FTC permite a compra da Activision Blizzard pela Microsoft

A aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft deu mais um passo para ser concluída, agora que a FTC, agência reguladora norte-americana deu o seu aval. A juíza Jackeline Corley, responsável pelo caso, disse que:

“A aquisição da Activision tem sido descrita como a maior na história da tecnologia. Isso merece escrutínio. Este escrutínio valeu a pena: a Microsoft se comprometeu por escrito, em público e na corte, que manterá o Call os Duty no PlayStation por mais 10 anos em paridade com o Xbox. Fez acordo com a Nintendo para trazer o título ao Switch. E ainda acordou em trazer os títulos da Activision à várias plataformas de jogos na nuvem.” (tradução livre)

Brad Smith, presidente da Microsoft tuitou em nome da empresa, que está grato pela decisão rápida da corte de são francisco e espera que outras jurisdições também trabalhem para uma resolução em tempo hábil. Ao falar sobre “outras jurisdições”, ele se refere à CMA, órgão regulador do Reino Unido, que ainda resiste a permitir o acordo.

Um desafio, é que nos termos do acordo, a data limite para a aquisição é 18 de julho, com uma multa de 3 bilhões de dólares para a Microsoft, caso não se concretize. Após a data, seria necessário iniciar uma nova negociação.