Análise inicial: 10 novos recursos do GNOME 3.38, será lançados na próxima semana

Veja a reportagem no site OMG Ubuntu.

Em português via Google translator.

https://translate.googleusercontent.com/translate_c?depth=1&hl=pt-BR&prev=search&pto=aue&rurl=translate.google.com&sl=en&sp=nmt4&u=https://www.omgubuntu.co.uk/2020/09/gnome-3-38-new-features&usg=ALkJrhi5V1och0YkIxpjK0HmH53oZtvHSQ

7 Curtidas

Adorei a mudança no menu de aplicativos. Agora dá pra reorganizar de cima pra baixo sem a ajuda de extensões.

1 Curtida

Gnome cada vez melhor. Gosto muito da forma que ele opera.

1 Curtida

Pra mim o “top recurso” é a melhoria com screencast assim como jogos em fullscreen (que já se sente no 3.36 com Wayland) e o grid que se enquadra melhor em resoluções ultrawide.

1 Curtida

Muito bom…
Vamos ver na performance.

Acho que o gnome-shell poderia ganhar melhorias tanto na dock quanto no painel…
Vc poderia habilitar o que quer usar…
A Dock poderia ter uma opção de centralizado, direita ou esquerda…

1 Curtida

Não acontecerá. A “dock” do GNOME não é uma dock propriamente dita e não foi concebida para ser uma, pois serve unicamente para indicar os apps em execução e agregar os apps favoritos do usuários para fácil acesso, ou seja, não há razão para que seja um item configurável e nem mesmo foi pensado para ser. Ademais, em uma live do Georges, se levantou até mesmo uma possibilidade de se repensar essa Dash que o GNOME possui, colocando suas funções em outros lugares, consequentemente removendo ela da interface, mas isso só foi uma especulação.

1 Curtida

@swatquest é bem isso aí que o @Yofiel disse, tem outra coisa também, o GNOME tem o conceito de ame-o ou deixe-o, ficar esperando funcionalidades com o pensamento de outros DE não funciona, por isso preferi deixar o GNOME do que desconstruí-lo ou ficar esperando uma mudança que provavelmente nunca vai chegar!

1 Curtida

@daniloancilotto @Yofiel

Até entendo que não é uma dock, mas funciona como uma.
O problema do gnome-shell padrão é justamente este.
Eles criaram um interface que não fornece nenhum meio nativo, sem extensão, para personalizar a interface.
Nem troca de temas do gnome-shell é nativo.

O que vc descreveu é exatamento como os devs do gnome-shell querem que ele seja. E sinceramente, não acho “justo” chamar algo que cumpre seu objetivo de “problema”.

2 Curtidas

Não é um problema, é uma escolha. Na visão daqueles que não gostam pode ser um problema e isso é completamente compreensivo, ninguém é obrigado a gostar de algo, mas objetivamente não é um problema do GNOME, é apenas o paradigma que eles criaram para o projeto.

Não é bem assim.

Quando o GNOME 3 foi projetado para ser o que é, os desenvolvedores sabiam que a reformulação causaria descontentamento, logo decidiram pensar em uma solução que atendesse os usuários e não ferisse a visão do projeto. Levando em consideração o dilema dentre outras questões, ficou decidido que o gnome-shell seria escrito majoritariamente com bindings para JavaScript que seriam repassadas para uma base de código C/C++, tornando fácil a implementação/modificação do gnome-shell, o que acabou resultando na plataforma de extensões existente hoje.

É fácil e completamente normal não ver as extensões como solução própria do GNOME, mas é isso que as extensões são. As extensões são uma solução do GNOME para dar aos usuários uma forma de customizar o ambiente gráfico sem ferir o projeto.

3 Curtidas

Realmente, quando usava GNOME as extensões atendiam meu fluxo de trabalho em 98%, aí quando esses 2% começaram a me incomodar mudei de DE, mas o GNOME é perfeito para quem tem o fluxo de trabalho para o qual ele foi projetado, que é excelente por sinal, só não é para mim.

1 Curtida

Eis uma das vantagens do software livre: você não está preso a nada.

:smile:

1 Curtida

Depois que comecei a usar o GNOME, não consegui parar. É o melhor DE na minha opinião. Ele oferece um workflow que nenhuma outra interface consegue reproduzir da mesma forma.

Essas mudanças são muito bem-vindas, em especial as do menu de aplicações. Finalmente!

1 Curtida

O GNOME com esse app de Welcome me lembra aquela imagem:

+ Soluciona um problema: Não precisa de manual
  Meio tradicional: Precisa de um manual
- Cria problemas: O manual começa com "Como ler esse manual"

Incrível como o GNOME continua na terceira linha 38 versões depois do lançamento da 3.0

@_adhriel

Concordo…

Mas acho que eles tiveram escolhas erradas que poderia ser revisto.
Todo projeto pode sofrer mudanças.
Acho que o javascript não foi a melhor escolha. E lá no site deles já vi muita gente reclamando disso.
Contudo acho um ótimo ambiente.
O banco de dados do evolution é outro que o pessoal reclama. Simplesmente eles colocaram um dependência de programas para este banco de dados.