Google implementará mudança no Chrome que prejudicará o funcionamento de adblockers e ferramentas de privacidade

Eu li todos os comentários… E fiquei pensando…
Aos adeptos dos adblocks, o que sugerem para que possam navegar sem adblocks e não prejudicar os criadores de conteúdos?
Porque eu realmente não sei que caminho seria o ideal, pois as propagandas são necessárias para arrecadar fundos aos criadores de conteúdo, mas também entendo a questão de privacidade, porém uma propaganda dirigida (Que é feita à partir do seu histórico de navegação) vende muito mais do que eu uma propaganda aleatória… Aqui mesmo no fórum temos propagandas dirigidas… A grande maioria delas é sobre algum tipo de tecnologia…
Em contra partida, o Google Adwords (Acho que é este o serviço que responsável por direcionamento de propagandas) não lucraria se ele não soubesse focar o cliente em potencial e não faria nexo este serviço existir…
Será que existe uma forma equilibrada de se lucrar sem invadir a privacidade alheia?

1 Curtida

@Keviny já que está no embalo, aproveita e testa o Opera Mini para celular. Bom desempenho, baixo consumo de bateria, ocupa pouco espaço na memória e ainda tem o recurso do Speed Dial do Opera para desktop. É um ótimo browser para celular.

@Miura O problema são os sites que abusam. Eu frequento alguns sites em que eu, por vontade de ajudar o espaço, desabilito o ublock. Nesses casos, as propagandas não são abusivas, ficam na parte inferior ou nos cantos da tela. O que não prejudica a navegação.
Já aqui no fórum, por exemplo, eu bloqueio até aquelas coisas que ficam no canto da tela, tipo live etc. :grin: Em outras palavras, existi, sim, uma forma de se usar propagandas e não ser de forma invasiva. Basta quem cuida do site ter um pouco de bom senso. Lembro da discussão calorosa que foi, quando nasceram os bloqueadores de propaganda. Usa ou não usar, eis a questão. O povo se matava discutindo isso. No final, acaba prevalecendo a opinião de cada um. Eu sempre que gosto de um site, desabilito o bloqueador. Se as propagandas forem abusivas e atrapalharem na navegação, habilito novamente. Atualmente, minha whitelist do bloqueador, só tem 5 sites. Até queria ter mais, porém, em muitos lugares fica, de fato, inviável sem um bloqueador.

3 Curtidas

@Miura

Aos adeptos dos adblocks, o que sugerem para que possam navegar sem adblocks e não prejudicar os criadores de conteúdos?

R: Passar propagandas aleatórias no canto da tela e sem abrir pop-ups. Sem coletar informações das pessoas.

Para a minha pessoa as propagandas incomodam quando começam a aparecer no meio da minha tela, principalmente quando abrem pop-ups; a questão da coleta de informações também é outro ponto negativo.

Esses dias apareceu uma propaganda para mim de venda do pacote Microsoft Office bem no meio de uma postagem sobre LibreOffice aqui no fórum. Kkkkkkkkkk.

1 Curtida

R: Passar propagandas aleatórias no canto da tela e sem abrir pop-ups. Sem coletar informações das pessoas.

É aí onde entra o lance que eu disse de propaganda sem direcionamento e pouco eficiente… É bastante complicado isso…
Eu em 99% do tempo navego em modo privado, não por querer esconder nada, mas sim para diminuir a quantidade de lixo salvo no pc por conta da navegação… Não preciso depois ficar limpando históricos e afins… Por conta disso, sempre quando navego, o que me é oferecido é sempre o que foi pesquisado no dia, não considero nenhuma invasão de privacidade…

Para a minha pessoa as propagandas incomodam quando começam a aparecer no meio da minha tela, principalmente quando abrem pop-ups; a questão da coleta de informações também é outro ponto negativo.

