Elementary OS é viável para empresas?

Olá, vocês acham que o Elementary OS é viável para empresas?

1 Curtida

A resposta é: depende. Isso vai de acordo com as necessidades da empresa. Se puder ser mais específico, é mais fácil dar uma opinião.

1 Curtida

Sinceramente não!

1 Curtida

Uso profissionalmente no escritório sem problemas.
A base é Ubuntu LTS e não vejo porque não usar.
Não encontrei ainda nenhuma limitação no sistema.

3 Curtidas

Se for pensando no usuário final e básico, eu não acho uma boa. Sempre que vejo aquele ambiente deles, fico perdido. O menu é bem confuso na minha opinião. Porém, isso depende muito, como disse, das necessidades que cada um tem.

Pensando em desktops “normais” para uso do dia a dia, eu optaria, sem pensar duas vezes, em distros que tem como proposta a estabilidade. Ou seja, que tem mais foco em correção de bugs, segurança etc. Eu evitaria bastante distros Bleeding Edge e as RR (mesmo muitas sendo estáveis). Nesse caso, de empresas, você tem que ter uma distro que demande menos intervenção possível. Mas, novamente, depende do cenário, de quantos pc’s estamos falando etc.

Algumas distros que já vi empresas usando, com mais frequência, são o OpenSuse (o Banco do Brasi usa) e o Debian ou o Debian indiretamente, através de algum derivado (Ubuntu, Mint etc.).

1 Curtida

Olá @Ronaldo, tudo beleza?

Na minha opinião eu não vejo nenhum problema em adotá-lo como padrão em estações de trabalho dos mais variados tipos. Aqui vão alguns motivos:

  • Base estável LTS.
  • Embarca todas as melhorias que são publicadas no Ubuntu LTS.
  • Mantém suas aplicações exclusivas em constante atualização e tendem a preferir o estável ao invés do “bonitinho”.

Se seu fluxo de trabalho demanda suporte especializado, por ser de missão critica ou por trabalhar com dados sigilosos eu recomendaria analisar o Pop!OS ou mesmo no próprio Ubuntu, porque ambos contam com serviço de suporte especializado para empresas.

:vulcan_salute:

2 Curtidas