Distribuições Linux para usuários iniciantes, intermediários e avançados

Rindo alto aqui, na moral.

Mas fora as piadas, eu trabalhei com T.I. antigamente e sempre fui entusiasta da área. Talvez isso tenha feito eu me acostumar mais rapidamente ao Linux quando decidi usá-lo…

Outra boa distro para iniciantes é o Linux Lite

Site da distribuição: https://www.linuxliteos.com/

Vídeo do DioLinux

1 curtida

Há distros chatas de se instalar, mas OK quanto à pós-instalação e à manutenção.

E vice-versa. Slackware, por exemplo. Instalá-lo não é nenhuma façanha, mas da instalação em diante o sistema dá trabalho e exige conhecimento técnico.

1 curtida
1 curtida

O Linux Mint Mate tem uma chateação na barra de tarefas. Quando você tenta mover um ícone, tem que “desprender” TODOS os ítens da barra, 1 a 1, e depois travar tudo de novo. Tive que fazer isso para mover o ícone de “mostrar área de trabalho” para o canto direito.

Aliás, o Fedora já não seria bom para usuários intermediários? Ele não é tão complicado assim de usar.

3 curtidas
2 curtidas
1 curtida
1 curtida

Isso é uma imperfeição do MATE desktop em si. E é uma das desvantagens do MATE em relação ao XFCE, cuja configuração da barra de tarefas é muito prática.

1 curtida

fedora acho sistema ideal para um iniciante qual dificuldades o mesmo teria se comparado ao um ubuntu?

1 curtida

Mas voce é, ao menos intermediario.
Imagina uma pessoa completamente leiga tentando instalar algum pacote proprietário no Debian.
Ela teria que ativar os repositórios proprietários, mas antes teria que aprender o que é um repositório e onde fica o arquivo (mirror-list) para ser modificado, isso se ela souber que essas coisas existem, para se pesquisar por elas.
E se a pessoa precisar de um pacote mais novo, é torcer para que ela conhece o conceito do Debian de Backport.
O Debian não é simples.

1 curtida

Com certeza (da visão de um leigo).
O Fedora é um ambiente de teste do Red Hat, então estão sempre implementando alguma tecnologia nova, o que pode tornar o sistema menos estável do que uma distro LTS. Alem disso ele so tem suporte por 13 meses, então o usuario teria que ta sempre formatando ou saber que tem a atualizar a distro para a nova versão (isso nunca deu certo para mim).
Fora que segundo o Fedora, eles são uma distro “Criada para desenvolvedores”

1 curtida

Hoje eu me considero intermediário, na época eu era CURIOSO.

Como eu disse: é MUITO relativo esse processo de aprendizado.

1 curtida

O Fedora é muito pouco propenso a quebras, mesmo estando sempre atualizado. E o processo de instalação e configuração é muito simples, podendo ser realizado facilmente por leigos. Foi o primeiro sistema que eu usei, e saí usando sem saber nada de GNU/Linux. Usei por pouco tempo, mas usei e achei tranquilo.

Eu o colocaria como um sistema para usuários intermediários. Lidar com ele é bem mais tranquilo que as outras distros marcadas como avançadas.

1 curtida

depois que eu vi um carinha no youtube usando o Fedora por 66 dias seguidos, achei ele muito interessante. E por ele ter o gnome 40, to pensando em ir para ele. Fora que mês que vem sai a versão nova.

1 curtida

Fedora é uma distro excelente e muito interessante. A proposta é legal e muito bem executada.

Outra opção com GNOME 40 é o Debian Testing, mas acho ele mais complicado que o Fedora. O Debian é voltado a usuários mais avançados (embora seja bem mais fácil de compreender que o Arch, por exemplo).

Na realidade qualquer pessoa pode usar qualquer distro, desde que esteja disposta a escalar a curva de aprendizagem do sistema escolhido.

4 curtidas

Já pensaram no OpenSUSE para Gnome 40?

1 curtida

Usei durante 3 meses. Achei interessante as ferramentas para configuração. Contudo ele não permite mudanças em alguns pacotes. Você consegue modificar, mas ao atualizar ele volta para configuração padrão.

poxa mais de 5 anos direto usando o fedora, e nunca o sistema quebrou e sempre atualiza por ele mesmo sem precisar formatar de maneira simples

2 curtidas