[DICA] Como resolver problemas com fones TWS em modo A2DP no Arch Linux

Olá, boa noite a todos ─ e, por conseguinte, bom sábado.

Eu tenho um fone TWS (Haylou GT3) que sempre me atendeu muito bem. Utilizei ele no celular, em um notebook antigo que tinha há 5 anos (infelizmente parou de funcionar) e no da namorada também. No dela roda Fedora, e nos meus ─ o antigo e este pelo qual escrevo agora ─, Arch.

No meu antigo, usava um dongle Bluetooth, mas este novo já vem de fábrica com Bluetooth 5.0, por isso aposentei o dongle também. Só que desde o dia que coloquei o Arch no meu notebook novo, o fone simplesmente não funcionava em modo A2DP, somente em modo HFP.

Isso pode parecer trivial já que tava funcionando, mas em modo A2DP a qualidade do som é visivelmente melhor e o som sai estéreo. Pelo HFP, além da perda de qualidade, o som fica mono e a partir daí já se perde todo o benefício de você ter um equipamento de mais qualidade. Isso me incomodou ao ponto de me fazer perder uma tarde de sábado para investigar uma solução para esse problema.

Dei uma lida na Arch Wiki (que, infelizmente, não é acessível para todos os falantes nativos de português) e ela dizia que o Arch era compatível com dispositivos de áudio Bluetooth tanto utilizando o Pulse quanto o PipeWire. Mas isso é uma meia-verdade.

De fato o Pulse funciona, mas ele apresenta todas essas limitações que eu apresentei nos parágrafos anteriores. No meu notebook antigo e no da minha namorada funcionava talvez porque o Bluetooth deles era 4.0, e deste meu atual é 5.0, não sei ao certo. Mas o fato é que eu tive que abandonar a tradição de usá-lo e tive que migrar para o PipeWire.

Se você instalou o Arch ─ ou alguma outra distro nele baseada ─ e passa pelos mesmos problemas que eu, vou deixar a minha dica aqui: abra o seu terminal (ou o Pamac, se gostar de GUI) e instale os pacotes pipewire e pipewire-pulse. Ele vai conflitar com o pulseaudio-bluetooth e requererá a sua desinstalação, mas fique tranquilo, pode confirmar.

Concluído o processo, reinicie seu computador ou notebook e pronto. Pode usar seu equipamento com o A2DP tranquilamente. Enquanto escrevo este post, escuto esta bela música e, em função do som estéreo, posso ouvir um saxofone muito gostoso no meu ouvido direito.

O processo é simples e prático. Aqueles tempos em que se precisava adicionar ou remover seu usuário de grupos e grupos no Arch o vento levou!

Espero ter ajudado.

5 curtidas

Olá!
Bem legal a dica.
Agora, a questão do PulseAudio não é correto dizer que ele não trabalha com A2DP.
Infelizmente alguma configuração ou algum outro fator esteve atrapalhando ai no seu caso específico.
O PulseAudio pelo módulo bluetooth tem suporte nativo a vários modos de pareamento. Além dos de headset é garantido o codec SBC via A2DP para garantir o áudio de melhor qualidade.

Aqui, utilizo normalmente o pulseaudio com a2dp inclusive com codecs como o apt-x HD que possui um padrão ainda melhor que o básico SBC.

De qualquer forma, o PipeWire é a tecnologia mais recente que substituirá o PulseAudio em breve nas maioria das distro e logo será o novo padrão. Em ambito geral, apesar das grandes vantagens que o Pipewire tráz sobre o PulseAudio ainda está em aperfeiçoamento de compatiblidade com softwares profissionais e exigentes. Em bluetooth, ainda há devicas que também não funcionam com Pipewire e são muitas as threads do git de desenvolvimento. O bom que está sendo bem rápido as correções e implementações.

Enfim, muito bacana seu relado e a dica, só penso ser um acréscimo frente a informação do PulseAudio não trabalhar com A2DP, ok?

Sucesso!
#tmj

2 curtidas

Olá, @aarProTech. Boa tarde!

Como diriam nossos amigos do outro lado do Atlântico, então ora pois! Eu segui à risca o procedimento de instalação do Arch segundo a própria ArchWiki (e, convenhamos, pelo texto deu pra ver que eu já tenho alguma experiência nisso), e confesso que não entendi mesmo o porquê da incompatibilidade.

Assim como eu disse, meu primeiro palpite é de que seja por causa do versionamento do Bluetooth, mas não tenho certeza disso, apenas teorizo. O fato é que eu segui o processo de instalação conforme a maneira mais recomendada (sou meio purista, e torço o nariz até para as instalações via script que há aos montes aí) e o codec não funcionou.

Agora vou dizer a verdade: depois de ler o seu comentário, queria não ter resolvido o problema porque fiquei curioso pra saber qual seria a causa dele kkkk

De todo modo, vou retificar a informação no texto. Abraços.

1 curtida

Legal @rrnetopantoja !
A ideia é essa. Dialogar e aprendermos com as histórias e soluções na jornada.
O PulseAudio é um excelente servidor de áudio. Infelizmente, para áudio profissional que precisa atuar em ultra baixa latência o PulseAudio não consegue em modo gravação atingir um sync tão “puro”. Também, ele foi desenhado anos atrás com o objetivo de ser um programa de alta qualidade para rotear e servir som da maneira necessária para uso diverso e, mesmo em propósito geral, configurações avançadas o deixa muito bom. Mas daí vem o jack e kernel RT pra lidar com áudio profissional. Jack atua como um backend para o PulseAudio ¶. É a mesma coisa que o PipeWire faz como backend para o PA através da pipewire-pulse… Enfim, são as evoluções das tecnologias, o Wayland veio ai do mesmo modo substituindo o X11, mas conseguimos exibir todos os gráficos no velho X11.

Se seu foco é som de qualidade, tempo de resposta top e áudio, sugiro dar uma boa olhada na Distro https://madlinux.sourceforge.io mantida pelo Raul Dipeas que inclusive oferece suporte comercial para soluções nesse sentido. Vale muito a pena.

Boralah!
Traga as novidades.
Sucesso ai!

1 curtida

Obrigado pela dica, mas eu não sou audiófilo. Apenas um mão-de-vaca que pensa “Eu paguei 150 reais em um fone estéreo, e eu quero escutar estéreo!” kkkkk

1 curtida

Sei exatamente como é isso! hehe

Depois dá uma olhada nesse vídeo.
Tem umas partes engraçada.
Mas é puro A2DP.

1 curtida