Também odeio os pop-ups e os redirecionamentos de páginas!
Mas à fundo, o quanto de informação coletam enquanto navegamos?
Eu acredito que redes sociais e cadastros em sites coletam MUITO mais informações de nós do que navegadores web e sites…

Esses dias apareceu uma propaganda para mim de venda do pacote Microsoft Office bem no meio de uma postagem sobre LibreOffice aqui no fórum. Kkkkkkkkkk.

Huahuahuahuahuahuahuahuahuahua!!!

1 Curtida

Já aqui no fórum, por exemplo, eu bloqueio até aquelas coisas que ficam no canto da tela, tipo live etc.

Agora que você falou, não sei se o @Dio desabilitou isso ou se não tem isso dentro dos tópicos, porque fazem alguns dias que isso não me incomoda… rs]
Mas de uma forma geral, não acho as propagandas daqui abusivas… Só tem um ou outro banner, nada que me atrapalhe de utilizar o fórum…

Concordo, as propagandas aqui não incomodam. Citei o popup da live só como exemplo. Não é invasivo, mas, em alguns momentos, incomoda, principalmente, porque ele dava play automaticamente. Quem usa o FF, agora não tem esse problema, porque ele desabilita a reprodução automática na nova versão, em outras navegadores pode incomodar.

Uma alternativa, para quem usa o ublock ou o noscript, é bloquear apenas o que fica enchendo o saco, porém, isso dá um pouco de trabalho e você teria que ter um filtro criado para cada site.

1 Curtida
  • Não coletar nenhum tipo de informação pessoal
  • Não criar perfis de usuários
  • Não ser direcionado
  • Não ser invasivo, nada de áudio ou vídeo sendo reproduzido automaticamente
  • Máximo de 2 anúncios por página, em locais que não atrapalhem a leitura do conteúdo
  • Sem pop-ups
  • Sem banners flutuantes
  • Restrição de tamanho do arquivo, para não prejudicar o carregamento da página
2 Curtidas

Neste caso é completamente inviável qualquer tipo de propaganda com fins lucrativos, pois o retorno da mesma seria irrisório em relação ao custo da propaganda e todo o restante…
Uma propaganda que não dá retorno, é prejuízo.
Mas entenda, eu não apoio as propagandas, apenas entendo que elas são necessárias. Porém nos padrões que você citou, elas são completamente inviáveis para quem as fazem…
Sou contra propagandas que vomitam em você um produto, atrapalham exageradamente a visão do conteúdo ou até mesmo pop ups, porém entendo também, que se não houverem propagandas, este conteúdo hoje que nós temos não existiria ou teria seu acesso pago e com certeza com muito menos conteúdo…

O modelo é fundamentalmente falho, eles nunca irtão consertar e nós nunca iremos parar de utilizar adblockers :man_shrugging:

2 Curtidas

Não seria melhor se as propagandas que aparecessem fossem baseadas no conteúdo que a pessoa está visualizando, ao invés de extrair informações do histórico de pesquisa do usuário? :thinking:

Por exemplo:
Se o usuário está em um site de esporte e está lendo uma postagem sobre futebol, a propaganda seria sobre produtos e serviços relacionados a futebol, e se ele for ler uma postagem sobre basquete nesse mesmo site, a propaganda seria sobre basquete.

Essas propagandas seriam baseadas no conteúdo do site/postagem, independente de qual usuário esteja lendo e independente de seu histórico de pesquisa.
Isso seria muito melhor para a privacidade das pessoas, mesmo que a probabilidade de alguém clicar na propaganda seja menor do que um anúncio personalizado ao perfil do usuário.

Infelizmente não há como ter uma possibilidade que seja igualmente vantajoso para ambos os lados :confused:

1 Curtida

Sim, seria. Isso é propaganda contextual, ela não depende de um histórico para ser eficaz, e é relevante ao conteúdo que está sendo exibido.

2 Curtidas

Eu já não uso + o navegador deles, tão pouco seu buscador. Google pra mim só Gmail (por enquanto), Youtube, Google Acadêmico e Tradutor.

