Alguém pode me explicar a treta do Linus com a NVIDIA?

Bom dia. Já vi vários memes do Linus mostrando o :fu: para a câmera e mandando a NVIDIA se f****, até agora não entendi o porque :P.

1 curtida

Há anos NVIDIA faz pouco caso com o suporte para Linux, então, o xingamento dele era por esse fator. Isso era um dos motivos de 80% dos usuários Linux usarem AMD como GPU no lugar da NVIDIA. Hoje o suporte está melhor, mas foi puramente devido ao uso crescente de HPCs que fazem uso das GPUs, não aos usuários finais. De maneira resumida, é essa empresa é grande porcaria.

5 curtidas

Não é só o Linus, a NVIDIA é particularmente talentosa em deixar os outros infelizes, até parceiros comerciais (EVGA?).

De uma olhada no inferno astral que foi para a comunidade do Wayland lidar com a NVIDIA. A única das 3 fabricantes que decidiu, porque sim, que não ia usar GBM, que é parte do MESA e já tinha suporte no Wayland.

O KDE também tem um histórico longo de problemas com stuttering na NVIDA na era Xorg, com “remendos” como o famigerado “ForceFullCompositionPipeline” que meio que resolvia, mas não muito bem.

Enfim, a empresa tem um histórico razoável de “não sou muito boa em trabalhar colaborativamente com outros”.

6 curtidas

Esse é um dos problemas de confiar uma parte central do seu trabalho a uma grande corporação: os interesses dela quase sempre divergirão dos seus. Como usuário, talvez você prefira que a sua placa da NVIDIA seja suportada em qualquer sistema que você deseje usar, mas, como empresa, a NVIDIA pode tacar o mais sincero ■■■■-se, seja por razões comerciais, ou mesmo por “birra”.

Mas, no fim, somos todos reféns dessas grandes corporações, querendo ou não. Elas meio que gerenciam quase tudo que tange a tecnologia – seu hardware é, provavelmente, de uma delas. Apenas ocorre de algumas como Intel/AMD serem “mais amigáveis” com a comunidade open-source. Mas é apenas porque esse modelo as provém alguma vantagem comercial, seja lá qual for, que se deixar de existir, eles podem simplesmente resolver parar de suportar Linux também (não estou dizendo que vai acontecer, só estou exemplificando como a situação está além do nosso controle).

2 curtidas

só não sou muito fã de ver tudo da mesma forma, eu acho que existem grandes empresas que são mais amigáveis e menos amigáveis, que elas podem mudar, para melhor, pior, etc… As pessoas ainda podem fazer uma escolha “menos pior”, dependendo do que elas buscam.

Eu pessoalmente não odeio a marca, mas consigo ver como ela tem problemas bem sérios com parceiros. Mas eu, pessoalmente, ainda compraria.

3 curtidas

Eu tava quase fazendo um tópico sobre isso aqui…

1 curtida

Desde quando comecei a experimentar o Kurumin (2007), e depois o Kubuntu, Debian, Mint (2009), placas de vídeo já respondiam por grande parte dos problemas, pedidos de socorro etc. nos fóruns do mundo Linux – mas na época eu não fiz nenhuma análise quantitativa (Nvidia, AMD, outras), porque meu hardware não incluía esse item. – Não sei exatamente “qual” era meu hardware na época, pois já tinha passado por 2 ou 3 upgrades malucos desde a montagem original, em 1994. Só sei que não tinha placa de vídeo. – Nenhum problema com drivers de vídeo.

Ao montar outro PC em 2009, escolhi CPU Intel em placa-mãe Asus com iGPU Intel – exatamente para evitar aquele mundo de problemas que eu via nos fóruns. – De fato, não tive problemas com drivers de vídeo.

Em 2020, novamente, CPU Intel em placa-mãe Asus com iGPU Intel – e mais uma vez, não tenho tido problemas com drivers de vídeo.

Se placas AMD (e não sei quais outras existem) não dão esse tipo de problemas, poderia até parecer fácil evitá-los (para quem precisa de placa dedicada) – mas vejo que a maioria dos usuários depende de máquinas vendidas prontas (portáteis, principalmente)… e que caibam em orçamentos mais apertados ou um pouco menos apertados – e aí, parecem predominar “fabricantes” (na verdade, “integradores” de peças disponíveis no mercado), que misturam marcas e especificações malucas, frequentemente priorizando reduzir “custos”. O resultado, talvez funcione +/- bem com Windows, mas me parece que, hoje, responde por um bom número dos problemas citados nos fóruns do mundo Linux.

Ultimamente, também vejo muitos pedidos de socorro relacionados a Wifi, mas confesso que não sei o porquê – pois continuo usando conexão via cabo (fibra ótica) – e o Wifi das operadoras tem sido satisfatório para o celular (em casa, ou em locais com Wifi de terceiros).

Infelizmente, a maioria não tem essas opções:

  • Poder trabalhar em casa
  • Não precisar de notebook
  • Poder montar o PC (de mesa) como bem entender
  • Não precisar de jogos, edição pesada de vídeos etc.
2 curtidas