Banshee foi descontinuado?

Alguns anos atrás eu me deparei com o Banshee durante uma das minhas andanças pelo Linux. Na época estava com o Mint 19 se não me engano e passei a utilizar o Banshee como player de música, pois de todos que vi e instalei ele era o melhor para mim, é claro.
Hoje fui buscar esse player e não encontrei mais, ele foi descontinuado?

1 curtida

A última atualização do projeto foi 2 anos atrás e o repositório está como arquivado.

É uma pena, gosto muito dele, é o que mais se aproxima do Music Bee em organização e apresentação, o jeito é continuar com o Clementine.
Obrigado pela informação.

Recomendo o Sayonara, parece o AIMP.

Realmente, nem tinha percebido. Usei ele muito no Ubuntu e no Mint há vários anos. Depois que passei a usar o spotify para ouvir música, nunca mais usei um software desse tipo praticamente. Uma pena, mas compreensível, visto que existem tantos softwares para isso hoje em dia, e a indústria em si está diferente.

1 curtida

Não conheço esse, vou testar, muito obrigado.

Dionatan, o problema é que minha coleção está toda no computador. Deu uma trabalheira danada, mas fui transferindo tudo o que tenho de música para o computador. O Spotify é interessante, mas não tem tudo o que eu tenho (quero) e dai a necessidade de um player para tocar o que tenho no equipamento.
O Banshee tinha uma interface e organização muito melhor do que o Clementine por exemplo, como é o Bee no Windows, mas vou testar esse que o kevinlucasilva informou.

Então, streaming de música meio que é o novo normal e usar conteúdo local virou quase que antiquado. Você diz que não tem tudo o que quer no Spotify, certo? E no Youtube?

Bem, existe um programa chamado MotionBox que permite “ouvir vídeos” do Youtube, ou seja, streaming de música, bastando você criar e adicionar o link da playlist nele que, de início, irá reproduzir como vídeo mas você pode ocultar o vídeo. Semelhantemente para celular existe o Newpipe. Ambos players para o Youtube.

Dentre esses 2, o MotionBox é o mais “confuso”, a interface não é muito intuitiva e infelizmente não se “recolhe” para a tray, mas é melhor que o Google Play Music Desktop que tem diversas limitações como de conteúdo. Ah! E ele se difere do FreeTube no lance de poder apenas “escutar o vídeo”.

Não que haja certo ou errado em ouvir conteúdo local, mas existe uma certa praticidade em ter uma playlist que pode facilmente ser atualizada e ouvida de vários dispositivos. Eu busquei essa soluções e preferi o Youtube ao invés do Spotify pois, claro, o Youtube é mais completo (tem música, podcast, audiobooks, etc.), sem dizer que usando esses softwares você não terá propaganda.

Só mais essa dica.

Claro, realmente não tem uma única forma de consumir as coisas. No meu caso o Spotify atende bem. Ainda que antigo, meu player de áudio preferido, nesses formatos de organizar as bibliotecas sempre foi o Clementine. Mas como esse tipo de software foi perdendo espaço nos meus sistemas, hoje uso só o Spotify, que consegue reproduzir arquivos locais também e organizar a biblioteca, a maior parte das pessoas acho que não sabe ou não usa o Spotify assim, mas ele funciona bem tranquilo.

A resposta vai para ambos, pois ela acaba englobando o que cada um passou.
Hoje minha coleção se resume a 78 Gb de músicas, com cerca de 11.200 faixas e um pouco mais de 2.200 pastas cada uma correspondendo a um Cd, Lp, etc.
Sempre trabalho ouvindo música e meu gosto engloba bandas de hard rock dos anos 70, bandas de heavy metal, speed metal e trash metal que surgiram nos anos 80 e muita coisa também de rock progressivo.
Quando tentei usar o Spotify a primeira vez, ele fazia umas associações inacreditáveis e por achar que eu escutava “rock”, ele entendia que eu poderia escutar bandas de qualquer música categorizada como rock e às vezes era coisa muito ruim, na minha opinião é claro. Dai o Spotify, como dizemos aqui no Rio, foi para o ralo.
E como sou usuário nativo de Windows eu acabei me acostumando com o Music Bee, que no meu caso possui a melhor interface e com recursos agregados como edição de tag’s, etc. O Banshee fazia isso e tento encontrar a melhor opção para substituir essa ferramenta, se o Spotify agora tem um gerenciamento desse tipo, ótimo, vou tentar, caso contrário continuo na busca.
Mas vou checar o que vcs passaram.
Muito obrigado.

Rhythmbox 3 e Clementine são o mais próximos ( Rhythmbox parece ser uma copia ) do Banshee.

Tbm tenho muitas musicas do PC mas faz tempo que não as ouço, utilizo quase que exclusivamente o Spotify. Para rodar algum áudio corriqueiro tenho usado o Audacious para isso.

Eu conheço o Clementine, mas o Rhytmbox 3 não. Apesar de parecer uma quantidade músicas absurda, eu escuto muita coisa, pois gosto de ouvir enquanto trabalho, dá mais tranquilidade.

1 curtida

O Clementine é outro projeto que foi engavetado, mas existe o Strawberry Music Player, fork que é desenvolvido até hoje.

Também não dispenso ter meus arquivos localmente, rsrs.

Apenas para dar um feedback, instalei o Strawberry e achei ele muito bom, agora vamos ouvir um pouco de música e ver como ele realmente se comporta.

3 curtidas

Atualmente uso o foobar2000 em formato snap e o elisa que vem por padrão no kde plasma.

Eu instalei o Sayonara e o Strawberry, mas como alegria de pobre dura pouco, aconteceu um crash no som com ambos. Durante a execução de qualquer música, o som de repente começa a ficar arranhado e parece que tem dois gatos brigando dentro das minhas caixas de som. Vou procurar a solução para isso aqui no fórum, pois gostei de ambos.

Você deseja um player de áudio com qual perfil/características?

Esses dois que mencionei acima atendem perfeitamente minhas necessidades e achei que o problema de som era com eles, mas acabei de descobri que o meu problema com som é no Mint mesmo, seja ouvindo música, assistindo um vídeo direto no equipamento ou vendo pelo Youtube o resultado é sempre o mesmo, o som dá um crash e vc só consegue ouvir muito ruído sem entender nada. Vou ter buscar uma solução para isso.

1 curtida

Vc usa o firefox pra ver os vídeos? Eu tava com esse mesmo problema e o culpado era o firefox