Backup para upgrade de ssd. Como proceder?

ubuntu
#1

Eu tenho um notebook, que está rodando dois sistemas: Ubuntu 18.04 e windows 10.
Qual programa devo utilizar para fazer esse particionamento e cópia de sistemas?
GPT ou MBR? Ouvi dizer que pode ser GPT.

Fora isso
Eu estou muito na dúvida sobre se eu devo manter o HD(1tb) e o SSD(240gb), e se devo usar uma partição /home, então quem puder dar sua opinião agradeço.
Por um lado queria ficar só usando SSD porque eu não gosto de pensar, por ser um notebook que as vezes é movido ligado pode danificar o meu HD, por outro lado gostaria de manter o windows o qual eu uso raramente, um pouco porque é original de fábrica, está na garantia e caso eu queira jogar algum jogo ou aplicação (caso eu precise).
Seria possível deixar o Ubuntu rodando no ssd e o windows no HD, de preferência o HD nem funcionar no Ubuntu? Ou talvez deixar o HD com windows fora do notebook usando um case USB? Assim o HD ficaria parado, mas eu poderia o usar raramente.
Qual suas sugestões?

0 Likes

#2

Bom dia.

Eu entendi todas as opções que você citou. Eu tenho algo similar ao que você tem aí, e vou passar minha sugestão (aí você aproveita o que achar interessante).

Tenho um notebook com um SSD de 120GB, com um dual-boot entre Linux Mint 19.1 e Windows 7, e um HD de 1TB, onde fica todo meu backup (removi a gravadora e comprei aquelas cases pra poder colocar o HD dentro no notebook). Deixo os sistemas no SSD, pois a velocidade que ele me dá facilita bem as coisas, e meu backup nesse HD facilita muito quando tenho algum problema com os sistema, ou quero formatar, pois só removo ele, e instalo novamente quando estiver tudo pronto, assim nem me preocupo em perder meus dados. Sobre mover o notebook ligado, até mesmo se você deixar somente o SSD, eu não recomendo transportar ele ligado, pois até cooler eu já vi danificar por pessoas que fazer isso.

Resumindo, eu faria um dual-boot no seu SSD de 240GB, e deixaria todo o backup no HD de 1TB, aí você escolhe se o HD vai ficar fixo no notebook, ou se coloca ele numa case.

Espero ter ajudado.

2 Likes

#3

Salve a licença do Windows, em local seguro - se precisar formatar, vc tem guardado!

Sem dúvida, coloque ambos os sistemas no SSD (tem softwares que fazem a clonagem); de resto, o que sobrar de espaço (no SSD e o HD inteiro) vc usa para salvar seus arquivos pessoais (indico formatar em NTFS para que o Windows e Linux acessem).

Sempre use GPT e UEFI (o MBR e Legacy são “métodos” antigos). Se seu HD está em MBR… não sei se é possível mudar para GPT durante a clonagem… acho que não (aí só reinstalando os sistemas).

Eu torço o nariz para o /home, prefiro criar partições independentes do sistema (como se fosse o Disco Local D)… aí ela aparece no gestor de arquivos como mídia removível (e lá, largo todos meus arquivos). Aquela partição NTFS - que falei acima - seria a “/home”.

A /swap é outra coisa, que a galera mais antiga insiste em usar… Se vc não usa hibernação e tiver 4GB ou mais de RAM, é totalmente descessário criá-la.

2 Likes

#4

Obrigado Jonas e Alex pelas dicas e informações que vcs usam, espero que amanhã eu faço o upgrade e compartilho com vcs como ficou, depois disso eu marco o tópico como resolvido. Abraços.

1 Like