Falta alternativas para o Linux em notebooks no Brasil

Vejo que lá fora tem bastante opções de empresas para se comprar notebooks e desktops com linux(ex: System76), mas aqui no Brasil falta opções. Sei que a Dell tem uns modelos com mas acho muito pouco sendo uma só.

Faltam mesmo opções aqui ou estou mal informado ?

3 Curtidas

Tenho a mesma sensação , e quando tem , vem com distros de baixo apelo popular , e acaba desestimulando os consumidores que estão iniciando no mundo linux , deveria existir mais parcerias entre distros e fabricantes , principalmente com distros nacionais como o RegataOs ou o Duzero seria uma boa para estimular o linux no mercado nacional, e a consolidação das distros , fora q cortariam custos e não seria necessário a compra de uma licença de sistemas proprietários para um hardware que pretende utilizar os sistemas baseados em linux que em sua maioria são gratuitos.

2 Curtidas

Eu concordo, mas infelizmente acho que não teriam muito sucesso no Brasil, porque são máquinas um pouco mais caras do que as normais por causa do processo mais artesanal. Por exemplo, a versão mais simples do MintBox 3 (pc compacto produzido pela equipe do Linux Mint em parceria com uma fabricante de PCs) custa US$599 e o mais barato da System76 custa US$555. Ou seja, pela cotação do dólar de hoje daria perto de R$3000, sem contar impostos. Com a (falta de) infraestrutura que o Brasil tem para tais projetos, ficaria muito difícil planejar e produzir esses tipos de máquinas por um preço competitivo. Ai o que restam são alguns notebooks de grandes fabricantes que vêm com o Ubuntu.

1 Curtida

Concordo totalmente, além da gente poder conhecer/consumir distros brasileiras, poderíamos economizar uma grana boa sem a licença do Windows, que dá um preço bem mais alto se comparado com a mesma máquna/notebook só que com linux ou até sem sistema operacional. Talvez esse tópico sirva até mesmo para conhecermos projetos que possam estimular essa parceria entre a comunidade open source e os fabricantes de notebooks/distros linux

1 Curtida

Sim, eu até penso em pegar um note de lá de fora mas acabo desistindo justamente por não achar muitos modelos muito bons e pela cotação variada do dólar, ainda mais pq eu não recebo muito, apesar de revisar certos modelo para apenas poder escolher lá na frente o que comprar para poder trabalhar e afins.
Ainda mais sem contar que projetos que podem começar pequeno para querer produzir mais tentam atingir justamente o público que já usa o Windows por estar mais consolidado no mercado e ser o mais usado em desktops

1 Curtida

Então povo: dos anos de 2007 a 2012 (mais ou menos), o que mais se tinha eram computadores com alguma remaster (FeniX) ou ReFiSeFuQui (MageLinux, Satux, BitLinux e Librix) brasileira.

Isso se deu por conta de 1 exigência do projeto federal chamado Computador para Todos, que para conceder descontos e baratear essas máquinas, exigia que elas viessem com alguma distro Linux.

Quando esse projeto chegou ao fim, o interesse dos remarcadores acabou, pois eles tinham muitos incômodos com os compradores, que sempre ligavam para eles pedindo suporte (tirar a distro e colocar o XPirata).

Isso sem contar que o preço do Windows para OEMs, que custava seus R$ 350,00, caiu para cerca de R$ 50,00.

2 Curtidas

Engraçado você tocar nesse assunto. Acabei de receber essa notícia no grupo do telegram do Calango Hacker Club:

Eu mesmo adoraria ter um Pinephone se eles forem autorizados pela anatel e o preço for razoável pra poder me livrar da insanidade do google.

2 Curtidas

Eu vi essa matéria, achei muito interessante por ser o mais barato