Dúvida sobre lives Diolinux Friday Show

As lives da sexta-feira do Diolinux não ficam mais acessíveis depois? Queria ver a dessa ultima sexta-feira mas só estava disponível para membros prime.

3 Curtidas

Na minha opinião deveria ser como antes… afinal, não é um curso, além das lives terem a participação de todos (e os participantes darem likes :wink:!!)

Só pude acompanhar por 1 hora, e dentro desse tempo ainda nem haviam chegado no foco principal que era o Ubuntu 20.04

1 Curtida

Eu sempre vejo todas desde que lançou. Só q claramente nem sempre dá pra acompanhar ao vivo, aí deixava pra ver dps. Só q parece q age ou vc vê ao vivo ou tem q assinar algo pra ver dps.

Oi @kalebesouza,

Faz algum tempo o Dio comentou nas próprias lives do Diolinux Friday Show que os vídeos delas passariam a ser apenas para membros e que apenas o áudio estaria disponível para os não membros.

Se quiser acompanhar pelo Diocast tem esta opção:

Para mim o Diolinux Friday Show era um momento divertido e descontraído em que tínhamos a oportunidade de estar mais próximos deles como criadores dos conteúdos que gostamos, uma espécie de bate papo entre eles e também com os inscritos. Eu gostava de ver ao vivo e sempre tentava me organizar para isso, mas também gostava da possibilidade de rever o vídeo quando não tinha como estar presente no dia. Então, não considerei uma boa decisão. Por outro lado, entendo que o Dio deve ter tido suas próprias razões para fazer esta modificação no Friday Show.

Ao menos temos a oportunidade de ouvir o áudio. Porém já notei alguns episódios com defeito, com áudio cortado, tempo reduzido. Seria bom que corrigissem isso lá para que possamos ter acesso ao áudio completo de cada episódio.

2 Curtidas

Pois é… eu também pensava deste modo… Não entendi o porque de privar uma live que é feita com a participação de todos… é como vc ajudar com o ingrediente do bolo e não guardarem ao menos 1 pedaço porque você não pôde ir à festa

Enfim… depois desta, até perdi a vontade de participar das lives e muito menos de dar like… o canal não é meu, então apenas estou dando uma opinião construtiva… participo de outros canais e é a primeira vez que me deparo com restrição de visualização posterior de live de público aberto :roll_eyes: :thinking:

E quem participou até um ponto da live… contribuiu com Superchat e etc… não tem o direito de assistir depois ?? Diocast é um quebra galho pra quando vc está no carro ou na rua… pelo menos eu quero ver os comentários e o que se passa nas explicações… é como só deixar a opção de escutar rádio p/ quem só gosta de ver TV…

Geralmente eu via a live “em off” porque não tinha tempo pra ver ao vivo. Por áudio é meio paia (sem graça) :confused:

Talvez com a live disponível para todo mundo, o algorítimo do youtube bagunçava um pouco o canal, porque vídeos grandes tem uma quantidade de visualização bem menor :thinking:

Muito obrigado pela informação. Vou tentar ouvir o audio então rsrs.

1 Curtida

Por falar em Diolinux Friday Show, gostaria de pedir um favor ao @Dio ou, se for o caso, ao @thespation ou outro lider daqui do fórum, que verificassem por si ou com quem for responsável na equipe do Diolinux pela parte de Podcasts, a possibilidade de existir erro no áudio do episódio Minimalismo e vida digital feat. Pinho - DFS lá no Diocast. O episódio está com 1h06min e tem um corte abrupto no meio da fala do Pinho e do nada acaba, sem despedida nem nada com o convidado, como de costume.

Estava querendo ouvir o áudio do podcast novamente pelo Diocast, e, no dia do Friday Show com o Pinho lembro que durou pelo menos 1h30. Por isso, achei estranho esta interrupção e gostaria de saber:

  • É isso mesmo o arquivo de áudio (1h06, sem os 30 min restantes) ou o arquivo disponibilizado está errado e será feita a correção com a disponibilização do podcast completo?

