"Artigo" sobre personalização que eu escrevi no tédio

Eu tava meio entediado hoje de manha e comecei a escrever isso aqui, acho que nem pode ser chamado de artigo, tá mais pra um texto sobre como o visual dos meus desktops XFCE/KDE foram mudando ao longo do ano passado e sobre alguns programas de personalização que eu fui conhecendo ao longo do tempo, além de muuuuuita print hehe.

Escrevi isso sem nenhum objeitvo em mente, mas mesmo assim gostaria de ter um feedback de como está, caso vocês queiram ler, basta clicar aqui.

6 Curtidas

Ficou muito massa! Parabéns por manter os prints e montar a linha temporal :sweat_smile:.

A formatação também ficou bastante agradável também.

1 Curtida

Ficou muito bom e eu ainda descobri umas ferramentas novas pro KDE.
Quando se fala do KDE,na minha opinião, tuas customizações e as do @ryu_ketsueki são as melhores por ai, até cheguei a ver esses teus posts no /r/unixporn com o pessoal meio bravo pela customização ser “uma copia do mac” soaksoaksoako.

2 Curtidas

Kkkkkkkkkkkkk, eles não ficam putos por ser uma cópia do Mac em si, eles ficam putos pq esse tipo de desktop “genérico” pega muito upvote, sendo que tem alguns mais originais e bem trabalhados
Mas se a galera gosta, n tem pq reclamar, né?

2 Curtidas

Então, tô naquele sub a uns 6 meses e sempre vejo esse pessoal reclamando, parece que eles não entendem que desktop é uma coisa pessoal e ainda vão pra um sub onde qualquer um pode postar o seu aoskaosaoksaoksao. (apesar de que realmente tem umas coisas bem diferenciadas por lá)

1 Curtida

Acho legal encontrar um brasileiro que já vinha vendo alguns posts no /r/Unixporn há um tempo ahahah. Muito interessante a sua jornada pelas customizações.

1 Curtida

Show de bola sua jornada. Você foi realmente focado em melhorar o seu próprio Workflow e Desktop sem trocar de distro. Gostaria de te dar os parabéns!

1 Curtida

Desde quando eu comecei a usar distros linux, eu sempre tirei screenshots dos meus desktops, seja pra mostrar pra alguém ou pra lembrar de como estava o visual do meu desktop antes de formatar. Isso me possibilitou ter um registro fotográfico de vários dos meus desktops (não todos ;-:wink: e me permitiu montar essa linha do tempo com a evolução da forma como eu personalizava o meu desktop.

Lendo seu texto, resolvi procurar alguns prints que tirei aqui ao longo dos anos. Reparei uma coisa, só usei constantemente três DE’s: lxde, xfce e o unity no ubuntu 12.04. Claro que já tentei utilizar outras, KDE, Gnome, Lxqt, OpenBox, FluxBox. Entre os ambientes mai famosos, o único que não testei fora do virtubalbox foi o Mate. Porém, uma coisa me chamou atenção. Com o passar do tempo, fui ficando cada vez menos preocupado com a questão visual. Passei a usar temas escuros e ícones que combinam com a cor do logo da distro, só isso. De resto, não costumava/costumo fazer nada. Só, quando não tem por padrão, adiciono o “dock” que, no meu caso, é apenas um segundo painel do xfce.

Achei bem interessante o seu texto. Mostra claramente sua evolução como usuário no linux e a capacidade de usar a isso a favor da sua produtividade, já que você acabou encontrando o “desktop” perfeito.

1 Curtida