Como configurar corretamente o boot entre Fedora e Manjaro

Olá, tudo bem? Gostaria de saber se alguém já conseguiu solucionar o problema com o boot juntando o Fedora com o Manjaro. Estou com a mesma questão tentando com o Fedora 33 e o Manjaro 20.1 e ainda sem solução (embora tenham sido lançadas recentemente). Mas o problema, ao que me parece, não é de agora. Já vi tutorial recomendando a não instalação do grub por parte do Fedora para que o Manjaro ache e inicie normalmente. Tentei mas o Anaconda não foi muito simpático para isso hehehe. Rodando o grub-mkconfig ou usando o grub-customizer pelo Manjaro ele chega a achar o Fedora mas não o adiciona ao menu de inicialização . Sei que deixar o grub do Fedora controlar o boot gerará o famoso kernel-panic ao selecionar o Manjaro… Desculpem caso esta seja uma dúvida básica, mas já pesquisei e não obtive sucesso com o pouco que encontrei. Desde já obrigado!

1 Curtida

Vejam se resolve:

Você escolheu uma rara combinação de 2 distros cujos Grub não se entendem…

Onde o Grub de outras distros gera uma entrada assim em /boot/grub/grub.cfg, para o Manjaro (ou Arch)…:

initrd /boot/intel-ucode.img

… precisa acrescentar o path para o initramfs:

initrd /boot/intel-ucode.img /boot/initramfs-XXXXXX.img

… onde “XXXXXX” é a versão do Kernel do Manjaro, que você pode verificar na pasta /boot dele.

Até hoje, das distros que instalei, só o openSUSE Tumbleweed consegue gerar a entrada correta para o Arch (e para o Manjaro, acredito eu). ─ O Grub do Fedora não consegue. Então, é melhor usar o Grub do próprio Manjaro.

Porém, o Fedora agora usa uma coisa chamada BLS (BootLoaderSpec), que o Grub do Manjaro ainda não entende. ─ Na verdade, acho que nenhum Grub, de nenhuma distro, entende esse BLS do Fedora.

Para desabilitar o BLS do Fedora, edite o arquivo /etc/default/grub.

Onde se lê:

GRUB_ENABLE_BLSCFG=true

Altere para:

GRUB_ENABLE_BLSCFG=false

E em seguida, atualize o Grub do Fedora.

Outra coisa: ─ Ao contrário das outras distros, o Fedora nunca atualiza seu próprio Grub, ao instalar uma nova revisão do Kernel. ─ Por isso, o Grub do Manjaro (ou outras distros) não vai perceber a mudança, e vai continuar apontando para o antigo Kernel do Fedora.

Portanto, sempre que você perceber que houve qualquer mudança de Kernel no Fedora, você terá de executar manualmente a atualização do Grub dele:

$ sudo grub2-mkconfig -o /boot/grub2/grub.cfg

Depois disso, atualize o Grub do Manjaro, para ele perceber a mudança do Kernel do Fedora.

Observe que eu não falei de EFI ─ porque esses 2 aspectos acontecem, tanto em UEFI-GPT, quanto em BIOS-MBR.

Quando passei de um velho hardware BIOS-MBR para um novo hardware UEFI-GPT, vi que precisava manter esses 2 cuidados:

2 Curtidas

Maravilha, @frc_kde! Muito obrigado pela resposta! Vou testar aqui e depois retorno com o resultado. De fato é uma combinação complicada heheh. Vamos ver…

2 Curtidas

Boa noite, pessoal! Depois da grande dica do @frc_kde, consegui obter o Fedora (Workstation 33) na lista de inicialização do grub do Manjaro (KDE 20.1). Depois de atualizar o Fedora, eu desabilitei o BLS com:

Então atualizei o grub do Fedora com:

Finalmente, pelo Manjaro, atualizei o grub dele com o grub-customizer mesmo. Antes ele encontrava a instalação do Fedora mas não o adicionava ao menu. Desta vez ele já apareceu como opção. Reiniciei a máquina, selecionei o Fedora e o boot ocorreu normalmente. o/

Mais uma vez, obrigado pela dica!

2 Curtidas