EDGE (Chromium) fazendo falta no mundo Linux

Apesar da promessa o navegador não chegou ainda. E a ansiedade aumenta.

Não é querendo ser do contra ou ser chato, mas eu venho utilizado o Edge Chromium como uma esperança de não ter mais a necessidade de mudar de navegador toda vez que eu realizar uma instalação do Windows e sinceramente, é uma boa roupagem para a base Chrome que se encaixa bem com o HIG do Windows, o que me agrada bastante, principalmente como mantenedor de computadores, mas não vejo razão de fazer falta no Linux para Desktop. O Edge não traz nenhum importante peso para o mercado de navegadores, é tecnologia Google temperada pela Microsoft. O Edge é tão importante quanto o Brave ou Vivaldi é; um nicho sente falta e gostaria de ter, mas é só isso. O Firefox ou Chrome iriam fazer falta devido a importância dos mesmos para o estabelecimento de protocolos e funcionamento da Web.

4 Curtidas

Se é por conta de desempenho ou leveza, pessoalmente fico com o Brave ou Vivaldi. E ambos são multiplataforma.

1 Curtida

Não vejo essa “ansiedade” na comunidade pelo EDGE perincipalmente pelo fato del ser mais um Chromium, interessaste seria mais engines além do Chromium e a Mozilla.

2 Curtidas

No windows troquei o Brave pelo Edge… ele é rápido e consome bem menos memória. Mostrei até na época.

No Ubuntu, estou usando o Brave e o Min.

Olha, faz falta nenhuma, eu percebi que o EDGE tem um desempenho muito superior… no Windows, chega a ser gritante a diferença entre o desempenho do Chrome e principalmente Firefox no Linux x Windows, no Linux, com um Celeron 450 Single Core e 1 GB de RAM com uma GPU de 2009 eu consigo abrir vídeos 720p 60 FPS no YouTube sem engasgo, no Windows 10 com uma placa do ano passado 3 GB de VRAM com 8 GB de RAM um i5 10210U com 3 GHz… não abre vídeos em 360p… ou seja, o EDGE não faz falta fora do Windows 10

Eventualmente o Edge deve dar as caras no linux, mais não sinto falta dele fora do ambiente Windows.

A remoção da tranqueirada Google pra nos monitorar já mostrou que deixa o navegador mais leve e rápido. Não é bom?

Você sabe que tem um problema aí.

1 Curtida

Conteúdo sinalizado escondido.

Daí temos o Chromium.

Realmente não achei nada de mais, até pq só uso Windows quando formato a máquina de algum cliente. Quando sair pro Linux, instalarei para ver se é bom mesmo. E sim, se valer a pena, sem duvida nenhuma posso adotá-lo.

O novo Edge pode até ser rápido, mas fico com um pé atrás por ser closed source.

Sempre assumi defeitos e concordei com as críticas. Sua leitura é seletiva. Ou má fé apenas. Até porque seria doentio assumir qualquer sistema como perfeito, mas você sabe disso.

Não existe demanda para isso. No mobile, Webkit e Blink dominando, e está tudo bem, a internet ainda funciona em mobile apesar disso.

Quando eu usava Windows 10, gostava bastante do Edge. Com essa atualização de base Chromium, deve ter ficado ainda melhor. Enfim, quanto mais opções, melhor. Espero que realmente venha para o GNU/Linux.

Se eu tenho alguma esperança com esse novo Edge no Linux, é ele ir contra o precedente lamentável posto pela própria Google de desativar a decodificação de vídeo em hardware no Linux de desktop.

Por algum motivo além da minha compreensão, o Chrome(ium), por padrão, só faz decodificação de vídeo no Linux pela CPU, e tentar mudar isso vai dar que é suportado apenas no ChromeOS. Várias distribuições (até o Arch, que no geral não bota patches para facilitar a vida do usuário), no entanto, foram no código fonte e removeram essa checagem e pimba, funciona.

Brave, Vivaldi e co., no entanto, parecem não ter integrado esse patch. Acaba que os dois únicos browsers que eu uso aqui são Chromium modificado com VAAPI e Firefox. Espero que o Edge seja uma terceira e ótima opção.

1 Curtida

No Brave rola VAAPI sim, fucei um pouco e achei, tá no Flags (brave://flags)
Basta habilitar:


Tô rodando um streaming agora mesmo em 1080p e tá de boas

2 Curtidas

O Opera GX também foi prometido há mais de um ano.

Já está sendo testado aceleração de hardware para vídeos no Chromium. Aqui está o link sobre isso.

1 Curtida

A diferença é que agora as tranqueiras são da M$… e está mais leve porque não acharam como monitorar tudo que o Google monitora. Mas daqui a pouco conseguem :rofl:

2 Curtidas