Como excluir totalmente um kernel

Estou usando a versão 5.4 do kernel linux, porém dei um “purge” na versão 5.6.3 do kernel, só que ela ainda aparece no grub, e ela ainda esta sendo iniciada automaticamente - mas não aparece mais na lista de kernels. Logo tenho sempre que clicar em configurações avançadas para mudar para 5.4. Como proceder???

Se vc removeu o kernel mesmo,
acho que faltou fazer um update no grub:

sudo grub-mkconfig -o /boot/grub/grub.cfg

Ja atualizei, e continua reconhecendo o kernel. Porém não aparece mais na lista:

Bom, eu tentaria reinstalar esse kernel com problemas,
e depois desinstalar novamente para ver se resolve…
Boa sorte!

Tenho uma pergunta, sabe o diretório dos cabeçalhos no ubuntu???

Desculpe-me, não sei muito do Ubuntu!
Espero que alguém consiga ajudar. = ]

pode ser sudo update-grub também, é até mais fácil

1 curtida

O grub customizer pode ajudar, ele já vem com o os-prober embutido, encontra os kernels instalados e os lista na entrada do grub

utilizei este, não funciona

O Dio publicou um vídeo sobre uma ferramenta de gerenciamento de kernel, olha no canal dele, pode ser que ajude

O arquivos ficam no /boot /lib/modules e /usr/src/

1 curtida

O comando update-grub vai adicionar todos os kernel que ele encontrar no /boot.

Se vc tiver renomeado, copiado, ou adicionado um kernel, terá que apaga-lo na mão também.

Primeiro, o que eu faria, é remover os kernel antigos. Não precisa manter mais de 3. Infelizmente o “apt autoremove” não remove kernel e esse é um ponto que ainda cabe ao usuário fazer. Deve ter uns bons gigabytes ocupados com os módulos dos kernel antigos que não servem pra nada…

Depois, verifique se vc tem kernel “intruso” no seu /boot, quer dizer, se tem arquivo com versão diferente das instaladas. Remova-o manualmente.

Próximo passo é fazer a mesma verificação na pasta /lib/modules e eliminar versões intrusas.

Último passo é apagar as versões intrusas no /usr/src/ Ali estará algum kernel que vc tenha feito download do site para compilar no seu computador.

Terminado, novamente um “update-grub” e o menu estará limpo, com a opção padrão para o kernel mais recente.

Ele deve ter instalado algum kernel manualmente. Porque, quando ele é atualizado, o apt remove a versão antiga e, se por algum motivo você parar o apt, pode remover usando o apt autoremove ou o apt --purge autoremove (tem que ficar de olho no que esse comando vai remover, para você não remover nada indesejado!. Mas apenas para atualizações vindas dos repositórios oficiais. Pelo menos no Debian é assim. No Ubuntu não deve ser diferente.

Uma alternativa é
configurar o grub para sempre selecionar o último kernel que foi escolhido pelo usuário no último boot.

$ sudo vim /etc/default/grub

Adicionar as seguintes configurações:

# /etc/default/grub

GRUB_SAVEDEFAULT=true
GRUB_DEFAULT=saved

Depois atualizar o grub:
$ sudo grub-mkconfig -o /boot/grub/grub.cfg