No mais agradeço a atenção e o ótimo material no blog e trabalho que vocês desempenham de modo geral com tecnologia e linux!

1 Curtida

Acredito que seja com o Dio mesmo, não sei se o @raulcraveiro também gerencia essa parte.

1 Curtida

E aí @kalebesouza desculpa a demora para responder, estive um pouco ocupado, mas acho legal até pode esclarecer isso para todo mundo que gosta do programa.

Um dos grandes problemas de qualquer empresa é criar produtos sustentáveis, e cada tipo de vídeo, conteúdo ou projeto que fazemos precisa passar pelo famoso crivo do “Quando (quando é hora de fazer), Quem (quem vai fazer ou trabalhar nele), e Quanto (quanto custa para colocar para funcionar)”, pois é a única forma de manter as coisas rodando por mais tempo.

Temos hoje a alguns projetos que “se conversam”:

  • Diolinux Friday Show (as lives do YouTube)
  • Diolinux Time Out (o talkshow em live da Twitch)
  • DioCast (o podcast do projeto)
  • Diolinux Play (o nosso serviço para membros)
  • Diolinux Plus (esse que estamos agora)

E o que eu vou explicar aqui geralmente não é algo que se explica para “o grande público” porque requer uma certa noção de administração, e não tem como saber ou exigir até mesmo, que quem está lendo entenda como manter um negócio digital assim, mas ainda assim eu vou fazer o meu melhor para tentar explicar hehe.

Lives no YouTube

Lives no YouTube sempre foram um dilema, elas são ótimas para interagir com os amigos que seguem o canal e a galera que se interessa em aprender ou se divertir, mas elas matam o canal.

Eu já fiz inúmeros testes práticos ao longo dos anos para entender qual a melhor forma de criar esse tipo de conteúdo e aprendi que, se eu quiser fazer live de games no canal, eu vou matar ele (por isso migramos para a twitch), e se eu quiser deixar as lives gravadas no canal normalmente, isso vai afetar o restante do conteúdo.

O YouTube não é uma plataforma que recomenda canais (aprendi isso num curso deles para criadores acima de 100k), é uma plataforma que recomenda vídeos, especialmente baseados no engajamento prévio das pessoas. Nesse momento não adianta julgar se como a plataforma funciona é a melhor forma ou não, simplesmente é assim, e se a gente quiser trabalhar com ela, tem de se adaptar às regras do jogo.

Sendo assim, uma plataforma que recomenda conteúdo baseado em interação, uma live depois que acaba, recebe uma taxa muito baixa de engajamento, “o grosso” da interação acontece justamente ao vivo, e por serem tecnicamente vídeos longos (depois que acabam), as pessoas em geral costumam pular bastante o material ou não ver até o final de uma única vez, não estou dizendo que todo mundo faça isso (talvez você não faça), mas os dados não mentem, e esse é o comportamento da maioria.

Quando as pessoas pulam vídeos ou não ficam até o final, é menos provável que um vídeo relacionado ao assunto que a gente produza seja recomendado para esta pessoa, e com o tempo, se ela não procurar o canal, pode acontecer aquele lance de desinscrever a pessoa do canal automaticamente, porque o YouTube percebe que você não tem mais interesse no assunto de alguma forma. De novo, não adianta julgar e dizer que é errado, sim, podemos reclamar com eles, mas a gente trabalha com o que tem, em qualquer segmento empresarial é assim. Inclusive, daí a importância de comentar nos vídeos que saem, dar like, esse tipo de coisa, porque é uma forma de dizer para o YouTube “olha, eu me interesso por isso”.

Voltando às lives em específico. Existe a possibilidade de deixar o material como não listado, assim ele fica acessível para quem tiver o link, mas o YouTube não promove o material, e nem gera receita praticamente porque se trata de um vídeo “oculto” dentro da plataforma. A gente usou essa solução algumas vezes, por algum tempo, mas é aí que entra o restante do material que a gente faz.

