existem pessoas que pagam mesmo tendo opções gratuitas. Quando começarem a compreender que não basta ser Open Source que todos irão gostar, ai sim talvez aconteça alguma mudança, se o usuário final desejar também, pois não adianta ser o melhor programa com integrações, de graça e que faça até café se o público alvo não desejar.

1 Curtida

Reinventar a roda, não! Cerveja bem: se já temos uma solução de qualidade open source, pra q criar outra igual ao invés de colaborar para aperfeiçoar a já existente?

Esse é um dos maiores problemas que temos: como falta pessoas com visão de mercado sobre o assunto, também faltam profissionais qualificados nele. Logo, quando a área pública, independente de ser municipal, estadual ou federal resolvem adotar Linux e suas ferramentas, acaba tendo que improvisar a implantação e o treinamento internamente.

O setor público compra serviços de empresas, o q gera oportunidade para o surgimento de empresas especialistas em várias soluções.

Vc está extremamente equivocado, não é mera questão de eu gostar do Open Source, quero nos próximos meses intensificar meu trabalho de divulgar o assunto para empresas, mas sempre com base e ponderação.

As vezes vemos um comentário e achamos que a pessoa quer empurrar algo “goela a baixo” dos outros, mas é importante se inteirar do TODO.

Dá uma conferida nesse meu vídeo para vc entender melhor:

1 Curtida

Da mesma maneira você optou em utilizar Open Source na sua empresa, outras estão no mercado utilizando outros softwares. Como disse anteriormente, não é porquê teve solução para seu negócio, que irá fazer o mesmo efeito na do vizinho.

Eu acompanho alguns podcast sobre o assunto (um que descobri a pouco tempo pelo pessoal do Telegram E3 - Tomaz Canabrava - Software Livre, Código aberto, Linux, KDE), utilizo Linux na maior parte do tempo que consigo resolver meus problemas por ele, mas entendo que para o meu irmão, meu primo advogado ou então meu outro vizinho fotógrafo a melhor opção é pagar uma assinatura por um pacote da Adobe, Office ou qualquer outro equivalente que existe apenas no Windows que irá resolver o problema, terá um suporte da empresa e melhor, estando satisfeitos é o que mais importa no final.

2 Curtidas