Commodore Amiga foi o Macintosh de seu tempo?

Guardadas as devidas proporções e sabendo que Macs e Amigas também foram contemporâneos, seria seguro dizer que os Commodore Amigas em seu tempo representavam o que hoje os Macintoshs representam? Alguém teve um naqueles ainda mais restritivos tempos? Qual a experiência?
Isso já me passou pela cabeça algumas vezes ao ponderar sobre alguns pontos como o uso de uma “interface gráfica” avançada para a época, o uso extenso de aplicações multimídias, sua presença frequente no meio artístico, sua relação íntima com design, seus preços proibitivos e a qualidade de seus jogos (nesse último caso evidentemente, destoam da Apple).

1 curtida

Os anos 1980 significam um ponto de inflexão importantíssimo de quando os computadores pessoais deixam de ser brinquedos chiques e se tornam ferramentas de trabalho e entretenimento “sérios”. Num outro post (não vou achar agora, era sobre SBCs), mostrei máquinas da época que não deixavam de seguir esse modelo do single board computer (já que os periféricos eram, em sua quase totalidade, realmente externos, como armazenamento em fita k7 ou disquete de 5 1/4" ou monitores, contrário dos mais modernos laptops e all-in-one). É difícil, nesse turbilhão de inovações, estabelecer um marco principal. Vejamos:

  • Fim dos anos 1970 - PCs domésticos voltados à programação BASIC e jogos da linha Spectrum (ZX-80 e seguintes)
  • Primeiros PCs com suporte a cor (16 cores, acho), como os Apple II
  • Primeiros PCs com modelo completo e CPU e periféricos (Machintosh, CP500 no Brasil)
  • Seguindo-se a esses, PCs para uso em jogos e gráficos, como Amiga e MSX, com suporte a 256 ou 512 cores
  • Até que saiu o “Ford T” dos PCs, o IBM PC rodando MS-DOS e, ato contínuo, Windows 3.0

Dessas linhas saem 2 grandes famílias, a dos IBM PCs (com processadores Intel) e a dos Mac (com processadores Motorola, inicialmente). Sim, haviam os Power PC, os Amiga, MSX, mas no meio disso tudo, eles meio que se perdem na disputa de mercado.

Nota final: os gráficos das telas de computador no filme Star Trek VI - A terra desconhecida foram todos feitos num Amiga

3 curtidas

O ZX Spectrum parecia um misto de calculadora com brinquedo.

O MSX tinha um ar de videogame também.

Esses computadores ditos “domésticos” (categoria que desapareceu) realmente se diferenciavam muito do que se estabeleceu nas décadas seguintes.

1 curtida

Mas é bem isso, os 20 anos entre 1975 e 1995 marcaram a migração dos PCs de “brinquedos” para “ferramentas de trabalho” (e diversão - nossa, joguei muito em PCs dessa época, com hardwares bem parecidos com o de um Atari ou Intellivision)

1 curtida

Isso se deve muito aos modelos IBM,XEROX,Apple, as duas primeiras com uma visão cinzenta (marfim na verdade) de um uso mais corporativo e a última com sua perspectiva voltada para o mundo mais artístico.
Você mencionou em um tópico de nostalgia, mas, eu me esqueci, com quais máquinas dessa época você lidou? Chegou a mexer com um Amiga (coisa rara no Brasil)?

1 curtida