1 Curtida

Gmail e YouTube não dá para evitar, você precisa de uma conta no Gmail para utilizar o Android, mesmo que você não utilize Android, e use outro provedor, digamos o ProtonMail, a grande maioria das pessoas utiliza o Gmail, então seu e-mail acabará passando pelos servidores do Google de uma forma ou de outra. Quanto ao YouTube, simplesmente não existem alternativas viáveis.

Mas a questão vai além de passar pelos servidores do Google. Tenho ctz de que a Google, com todos os dados que acumulam sobre seus usuários de seus diversos serviços, já possam traçar um perfil bem detalhado sobre mim. De certo modo, sim, é inevitável, mas trata-se de uma manifestação da minha parte contra o big brother promovido pela empresa. O Youtube faço + questão de usar pelo conteúdo em si do que pela plataforma, além do + eu penso que o Vimeo é sim uma alternativa viável que inclusive é recomendado pelo próprio site do buscador DuckDuckGo como alternativa.

Obs.: quando digo que não irei + usar o Gmail, só digo do recurso de e-mail em si, faço questão de logar no youtube para dar um feedback aos produtos de conteúdo que pra mim são relevantes. Mas penso fazer isso sempre no Firefox, aba privativa, logo no youtube, vejo os vídeos que quero e depois tchau.

O Vimeo existe a mais de 10 anos e nunca ganhou tração, pelo contrário, parece ter perdido, 99% dos criadores de conteúdo estão no YouTube, é isso que o torna insubstituível. Você pode criar a melhor plataforma do mundo, mas sem usuários ela não vai chegar a lugar nenhum.

Eu entendo que sua perspectiva seja de conteúdo e apenas disso. Porém, se você se informar sobre as recomendações da equipe DuckDuckGo para “fugir do Google”, saberá que não se trata de ter uma opção tão boa quanto. Ser uma alternativa a algo não implica em ser da mesma qualidade ou da mesma natureza. Uma exemplo disso, o Angry IP Scanner é uma alternativa ao Nmap, mas duvido que consiga dar bypass em algum honeypot com ele.

Eu usei por um tempo mas tive alguns problemas para abrir alguns sites que abria de forma bugada, apesar do bloqueador de anuncios incluso dele ser muito bom troquei ele pelo firefox (sem bloqueador de anúncios por que quando testei a maioria o navegador ficava bem lento para abrir o app e os sites).

Logo eles se adaptam. Curioso é “Chrome” e “Ferramentas de privacidade” no mesmo tema :wink:

1 Curtida

Para mim o Chrome é uma espécie de praga, no entanto, não confio piamente no navegador que eu uso.

1 Curtida

Que comece a caça aos serviços de publicidade concorrentes e aos bloqueadores do Google Ads. Se seguir esse barata-voa, o Chrome PODERÁ sofrer uma perca significativa de usuários (como estará obrigando os mesmos - os que sobraram - a ver publicidade; suas receitas estarão garantidas).

A concorrência do Chrome tem que mostrar ao que veio (invés de jogar tempo fora com perfumaria).

Acredito que há 3 navegadores com potencial de crescimento, se esse caos surgir: Edge, Firefox e Opera. Os demais são desconhecidos do grande público; e não espero um boom de popularidade.

Quanto a poluição visual causada pelas publicidades, é inegável que é incômodo ao usuário (os produtores de conteúdo abusam, é fato).

Quanto a eficácia, NUNCA comprei por anúncio. Pois, costumo varrer a internet atrás de preço baixo (e os anúncios, costumam ter preço mais caro - em relação ao que eu encontro).

Vamos a algumas sugestões (para Chrome):
AdGuard: Várias funcionalidades e boa interface.
Trustnav: É simples nas configurações, porém eficiente. Trás boa interface. E notifica sobre a execução de pop-up (solicita autorização para abrir).

2 Curtidas