Como as lives se relacionam com o restante

*** Diolinux Friday Show (as lives do YouTube)***

Elas tem a função de criar um canal de conversação direto com as pessoas, e a interação ao vivo é realmente o ponto mais importante, uma vez fora do ar, o conteúdo fica muito menos atrativo.

Deixar o material como disponível somente para membros tem várias boas consequências (vou falar de mais algumas logo mais), mas em especial, torna o momento da live muito mais importante, tanto para gente, quanto para quem assiste, pois se tratam de oportunidades únicas, e do ponto de vista de engajamento isso é ótimo.

Deixar somente para membros também premia com um diferencial quem apoiar o canal com um valor quase que simbólico, onde tem várias vantagens além desta.

Mas isso gera um “problema”: As pessoas deixam de ter acesso ao vídeo depois que acaba.

Pensando nisso, na verdade temos 3 colocações:

  • As pessoas podem ver ao vivo gratuitamente como todo mundo;
  • Os membros podem assistir o VOD quando quiserem;
  • Ainda assim todos podem ouvir o áudio via podcast;

Sabemos que essa colocação não agrada a todos, mas perceber que não tem como agradar todo mundo faz parte do empreendimento. Em alguns momentos é difícil lidar com isso. Mas me acompanhe, que tem mais.

*** DioCast (o podcast do projeto)***

Nós deixamos de fazer o DioCast no passado porque é simplesmente complicado de monetizar. Não é impossível, mas alguém tem que criar, editar, fazer upload, fazer as artes, e isso gera custo, então, não é inteligente manter algo que não se paga no ar (apesar da gente fazer isso).

Então a solução, para manter o podcast funcionando e criar material neste formato que tanta gente gosta foi extrair o áudio das lives e fazer upload para um serviço como o CastBox (já mostrei ele no canal até), e reduzir o custo ao máximo, para não ter que gastar (demais) o tempo de alguém para essa produção. Não é o ideal, digamos assim, mas antes feito do que perfeito, já diz o ditado.

Temos espaço para melhorar esse produto sem dúvida. Mas hoje ele só existe porque a live existe, e só faz sentido transformar algo em áudio assim, se o vídeo não estiver disponível da mesma forma, do contrário, as pessoas acabavam ouvindo diretamente o vídeo ou pior, baixando o conteúdo, sem se dar conta que pirateando o nosso trabalho a gente perdia o pouco da monetização que chegava em um vídeo não listado.

*** Diolinux Time Out (o talkshow em live da Twitch)***

Dentro das lives da Twitch nós temos um approach semelhante, de forma geral as lives ficam abertas para todos, mas alguns conteúdos são limitados para SUBs, como algumas séries de gameplays e os episódios de bate-papo Time Out, que também são transformados em podcasts.

Criar uma live com recorrência como o Friday Show às vezes é complicado porque significa fazer uma pesquisa técnica antes e literalmente parar o que toda a equipe está fazendo para que possam participar do episódio por uma hora ou um pouco mais, além disso é Sexta-feira. :smiley: (calhou de ser justamente o único dia que a gente conseguiu se organizar e até deu nome ao projeto).

E por a gente não conseguir fazer toda a semana as lives de sexta (a ideia é que seja quinzenal agora), acabamos ficando sem podcast também, e como as lives na twitch são mais simples de fazer, por que não fazer um “time out” para “dar um tempo” dos nossos assuntos principais e falar sobre outras coisas que sejam interessantes para gente mas que não tenham a ver com o principal assunto do Diolinux?

Assim a gente gera conteúdo para os SUBs, gerar conteúdo para o Diolinux Play, gerar mais um conteúdo para o Podcast.

