Como foi o seu 2019 com Linux? "Linux e 2019", o que te vem à cabeça?

Pessoal, vamos usar este tópico da live de hoje (06/12/19) no YouTube (19 horas), e eu gostaria que vocês participassem contando um pouco das suas aventuras com Linux neste ano que está chegando ao final. Leremos algumas das mensagens na live, podem enviar fotos e até mesmo vídeos para ilustrar, o que Linux trouxe para sua vida neste ano? Alegrias, frustrações, divertimentos? Quando você pensa em “Linux” no ano de 2019, o que te vem à cabeça? :smiley:

Valeu galera!

11 Curtidas

O Linux em 2019 me trouxe muito aprendizado, tanto técnico, a nível de desenvolvimento, quanto social, principalmente.

Acho que o maior barato de usar Linux hoje, não está nem atrelado à tecnologia em si, mas na interação com a comunidade, vide aí os SDA’s, que estão sempre sendo influenciados por novos reviews, postagens, etc…

9 Curtidas

Em 2019 eu migrei todo o meu fluxo de produção de conteúdo para opções livres usando uma distribuição Linux, mesmo eu sendo um usuário bastante experiente com anos de suporte LINUX/UNIX nas costas - precisei quebrar alguns paradigmas mentais para que tudo finalmente funcionasse.

A lição que eu tirei disso é que, eu não devia ficar tentando fazer as coisas da mesma forma que eu fazia. Só passei a ter uma ótima produtividade quando me dediquei a aprender a usar as novas ferramentas da melhor forma possível e abracei a mudança.

:vulcan_salute:

8 Curtidas

Eu em específico aprendi muito com a comunidade pois descobri que me divirto tentando ajudar a achar a solução para as dificuldades dos outros. Por muitas vezes tenho certeza que disse muitas coisas erradas, mas em alguns casos é assim que funciona (Acredito eu!), na base da tentativa e erro.
E também em casa eu instalei alguma distro Linux em todos os meus computadores de uso e isso acabou envolvendo as pessoas ao meu redor. Com isso vi minha enteada fazer trabalhos escolares com o LibreOffice e pequenas edições de imagens com o Gimp. Inclusive minha esposa foi realizar um curso do Google onde ela necessitava dispôr de um notebook e não teve dificuldade nenhuma em realizar os procedimentos em uma distro Linux (No caso o Mint).

:metal:t4:

6 Curtidas

Linux é sinônimo de aprendizado constante sempre, se isso não é o suficiente para usar eu não sei o que é

3 Curtidas

Com o fim do suporte ao W7, que até o ano passado eu usava em dual boot com Ubuntu e esse ano ainda tenho instalado num outro pc, para mim em termos de Linux, esse ano foi um ano para eu pensar em instalar Linux em hardware velho. Parece que a galera esta jogando fora o hardware antigo porque não consegue tornar ele algo funcional. Linux pode ser uma das saídas.

4 Curtidas

Apesar das 10 formatações(até agora):sweat_smile:, meu ano no Linux foi bem interessante, consegui livrar-me 100% do windows e estou a 6 meses sem utilizar o sistema das janelas, consequentemente descobri o poder do terminal e esse aumentou consideravelmente minha produtividade.

4 Curtidas

Bem, foi um pouco dualista, ao msm tempo que encontrei a distro mais coerente no ponto de vista de como deve vir uma distro pra um usuário, no caso o Linux Mint, por outro lado, apesar de sentir tudo completo e funcional, senti a frustrante experiência de jogar games e ver o desempenho despencar, com destaque ao GTA V Online, que no Windows está rodando a 60fps, e no Linux, como ñ é nativo, sofria com quedas abaixo de 30 em trechos densos, ou seja, estava tudo bem aqui no Mint até que eu decidi instalar o game, e como estava mto afim de jogar tive q instalar o Windows.

