Consumo de RAM do Gnome 3.32 no Arch Linux

485MB de RAM, é praticamente metade dos recursos utilizados pelo Fedora 30. Distros não são todas iguais, como alguns gostam de afirmar.

6 Curtidas

Qual comando se usa para ver os status ai na foto?

Ta com cara de ser o top, digita top no terminal, se quiser com um carinha mas bonita pode instalar o htop.

1 Curtida

Realmente, no Debian o meu fica na casa dos 400 e poucos também, se eu tirar as ¨firulas¨. Com as extensões, barra de ícones, etc… O meu está ¨startando¨ com 600.

No Fedora, com o visual praticamente limpo, o mínimo que consegui foi na casa dos 800 e poucos.

1 Curtida

na moral, nunca vi um Linux que me assustasse com consumo de ram, vejo nego falando, esse não é bom pra computador com 2GB, ai tu vai ver ele consome 700MB, na moral.

1 Curtida

Eliminando somente a gnome-software (PackageKit vai junto) você facilmente consegue menos que isto, aqui com extensões e uma janela do chromium aberta no Spotify, isto não é ao iniciar e sim após 20 horas de utilização.

2 Curtidas

Pra mim é sem sentido eliminar o gnome-software, ele que faz o gerenciamento. Pra conseguir essa quantidade no Debian, não precisei eliminar ele.

Eu vi que tiveram alguns serviços que eu parava no Fedora, mas mesmo assim eles voltavam, mesmo usando o systemctl. Agora eu não sei exatamente como funciona a fundo os serviços no Fedora, não sei se tem algum serviço que chama outro… Por isso que acaba voltando.

Editado: Outro ponto foi o boot, no Fedora estava demorando mais de 1 minuto. No Debian eu consigo deixar com 35 segundos. Mas, é aquilo, ainda estou começando no Fedora, tem muita coisa que não conheço.
Não estou dizendo que um é pior e outro melhor. Estou pontuando as minhas percepções e dificuldades, mesmo pq eu curti muito o Fedora apesar dessas coisas que falei.

2 Curtidas

Entendo, a gnome-software no Debian não utiliza o packagekit por padrão, neste caso ela utiliza a libapt que já é um processo do sistema, no fedora a gnome-software chama o packagekitd em segundo plano e ambos juntos consomem cerca de 300MB ao iniciar a sessão, por padrão no fedora a gnome-software depende do packagekit para funcionar independente do dnf.
No meu caso é independente ter a gnome-software ou não instalada, logicamente eu a mantenho só postei um exemplo.

2 Curtidas

No Void Linux, o Gnome inicia com bem menos que isso, cerca de 360MB, só que para mim não importa com quanto o sistema inicia, mas como ele gerencia toda a memória conforme vou usando. Não gosto muito do Gnome, mas nas distros que usei e que tive a chance de testar, nunca tive problema com ele estourando minha RAM(tenho 4gb) mesmo abrindo uma porrada de aplicativos.

2 Curtidas

top

O sistema começa a ficar lento quando você atinge aproximadamente 75% de RAM utilizada, então faz diferença sim utilizar um DE mais leve se a pessoa tiver pouca RAM disponível.

@Xterminator @Roldon Eu instalei a Gnome Software e o PackageKit, o uso de memória que postei inclui esses serviços. A Gnome Software está utilizando 91.1MiB de RAM, se eu desativasse o serviço o uso de RAM do sistema cairia para menos de 400MB.

Mas ele vem com a Gnome Software e o PackageKit habilitados por padrão? Se eu desabilitar ambos os serviços meu uso de RAM será mais ou menos o mesmo do Void.

3 Curtidas

Exato, isso que quis dizer. O Gnome software no meu Debian também está habilitado normalmente. Tirando o que não uso no Debian e o que não uso no Fedora, o Debian fica com um consumo bem menor. Bom ou ruim, o tempo vai dizer… Estou com os dois sistemas em dualboot. Mas 300mb a mais não vai fazer eu desistir de usar o sistema. Mas gosto de entender o pq da diferença, como o @Xterminator explicou, já me dá um norte para pesquisas.
Realmente as distros não são iguais.
O que eu ainda não consegui entender é pq alguns serviços que eu removi, voltam a iniciar. Depois faço uma lista deles e se vcs souberem, me tiram a dúvida.

1 Curtida

Aqui gnome-software e packagekit consomem em torno de 300MB, creio que seja devido as opções de configuração do Fedora que incluem flatpak e os-tree, não tenho como confirmar, mas quando tiver tempo vou dar uma olhada no SRPM.
O que posso dizer é que fedora sem gnome mais ou menos 300MB como GDM 330MB e com o gnome-shell por volta de 700MB isto sem incluir gnome-software e packagekit, incluindo ambos soma em média 800MB, eu nem ligo pra estas questões não que eu queira desperdiçar memória, mas o sistema está me entregando o que preciso com firewalld e selinux por padrão, sem desativar ou mascarar serviços no sistemd, não é o caso do Arch, mas no Ubuntu por exemplo isto ocorre, vários serviços como masked.

1 Curtida

É a instalação full do Gnome, só não vem a gnome-software pois a mesma não se encontra no repositório.

1 Curtida

A gnome-software esta no community, só não é instalada nas seleções de pacotes do gnome, o arch por padrão não traz nenhum gerenciador de pacotes com interface gráfica.

1 Curtida

@Xterminator @Roldon Eu havia perguntado no Reddit um tempo atrás o porquê do Fedora utilizar muito mais RAM que outras distros, ninguém soube responder, o que aconteceu é que os usuários do Fedora levaram pro lado pessoal e se sentiram ofendidos. Também notei um consumo de RAM alto no openSUSE, talvez seja algo relacionado ao RPM.

Gosto do Fedora, mas o consumo de RAM, a situação com os codecs e o fato de que planejam tornar o Silverblue a versão principal me fizeram desistir da distro, não gosto do OSTree, acho muito restritivo, também não gosto da ideia de utilizar Flatpaks para tudo.

@Xterminator Eu instalei/habilitei os serviços do ufw, cups, fstrim, cpupower e cronie, de resto é uma instalação padrão, não fiz nenhum tweak para reduzir o consumo de RAM.

@anon94729332 Então é como imaginei, a diferença se dá ao fato da Gnome Software e o PackageKit não estarem instalados.

3 Curtidas

ah man, tem muito fanboy do Fedora, eu utilizo pois gosto de pacotes RPM e de todas que testei é a que me fez se sentir em casa, testei “muitas, muitas mesmo distros RPM” antes de me decidir pelo Fedora.

2 Curtidas

Principalmente no /r/linux, eles simplesmente não aceitam nenhuma crítica relacionada a RedHat, Fedora, Systemd ou Gnome.

1 Curtida

Tipo eu voltei a utilizar distro RPM no Fedora 16, até então estava utilizando só distros .deb, mas optei pelo Fedora por causa do Rawhide, assim não preciso compilar uma penca de pacotes das versões em desenvolvimento do gnome, e caso eu consiga alguma outra que tenha essa opção eu vou instalar aqui em dual boot, mais por questão de facilidade mesmo, pois compilar o gnome é bem demorado.

1 Curtida

Já compilei o gnome por diversos métodos, GiG, Garnome e Jhbuild, hoje instalo o rawhide, habilito o repositório koji e rodo o dnf update e já era.
Nota: O repositório koji é aonde os pacotes entram antes de ir para o Rawhide (Unstable).

1 Curtida

Você faz algum desenvolvimento relacionado ao Gnome ou apenas quer a versão mais recente?

1 Curtida