*** Diolinux Play (o nosso serviço para membros)***

Seria mais fácil (fazer como todo mundo faz) e simplesmente pedir doações para manter o nosso trabalho. Mas a gente quer ofertar valor para as pessoas, especialmente através de conhecimento (mas não só, porque não somos uma escola), e daí surgiu a possibilidade de uma parceria com o YouTube para usar as ferramentas de membros que eles possuem, assim a gente coloca lá conteúdo que acreditamos ter valor, mas que deixar exposto no YouTube seria tecnicamente ruim para o canal, como as lives.

O foco principal do Play são cursos, sem dúvida, mas outros conteúdos também são adicionados. O Diolinux Play é um repositório de conteúdo extra do projeto Diolinux, nesse caso em formato de vídeo, e serve para agradecer a ajuda dos membros de alguma forma e ofertar cursos que somados custariam alguns milhares de reais, sob uma assinatura de 19,99.

Eu poderia vender eles na Udemy? Sim. Poderia vender aula por aula até, ou ter uma plataforma própria, como o Diolinux EAD que a gente tinha, mas é tão melhor para vocês que tudo isso esteja acessível de uma prática e barata e é tão melhor pra gente também, porque reduz demais o atrito para essa produção.

A questão é que, cursos são demorados para produzir, não é tão simples, e pode demorar para gente conseguir colocar conteúdo novo na plataforma às vezes, e como qualquer plataforma de streaming, novidades são importantes e fazem com que ela sobreviva. Por isso, poder adicionar quase que semanalmente conteúdo provindo das lives acaba compensando essa falta de material, até que a gente publique um novo curso ou algum novo conteúdo, além de engordar o catálogo de possibilidades ao longo do tempo, gerando até mesmo empregos novos, pois podemos contratar professores para criar mais material. O @raulcraveiro mesmo acabou entrando no projeto definitivamente porque a gente teve esse campo para explorar.

É preciso pensar em sustentabilidade também, se queremos oferecer cursos por preços acessíveis, precisamos de quantidade.

*** Diolinux Plus (esse que estamos agora)***

Por fim, o nosso querido fórum. Até o momento eu ainda não encontrei uma forma de fazer o fórum se pagar. Tentei alguns formatos de anúncios (que não deram certo), e ainda estamos pensando em alguma forma de fazer isso acontecer. Repare que agora mesmo não tem um banner sequer no site.

Hoje o fórum é mantido pelos apoiadores do canal, anteriormente através do apoia.se, e agora através do Diolinux Start, o plano de membros do YouTube de R 2,99 por mês. Não fosse esse valor, o fórum não estaria no ar no momento. E eu sei o quanto ele é importante.

Finalizando

Talvez eu tenha até explicado demais, mas é para você ver o quanto as coisas estão relacionadas e os projetos apoiam uns aos outros. É um castelo de cartas que a gente tenta montar, mas colando elas com cola quente para que não caia tão cedo haha.

Eu sei que nem todas as nossas decisões agradam todo mundo, mas algumas delas servem para simplesmente continuar fazendo o que fazemos, outras, porque pensamos de forma diferente, e você sempre terá uma visão diferente olhando de dentro de um projeto, é natural. De fora sempre será mais fácil e simples.

Uma coisa é clara, nada disso é imutável, nós já mudamos as coisas que fazemos muitas vezes e seria natural pensar que no futuro as coisas podem mudar novamente. Eu tenho uma noção clara das melhorias que precisamos fazer em todos esses projetos (tenho um Trello cheio de quadros para cada coisa inclusive), e com sorte e trabalho duro, esperamos que todos vocês possam estar conosco nesta jornada.

Tenha(m) um lindo domingo! :heart:

7 Curtidas

Oi Dan, eu vou verificar. Pode ter sido por conta da live ter caído durante a transmissão, não me recordo agora.

1 Curtida

Eu entendi tudo q vc falou e faz total sentido. O q posso fazer é tentar acompanhar as lives quando possível, e usar o diocast caso perca a live. Agradeço a atenção e desejo que continuem com o ótimo trabalho. Sucesso!

2 Curtidas