4 Curtidas

Foi um ano de muita tranquilidade e aprendizado utilizando Linux. Vai fazer 2 anos que migrei totalmente para o sistema aberto, este ano abandonei a vida de salteador de distro e estou desde Fevereiro com o Linux Mint instalado nas minhas máquinas e fiquei bem satisfeito, tudo funciona muito bem, o sistema é estável e atende a todas as minhas necessidades. Minha única “frustração” por assim dizer é não conseguir fazer o meu certificado digital funcionar com o PJeOffice para poder realizar o peticionamento eletrônico no site dos tribunais, porém contorno esse problema com uma maquina virtual, mas ainda tenho esperança de encontrar alguma solução nativa pra isso.

Com a chegada da nova geração de consoles ano que vem, venho pensando em montar um PC pra jogos ao invés de comprar um console novo. Sei que jogar no Linux ainda tem algumas limitações com relação a alguns jogos que podem não funcionar corretamente, mas venho acompanhando o avanço do Linux Gaming no decorrer dos últimos anos e acho simplesmente incrível toda a tecnologia desenvolvida pra isso, quero muito poder utilizá-la e aprender mais sobre ela. Esse ano o Linux despertou em mim a vontade de querer jogar no PC, coisa que o Windows nunca conseguiu, enfim, esse foi o meu ano com Linux e também um pouco dos meus planos pro futuro com a plataforma.

4 Curtidas

Com o Odio que eu comecei a sentir do windows 10 e seus bugs acabei mudando para o Kubuntu,e foi uma mudança drastica porem estou me acostumando com o KDE e o Ubuntu,é incrivel como o Linux pode ser modificavel tanto Na interface quanto no Design da mesma capaz de fazer o sistema consumir recursos de maneira variavel(tanto menos do que pra mais),varias interfaces,diversas Distros que eu ate fiquei curioso pra testar como o “Opensuse” e o “Clear Linux” e estou tentando me segurar pra não formatar meu computador de novo

3 Curtidas

Foi meu primeiro ano com Linux.

Fui para ele porque o windows começou a ficar lento. Formatei, coloquei ssd e mais ram. Passava uns meses e voltava a ficar lento.

Então, no começo do ano instalei o Mint em dual boot. Mas desde então, nunca mais acessei o windows (uso apenas nos PCs do trabalho) e o desempenho permanece o mesmo.

Apesar de ter um custo de aprendizagem, acho que valeu a pena. Hoje já me sinto a vontade usando.

Trabalho com pesquisa e análise de dados e quando preciso fazer algo em casa, Mint é super de boa. Uso basicamente o R e o Python. Amanhã mesmo pretendo formatar e deixar apenas o Mint, assim terei mais ssd livre.

1 Curtida

Esse ano foi quase igual os outros kkkkk bastante fake news da comunidade pra tentar fazer o Linux ganhar espaço e outras besteiras kkkkkk
Mas durante os 6 anos que eu estive usando foi um aprendizado ótimo… Hj aplico isso em outras plataformas e acabo com qualquer problema kkkkkk mas dentro desse tempo eu sempre assisti a tentativa frustada de tirar o Linux do foco de desenvolvimento
Foi oq eu presenciei nesse 2019

Esse é de fato o meu primeiro ano utilizando Linux!

Comecei a “aprender” um pouco sobre uma distribuição em uma escola técnica com uma professora de qualidade duvidosa, pois a mesma não sabia da existência do Gerenciador de Aplicativos.

Não consegui aprender por conta própria naquele período, pois tinha um TCC para terminar, mas assisti o canal do Diolinux para saber das distribuições e o que elas tinham pra me oferecer.

Depois de terminar o curso técnico, tive um tempo relativamente livre para entrar nesse mundo. Ainda estou aprendendo conforme as necessidades surgem, um dia espero largar totalmente o Windows.

2 Curtidas

Confesso que a pretensão de utilização de uma plataforma diferente ao Windows era apenas curiosidade e pela praticidade (ícones mágicos Kurumin 2005) e evitava a utilização de linhas de comando.

Agora, em 2019, além de estar acostumado com a praticidade e total liberdade que tenho com as distribuições, sempre me pego testando outras distros para testar determinadas funções específicas.

