Experiência no uso de linux (Deepin) - O que ganhei, perdi gostei e não gostei

Bom dia!

Venho aqui compartilhar minha experiência com o uma distro Linux, a escolhida foi o Deepin, abaixo fica mais claro porque.

Para entender os motivos, aqui vai uma introdução.

Fazia muito tempo que não utilizava mais Linux, acredito que em torno de 8 anos. Recentemente me interessei novamente pelo assunto, principalmente por questões de produção e alguns problemas relacionados ao Windows 10 que apresentava alguns Bugs que estavam me incomodando tais como:

1º - Tela azul aleatórias, as vezes semanas sem acontecer as vezes seguidamente durante a semana. Detalhe que nunca desligo o note, somente hiberna/modo de espera.

2º - Alguns travamentos do explorer.exe ao ponto de que nem restartando o processo voltava a ter o comportamento adequado, necessitando reiniciar o sistema.

3º - Problemas no Chrome, com processos morto que não finalizava e consequentemente não inicia mais o mesmo, forçando o reinicio do sistema.

4º - Alto consumo de hardware, tanto processamento quanto RAM (8GB disponível), constantemente estava no limite disso.

5º - Desempenho do Skype que utilizo muito horrível, lento, pesado, buscar informações em conversas antigas é praticamente impossível.

6º - Gerenciamento de redes WIFI, seguidamente não conectava mais na rede precisando desativar e ativar o adaptador.

Talvez fosse aquela época de “Tá na hora de formatar”.

Foi nesse interesse que achei o canal DIOLINUX e me ajudou bastante a entrar nesse mundo novamente, de forma organizada e conseguindo já ter um “pré-filtro” para aquilo que realmente poderia atender meus interesses, sensacional a apresentação de várias distro e seus recursos, parabéns pelo trabalho. Acabei acompanhando diariamente tudo que sai no canal.

Bom após avaliar as seguintes distribuições LinuxMint, Deepin, Ubunto, além de outras mas com outros fins, foquei nessas três para ambiente de produção, com instalação em máquinas virtuais e já buscando pelo que preciso para produzir e quais os percalços que teria nessa troca, acabei escolhendo o Deepin pela organização tanto gerencial do sistema (configuração), quanto pelo visual, aqui talvez pelo fato de parecer onde mais “me sinto em casa”, e como a máquina é para produzir, não é bom ficar perdendo tempo procurando “algo”.

Enfim para minha produção no Deepin, basicamente utilizo seguinte:

1° - Remmina, para conexão remota, substituindo o RDP do Windows. Como trabalho diretamente em um ERP TOTVS, que é todo em nuvem é essencial para conexão ao sistema e banco de dados SQL SERVER (que atuo diariamente).

2º - Eclipse com plugin da TOTVS para desenvolvimento sobre plataforma fluig. Mesma coisa que no Windows.

3º - FileZilla para gerenciamento de alguns FTPS.

4º - Visual Studio Code, para programações das mais diversas… PHP, MYSQL, SQL, JAVASCRIPT e etc. Aqui eu troquei usei muito tempo notepad++ no Windows, mas tranquilo de trocar.

5º - Chrome com extensão para WSDL(Browse WSDL), antes usava o SOAPUI. Gostei bastante da extensão que encontrei, não tem feito falta o SOAPUI

6º - Thunderbird para cliente de email, já era o que usava no Windows, sou usuário a mais de 10 anos.

7º - Wine para acesso a programas do governo que preciso eventualmente fazer validações. SEFIP, GRRF, CAGED etc…

8º - FlameShot em substituição ao GreenShot.

9º - Skype.

Essas aplicações são imprescindíveis para meu ambiente de produção.
Além do citado, outras aplicações de uso eventual me atenderam perfeitamente como visualizador de imagem/pdf Arduino IDE, WPS Office(Permite abrir documentos em abas o que é excelente), Spotify e etc.

Onde ganhei muito:

1º - Estabilidade nas conexões remotas. O REMMINA é inclusive mais estável que o próprio RDP da Microsoft, quando usado gateway RDS.

2º - Organização, é muito mais organizado em todos sentidos em comparação ao Windows. Uma das minhas reflexões foi “O Windows é uma bagunça completa a gente só ta acostumado”.

3º - Gerenciamento de redes WIFI, muito rápido qualquer troca de conexão, e reconexões a redes conhecidas.

4º - Skype consegue funcionar melhor no Linux também.

Onde ganhei pouco:

1º - Estabilidade do sistema como um todos. Acho que está um pouco melhor, porém aquela história de Linux não trava, comigo não é bem assim.

  • Já tive que reiniciar o sistema por bugs no ambiente gráfico, trancou na tela de login, onde nada era clicável.
  • Já tive que reiniciar o sistema por um processo morto do chrome, o qual não finalizava de forma alguma não permitindo que o mesmo fosse aberto novamente, nem via terminal com comando kill etc… detalhe, ao reiniciar o próprio sistema não conseguiu finalizar este processo após mais de 2min tentando desligar, forcei o desligamento.

2º- Uso de Hardware e processamento. Principalmente quanto a memória é muito sutil, parece ser um pouco menos, mas seguidamente estou quase batendo nos 8GB, as aplicações em si, usam o mesmo que no Windows ou até mais.

O que eu perdi:

1º - Basicamente impressoras, tenho um post aqui no Diolinux mesmo (Impressora Ricoh Deepin) e não consegui resolver isso de jeito nenhum. Ainda bem que raramente preciso imprimir.

O que me incomoda:

Aqui vou apresentar alguns bugs que me incomodam no uso. Penso em ir para outra distribuição por causa deles, todos são bugs gráficos de interface eu creio.

1º - As janelas abertas todas, sempre vão para o segundo monitor quando plugado, mesmo que ele seja o secundário, preciso traze-las de volta sempre.

2º - A área de trabalho do segundo monitor some, inclusive o papel o de parede, ficando somente a tela preta, constantemente.

3º - A área de trabalho no monitor principal também some eventualmente ficando a tela preta, reiniciar o ambiente gráfico resolve, parece que neste caso a atualização do 15.10.2 ajudou, não me recordo se aconteceu novamente após está atualização.

4º - Em varias aplicações diferentes após dar um crtl+O para abrir um arquivo, começar a procurar pelo mesmo em pastas, usar busca e etc, do nada a janela desaparece, voltando para aplicação a qual foi dado o crtl+O, porém a mesma não é utilizável pois existe essa tela de abrir arquivo aberta, dando alt+tab consigo localiza-la porém não volta mais em primeiro plano, então fecho ela pelo gerenciador de janelas e a aplicação volta a funcionar e vou novamente no crlt+O e da certo.

5º - Congelamento do “miolo” das aplicações, já vi isto acontecer no Visual Studio Code, no Filezilla e no Thunderbird pelo menos, aplicação fica aberta porém mais nada é clicável no conteúdo dela, porém a barra de título, com fechar, maximizar, minimizar e etc tudo continua funcionando. Quando acontece sou obrigado a fechar a mesma que fecha normalmente (tipo não está travada) e abro de novo.

Até momento são estes itens que tem me incomodado além das impressoras que não é fundamental para mim, mas é chato

Só queria compartilhar com o pessoal minha experiência, e que nem tudo são flores nem lá nem cá.

7 Curtidas

Muito bacana seu relato! Pelo que li, são muitos problemas relacionados a estabilidade e alguns particulares da distro, acho que seria interessante pensar em trocá-la por alguma mais estável ou algo assim

1 Curtida