Consumo de RAM Elementary App Center

Gurizada, vou fazer uma pergunta meio noob aqui.
Eu uso o Pop!_OS 20.04. É normal a loja de aplicativos já sair consumindo quase 200MB de RAM?
Antes eu utilizava o Kubuntu e, logo após o boot, ele consumia 400MB de RAM e o Pop já sai com 1GB.
Essa diferença chega a ser prejudicial, ou seja, a memória do Pop se “esgotaria” antes da do Kubuntu, ou são formas diferentes de gerenciar a memória e eu estou falando bobagem?

isto não é necessariamente verdade, cada sistema/DE gerencia a memória de uma maneira…se chegar ao ponto em que 200mb te faz falta, precisa ou de upgrade de ram ou repensar todo seu workflow e talvez montar um sistema a sua necessidade…

1 Curtida

É normal, provavelmente seja por isso que a Pop Shop seja considerada uma das lojas mais rápidas, justamente porque carrega o processo durante o boot.

Isso é considerado um ponto positivo pra muita gente que enfrenta lentidão na Gnome Software ou outras lojas.

Para outras pessoas que fazem tudo pelo terminal pode ser considerado frescura.

1 Curtida

Normal é, na verdade issto tá cada vez mais comum, ultimamente se tem blotado esse tipo de app, quem tem poyxa RAM dentre as DEs ultimamente é LXQT ou KDE, elas passaram a ser “a cara do Linux” não por acaso… o GNOME DE por exemplo by default pre carrega um monte de coisa inutil pra ser “mais fuido” mas acaba perdendo a fluidez por esse motivo… Sem falar que ultimamente se tem um uso abusivo e desnecessário de javascript e do Webkit, um app que usaria 50 MB de RAM acaba usando 150-200 por causa disso… sugiro fortemente migrar pro Plasma

1 Curtida

Na verdade, esse consumo de RAM não me atrapalha. É só uma dúvida que eu tinha, mesmo. Em tempo, eu estou vindo do Plasma, que utilizei até umas duas semanas atrás, hehe.

Na verdade, não me fazem falta. Raramente chego aos 50%. Só quando preciso usar máquina virtual.

Sim… Uma coisa que notei, monitorando e testando o sistema, abrindo várias abas do navegador e vários aplicativos ao mesmo tempo para ver o comportamento, chega um momento em que o consumo de memória chega até mesmo a cair.