Um detalhe que mudou ao longo dos anos foi a preferência atual por linha de comando, por achar, em alguns casos, ser mais rápido e transparente ( além de intrigar quem vê)

Para o meu perfil de usuário, que não sou de jogar, consigo manter o foco e ser muito mais produtivo, com todas as coisas que hoje vejo que me facilitam.

3 Curtidas

Esse ano foi ano do linux para mim.
O ano em que eu consegui usar de verdade pra fazer tudo que eu preciso no meu laptop, estudar, trabalhar e um pouco de diversão, to trabalhando com programação web.
Além do meu laptop(produção), conectei meu computador(2009) a minha smart tv, que ficou ótima com o ubuntu, ao mesmo tempo que ficou um pc na sala pra quem precisar usar.

2 Curtidas

Para mim, o ano de 2019 realmente foi o ano do Linux, só que no Notebook hehehe… Comecei a utilizar o Linux em fevereiro, com o Ubuntu 18.04. A curiosidade e as vastas distros Linux me fizeram saltar nesse meio tempo entre várias distribuições e ambientes gráficos. Até a pouco tempo estava sofrendo da SDA hehehe. Por incrível que pareça, voltei no Ubuntu 18.04 em meu notebook de trabalho. Pretendo sossegar nesta distro e me aprofundar mais nela em especial no terminal e em outros detalhes envolvendo servidores e redes, aproveitando o curso de Técnico de Informatica que estou fazendo. Um abraço a todos…

2 Curtidas

Meu 2019 foi bem bacana com Ubuntu 1904, Liquorix e me trouxe a oportunidade de me tornar programador JavaScript para Mobile. Muitas coisas eu aprendi no Diolinux. Obrigado mesmo.
Tudo começou com a queima do meu HD aí eu comecei a usar Linux Mint no Pendrive, durante 2 meses, depois me acostumei com o linux e quando comprei meu SSD não hesitei em instalar o Ubuntu 1904 e me resolvi com as placas Híbridas, Intel e VGA AMD. Minha próxima meta agora é ser produtivo no DarkTable, ainda uso Lightroom por ser mais produtivo. Quero montar um desktop com Xeon e nvidia para editar videos no Da Vinci e Kde Live.

2 Curtidas

Linux e 2019 foi para mim um ano de facilidade e praticidade! Este ano foi mais um ano muito bom de uso de Linux. Consegui, por mais um ano ver que o linux me atendeu completamente em minhas tarefas diárias. Espero que em 2020, continuem surgindo melhorias para as distribuições (programas, ferramentas tanto livres quanto proprietárias, etc) de modo que as pessoas passem a ter cada vez menos dificuldades ao usar linux, especialmente os usuários leigos e novatos. Obrigado Dionatan e todos por todo conteúdo que nos compartilharam este ano!

2 Curtidas

Esse ano comecei a trabalhar com uma iniciação científica na faculdade e passei a usar o Linux, migrando de fato para o sistema. Não faço um curso na área de computação, mas sim matemática. Então a principio o Linux para mim seria um recurso para o funcionamento das pesquisas que fazemos no projeto da faculdade. Porém, nesse meio tempo passei a gostar muito do sistema. Desde então na IC enfrentei diversos desafios onde muitos deles puderam ser resolvidos acompanhando o blog. Para essas férias tracei algumas metas sobre pontos que quero aprender para melhorar minha carreira acadêmica (que é o meu sonho de de vida profissional), uma delas aprofundar mais meu conhecimento a respeito do Linux, pois acredito que com ele muito do que estudo será facilitado. Obrigado pelo blog, me ajudou muito em diversos momentos.

2 Curtidas

mano, meu noot tem windows 10, mas não gostei do sistema e nunca me apeguei muito, ai meu pai colocou linux mint no PC, então usei o mint por mais ou menos por 4 anos, e esse ano mudei para o novo ubuntu( o 19.10) e gostei muito, e não troco mais, as vezes eu preciso do mint por uma coisa ou outra então uso o virtual box, e nunca precisei de windows para nada, a não ser por jogos, mas sinceramente, 2019 eu considero que muitas distribuições melhoraram seu visual, como o mint, ubuntu ou ate mesmo o o kali por exemplo.

1 Curtida