Discussão: ARCH ou GENTOO

Seguinte, muitas distros são diferentes e por causa disso o pessoal cria comparações pra ver qual distro é melhor e tals, não quero criar rivalidade, mas sim saber quais vocês preferem e o porquê.

4 Curtidas

Gentoo nao me ofereceu nenhuma vantagem ao Arch. Sim, tem a questao do controle fino sobre o que eh instalado, com as flags, mas nao oferece a velocidade nem eh up to date, como o Arch.

Arch eh: leve, rapido, up to date, customizavel e tem boa documentacao.
Gentoo eh: customizavel, leve, rapido e tem uma documentacao legal.

O trade off do Gentoo, de compilar os programas eh que voce ganha customizacao, mas acaba perdendo na velocidade(eu tenho um ryzen 3500, e demorou bastante pra compilar) e acaba nao tendo os programas up to date.

Pra mim, esse trade off nao compensa, prefiro pacotes atualizados, e instalar quais pacotes eu preciso, do que customizacao maxima. Por isso uso o Arch.

6 Curtidas

Um problema do gentoo é a demora, na instalação, nos pacotes pra instalar, por exemplo: eu testei o exGENT (que é meio que o próprio gentoo em modo live), e só pra instalar o neofetch demorou demais, mas o gentoo é uma ótima distro, principalmente pra quem quer aprender linux, eu era um usuário que queria chegar no nível máximo de dificuldade, queria testar distros cada vez mais difíceis.

Um dia, ainda quero usar, mas os estudos não deixam (principalmente agora com aulas online), por isso prefiro o Arch tbm.

4 Curtidas

Já usei as duas distros. Entre elas prefiro mil vezes o Arch. O Gentoo é ótimo também, mas meio burocrático, é ótimo pra estudo e pra quem tem tempo. Depois de instalado, o Gentoo é sólido como uma rocha, mas não notei tanta diferença com relação ao desempenho.

4 Curtidas

Bem, se não estiver disposto a perder bastante tempo, o melhor a se fazer é ficar no Arch. O intuito do Gentoo é aprendizado, como já foi enfatizado aqui. Para um workstation, deve-se aplicar uma rotina constante, se ficar um dia sem atualizar boa sorte no próximo. Também não adianta instalar o Gentoo penando na otimização e meter um GNOME com 35 extensões em cima. Minha melhor experiência com o Gentoo foi no meu desktop antigo, um i3 4150 com 4GB de memória. Demorou uma eternidade para instalar, mas com um environment configurado com BlackBox ficou uma delícia, mais fluido que qualquer outra coisa que já utilizei.

No mais, convido o @Deleterium ao tópico :grin:

4 Curtidas

E o LFS fica onde nesta história? :joy:

Brincadeiras a parte não experimentei o Gentoo ainda então eu só posso dizer do Arch. Até então, 2 meses usando o custom OS, ele atualiza sempre, leve e nunca interferiu no funcionamento que eu configurei. Ele teve sim alguns bugs mas com desligamento e reiniciar, tive de fazer pesquisas para corrigir… Tenho meus receios com o novo Firefox e o Gnome 40, mas daí não é culpa do Arch.

Para aprender mais sobre o Linux, penso sim em me aventurar no Gentoo depois dos estudos e pesquisas que venho fazendo. Quem sabe no LFS também.

2 Curtidas

Não experimentei o Arch… só o Manjaro um ano atrás…

Pelo que acompanho os dois sistemas são bons para aprendizado sobre o sistema. O Arch com pacotes saindo do forno alegra bastante o pessoal ávido por novidade.

O Gentoo é bastante difícil de instalar por conta da demora de compilação e de cada instalação ser específica para cada hardware.

Ao meu ver o Arch é muito melhor pro público do Diolinux, ou seja, computadores pessoais. Já para quem for se aventurar por servidores profissionais, o Gentoo é extremamente mais flexível e oferece muita opção para “hardening” de segurança.

3 Curtidas

@msteles
Tem gente que acha que só instalar o sistema é dificil, mas manter ele também é.

@Aghbi Verdade, Gentoo é bom pra quem tem tempo.

@RuKsu Um dia ainda vou fazer uma LFS ksksks

@Deleterium Eu não vejo muita diferença entre os dois, na verdade, acho que são bem parecidos. Mas você poderia experimentar o arch pra ver.

2 Curtidas

Bem um nem outro, a vida que eu recomendo é fedora silverblue
Imutável como uma rocha
Muito mais do que o debiam stable

2 Curtidas

Mas se você precisar de qualquer coisa que não seja distribuida em flatpak, azar o seu.
Prefiro uma distro comum.

Exatamente com outras distros
Se quiseres algo fora da distro, como por exemplo snaps ou aplicação em específico terás que mudar
Ou então pedir/ou empacotar algum software para a distro que está sendo usado
Mesma coisa com flatpak, pedir para adicionarem

Actually not, já que o objetivo do Silverblue é exatamente não mudar. Se você muda, tá usando errado.

Tenho drivers nvidia no fedora 33
E intel no fedora 34 sem dualboot

1 Curtida

image

1 Curtida

Fedora é bom, acho que o único problema é o dnf, que parece demorar pra instalar pacotes.

Você sempre pode recorrer ao toolbox além do rpm-ostree. Precisa instalar o VSCode e não quer usar a versão em flatpak? toolbox create dev; toolbox enter dev e instale o seu VSCode em RPM ou qualquer outra ferramenta que deseja dentro do toolbox.

1 Curtida

Arch, porque é mais prático. Sucintamente, é isso.

1 Curtida

Eu não uso dnf
Uso rpm-ostree

Eu conheço, é do silverblue, que você mencionou, eu vou testar ele numa vm pra ver se é bom.

O tópico deveria ser ‘Distro artesanal ou enlatada’

4 Curtidas