Como desinstalar as fontes nativas do sistema (e do GIMP)

É possível desinstalar todas as fontes nativas do sistema? Estou usando o Ubuntu Studio e quando uso do GIMP todas as fontes do sistema (mais de 1.000 se não me engano) aparecem no software, mesmo eu já tendo alterado as pastas de fontes reconhecidas pelo editor nas preferências do GIMP. Acaba que está me atrapalhando a trabalhar, pois já tenho meu pack de fontes e ao importá-las pro GIMP, acaba que fica muito mais fontes ativas.

Gostaria de saber se há algum problema em desinstalar todas as fontes do sistema (praticamente nenhuma me agrada) e como desinstalar

1 Curtida

Oi :slight_smile:

Tecnicamente, uma fonte não é realmente “instalada”. Uma fonte é simplesmente um arquivo no seu computador em uma determinada pasta que o sistema lê como “a pasta de fontes”.

No Linux, a pasta que contém essas fontes para todo o sistema é a:

/usr/share/fonts

A fontes customizadas por usuário ficam geralmente dentro na sua home, ocultas em:

./local/share/fonts

Programas como o GIMP podem ler fontes de qualquer pasta na verdade, desde que isso seja configurando nas opções dele.

Basta procurar as fontes que você deseja apagar dentro das pastas adequadas e apagar o arquivo.

Espero que ajude :slight_smile:

1 Curtida

Opa! Uma forma legal de lidar com muitas fontes sem precisar instalá-las (e assim pesar o sistema) é o FontBase. Há um appimage pra ele, baixe-o aqui:

1 Curtida

Boa, outro bacana é o FontFinder: Flathub—An app store and build service for Linux

1 Curtida

Muito obrigado pelas orientações!

No caso, eu até havia conseguido encontrar a pasta fonts que fica em /usr/share/fonts porém quando clico com o botão direito a opção de mover para a lixeira está apagada, não dá para clicar e também quando aberto delete elas não apagam… notei também que não dá para copiar nenhuma fonte personalizada para dentro desta pasta, o que pode ser?

As fontes embutidas no sistema são distribuídas igual aos programas, contidas em pacotes. A maneira mais segura de remover uma fonte é removendo o pacote específico que contém ela. Geralmente pesquisando por ttf, otf ou font na loja de software (ou num gerenciador como o Synaptic) ele lista as fontes e, caso um programa dependa dela para funcionar, ele vai avisar.


Uma outra opção mais avançada é mudar o conceito de “fonte de sistema” usada pelo programa.

Criando um arquivo com esse formato e extensão .conf:

<fontconfig>
<dir>/home/usuario/MinhaPastaDeFonts/</dir>
</fontconfig>

E iniciando o programa no terminal com:

FONTCONFIG_FILE=/home/usuario/fontes_gimp.conf gimp

Ele vai completamente ignorar as fontes do sistema, e só usar o que tem na pasta especificada (cuidado: isso inclui a fonte do texto do software/tema do sistema, então tem que ter ela na sua pasta de fontes, caso contrário o programa fica sem texto).

3 Curtidas

Bacana amigo, muito obrigado!

Mas no caso, tenho interesse em realmente apagá-las mesmo, porém não consegui deletar na pasta nativa, sabe me dizer como posso fazer isso?

1 Curtida

Ah sim, o que acontece é que é uma pasta do sistema, e somente o usuário root vai conseguir alterar aí.

Você pode fazer de duas formas:

Terminal

Use o comando:

sudo rm /caminho/da/pasta/onde/esta/a/fonte/font.otf

Por exemplo, digamos que eu queira apagar a fonte “FiraMono-Bold.otf”, o comando seria:

sudo rm usr/share/fonts/opentype/fira/FiraMono-Bold.otf

Pela Interface

Neste caso, abra o terminal, e rode o comando “sudo nautilus” se estiver rodando GNOME, ou o nome do programa de arquivos que você estiver usando. Dessa forma, o gerenciador de arquivos vai se abrir em modo root e você poderá navegar até a pasta e apagar o que quiser.

Sim, entendo… é que esse é o tipo de configuração “raiz” que em geral não se deve mexer, a não ser que se saiba bem o que está fazendo e se queira customizar a interface de forma profunda e radical. No meu caso, como eu apenas quero fazer alterações mais leves, escolho uma das fontes oferecidas; e como faço artes gráficas em Gimp e Inkscape e minha coleção tem pra lá de 5 mil fontes, as gerencio com o FontBase, ativando-as quando quero

1 Curtida

Meu amigo, não faça isso

Basicamente, se desinstalar as fontes erradas seu sistema vai ficar cheio de quadradinhos ao invés de letras

Vamos lá, se esse é o seu desejo, vamos realiza-lo, em partes, você vai remover as fontes extras próprias do Ubuntu Studio:

  1. Remova seu pack de fontes
  2. Use o seguinte comando, sugiro copiar e colar:
sudo apt autoremove ubuntustudio-fonts -y

E pelo menos em tese todo esse mundaréu de fontes vai sumir, e apenas as que o sistema usa em algum lugar vão ficar, sem o risco do seu sistema se transformar em um monte de quadrados

  1. Reinstale seu pack

Evite apagar e adicionar coisas em /usr, /var, /etc, /bin, /lib (qualquer uma delas) e /sbin e jamais toque m /lib64 manualmente

3 Curtidas

Entendi, não vou mexer lá então não rs
E vou instalar um gerenciador de fontes tb e adotar essa tática aí, obrigado!!

1 Curtida

Caraca, muito obrigado!
Basicamente era isso que eu queria, so não soube me expressar como deveria, mas a idéia era essa mesmo, manter as fontes que o sistema usa nas pastas, janelas etc e excluir esse tanto de fontes desnecessárias, árabes e dentre outras viajadas aqui hahaha

Deu certinho! De 1300 fontes do sistema, caiu para 300 ±

Muito obrigado! E a todos os demais que se disponibilizaram à ajudar também!!

3 Curtidas